DORAMASFILMES

A NOIVA FANTASMA – ORIGINAL NETFLIX | CRÍTICA

27 fevereiro, 2020 por

A Noiva Fantasma (ou The Ghost Bride) é a primeira produção malaia da Netflix, tendo sido produzida sob o selo Original Netflix. Ela é composta de 6 episódios com aproximadamente 45 a 50 minutos cada. A opção de áudio informa que o idioma falado é o mandarim. A série é inspirada num livro de mesmo título, de Choo Yangsze, e foi lançada no dia 23 de janeiro na plataforma de stream. Ah, é importante lembrar que a série não é indicada para menores de 16 anos.

A Noiva Fantasma conta a história de Pan Li Lan e é ambientada no ano de 1840, em Malaca (hoje Malásia). Apesar de ser uma jovem bem instruída, Li Lan e seu pai estão passando por um declínio social; depois que sua mãe morreu, seu pai passou por um período de reclusão, o que acabou prejudicando os negócios. Uma boa forma de arrumar as coisas seria através de um casamento arranjado com um homem mais abastado do que ela.

O que acontece, porém, é uma proposta um tanto quanto bizarra: a de se tornar noiva de Lim Tian Ching, falecido herdeiro da família Lim. E não para por aí: Li Lan é apaixonada, desde criança, por Tian Bai, primo de Tian Ching. Ele está de volta à cidade depois de ficar em Hong Kong por um bom tempo, estudando medicina. Pouco depois de seu pai recusar a proposta, Li Lan é assombrada em sonhos por Tian Ching.

Assim tem início a trama e as aventuras que vão mudar a vida de Li Lan para sempre e é assim que descobrimos, também, que Tian Ching era uma péssima pessoa. Arrogante e mimado, de alguma forma ele conseguiu driblar o sistema pós-morte de julgamento. E essa é, afinal, uma parte muito interessante do drama: a cultura oriental acerca da morte e do que vem depois é muito diferente da nossa e podemos ver um pouco mais disso durante os seis episódios.

Ao passo que seu pai adoece e sua alma se perde no mundo inferior, Li Lan se vê chantageada por Tian Ching: se ela ajudar a resolver o mistério de seu assassinato, ele devolverá a alma de seu pai. E por isso ela começa a investigar a família Lim mais de perto, questionando funcionários e tentando descobrir por quem e como Tian Ching foi morto. O enredo levanta suspeitas contra Tian Bai e contra a irmã adotiva de Tian Ching.

Nesse meio tempo, seu caminho esbarra com o de Er Lang, um guardião celestial que está tentando resolver o caso de Tian Ching. Não pelo assassinato, mas pelo fato de o jovem estar driblando o sistema de julgamento e permanecer no mundo inferior que, aliás, funciona da seguinte forma: após a morte, a alma vai para o mundo inferior. De lá, ela é julgada e ou vai para o inferno ou reencarna. Nesse ponto, o enredo confunde um pouco porque dá a entender que ficar ali, em uma espécie de limbo, não é permitido.

Existem, porém, várias almas que estão sempre por ali. ALERTA DE SPOILER!! A mãe de Li Lan é um exemplo disso e diz que preferiu ficar por ali enquanto esperava pela filha e pelo marido, antes de reencarnar; em uma cena anterior, porém, Tian Ching diz a Li Lan que não há como escapar do julgamento e sua fala é reforçada por um guarda que arrasta uma alma de volta para a fila.

Dessa forma, Li Lan junta forças com Er Lang para resolver o caso. A relação dos dois, a princípio, é difícil e baseada em brigas. Mas eventualmente, eles conseguem trabalhar isso. Talvez pela necessidade, talvez por se tornarem amigáveis um ao outro, talvez as duas opções. O fato é que eles passam a se ajudar quando Li Lan é, mais uma vez, ameaçada por Tian Ching.

Dessa vez, porém, ele dá a ela um ultimato: ou ela fica no mundo inferior como sua noiva, ou seu pai vai morrer. E Li Lan decide por salvar seu pai. Assim, Er Lang dá um jeito de ir para o mundo inferior para resolver de vez o caso e trazer Li Lan de volta. Afinal, foi por se separar dele enquanto investigavam o caso que ela acabou em coma, também.

A série, porém, parece se confundir um pouco. Por várias vezes, me peguei refletindo se ela se passava em um tempo atual: a trilha sonora é carregada de músicas com uma pegada muito contemporânea e traz uma confusão quanto a isso. As roupas também passam por modernas, mas não vou falar sobre isso porque não tenho realmente propriedade para falar de hábitos malaios, tanto na vestimenta quanto no comportamento.

O roteiro também parece se confundir um pouco em alguns aspectos, como as regras do mundo inferior e os vilões que inicialmente sugeria. Como exemplo, temos a irmã de Tian Ching, que inicialmente tinha comportamentos um pouco mais agressivos e obscuros, tendo sido retratada em casas de apostas e usando capas. Mas, ao final, como por milagre, ela é mostrada como uma pessoa boa e prestativa. O próprio Tian Bai fica sob suspeita por algum tempo.

A NOIVA FANTASMA

Acredito que a série teria se desenrolado melhor se tivesse mais um ou dois episódios e um tempo com uma distribuição melhor; enquanto algumas cenas passam tão rápido que mal conseguimos entender o que aconteceu, outras se arrastam por um tempo maior do que o necessário. Não é, porém, algo insuportável ou que torne a experiência negativa.

Por fim, posso dizer que A Noiva Fantasma é um drama muito divertido de se assistir. Intercalando momentos de terror com drama e comédia, é fácil de ver, com um ritmo acelerado que dá uma certa fluidez à história. Diverte e entretém. Acredito que podemos ter uma segunda temporada, porque o título na Netflix diz “Parte 1”, além de ter acabado em um cliffhanger enorme!

____________________________________________________________________________________________________________________

A NOIVA FANTASMA

Ficha Técnica:
Título: A Noiva Fantasma 
Episódios: 6
Ano: 2020
Gênero: Drama, Romance, Terror
Emissora: Netflix
Onde assistir: Netflix
País: Malaca
Nota: 4/5

 

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

16 Comentários

  • Mariane
    julho 02, 2020

    Eu li o livro a uns 2 meses atrás por recomendação de uma amiga, e por acaso achei a série ontem na Netflix! Comecei a ver e apesar de algumas mudanças com o que acontece no livro (essa parte de como funciona o mundo inferior, como tian Ching está quebrando a regra e a motivação dela tbm são diferentes e melhor explicadas no livro) mas estou gostando. Tbm fiquei confusa com as roupas q parecem bem modernas mas não tenho propriedade para falar pois não conheço a cultura.

  • Karina Rodrigues
    Karina Rodrigues
    março 09, 2020

    Eu tô doidaaa pra ler esse livro e, claro, assistir essa série. Eu estou com o livro há tanto tempo na estante sem ler que dá até vergonha! Acho q vou colocar a série na frente, mas não vou deixar de ler!
    Bjos

    • Carol Nery
      Carol Nery
      março 12, 2020

      Eu tenho ele acho que desde que tava grávida do Adam. Vergonha define… PRECISO LER!

  • RENATA CRISTINA SILVA AVILA
    março 09, 2020

    Meus Deus
    to completamente chocada com essa noticia que voce me deu. Nao sabia que tinha essa serie na netflix. Fiquei apaixonada pelo enredo e ja vai pra lista pra assistir

  • Erika Monteiro
    março 09, 2020

    Oie, tudo bem? A série apareceu como indicação no meu perfil e confesso que fiquei bem curiosa. Assisti tudo num único final de semana acredita? :O Como não sabia que era baseada naquele livro da Darkside nem me atentei aos pormenores. Então não tive um olhar mais apurado. Porém, gostei muito do enredo, dos cenários, dos personagens, e da mistura medo x cenas divertidas. Agora quero ler o livro. Um abraço, Érika =^.^=

  • Valéria
    março 09, 2020

    Bem, fiquei curiosa apesar de não ter lido a obra que inspirou a série. Bacana o áudio ser em mandarim. Não lembro de ter visto nada Malaio.

    Apesar de ter um ponto ou outro que me causaram estranheza, acredito que como um todo eu va gostar da serie. Assim que der, assisto.

    Küss

  • Yasmine Evaristo
    março 09, 2020

    Oi, Vitória. Tudo bem?
    Então, não assisti, até hoje, nenhum dorama, mas já salvei alguns na lista da minha Netflix. Ao ler sua resenha, salvei esse título, pois achei interessante ele se passar no passado e, principalmente, romper com essa linha entre vida e morte. Estou bem curiosa sobre o que sentirei ao assistir algo desse tema em uma Lígia e um cultura tão diferente da que já tenho o hábito de assistir. Mas darei um voto de confiança tanto por ser coreano (um cinema com o qual criei afinidade ao longo dos anos), quanto por sua descrição que me chamou a atenção sobre a série.
    Obrigada por esse post super bacana e atrativo.

  • Liv
    março 08, 2020

    Não li o livro, sinceramente essa linha da Darkside não me chama muito a atenção. Mas achei a proposta da série interessante, nunca vi nada da Malásia e essa confusão sobrenatural me deixou bastante curiosa. Além do mais quero muito ver o visual da série!
    Abraços
    Liv

  • Débora Vicente
    março 08, 2020

    Eu gosto bastante de dorama, mas esse eu nunca ouvi falar ou até mesmo fiquei sabendo da estréia no netflix, mas assim que possível vou assistir.

  • Maisa Carvalho
    março 08, 2020

    Eu li o livro, assumo que não gostei muito – acho que talvez por ser uma cultura tão diferente, mas estava curiosa por ver a série. Acho que vou arriscar, porque já imaginava que as cenas deveriam ficar muito bonitas na TV. Quem sabe as diferenças que você apontou me ajudem a gostar da adaptação?

  • Vitor Damasceno
    março 08, 2020

    Pronto, você acabou de me causar um problema: incluir mais um titulo pra minha lista interminável de titulo a ver na Netflix, porque a vida não deixa a gente ser feliz tranquilamente com nossos filmes/ series… Que interessante essa história.. O pessoal do lado de lá sabe muito bem como tratar esses temas de mistérios.. Obrigado pelo texto!

  • Pedro Cruz
    março 08, 2020

    Eu tô muito afim de ler o livro A Noiva Fantasma, mas só quero assistir a série depois de ler. Agora percebi que é bom mesmo eu ler o livro para não me confundir enquanto assisto. Adorei poder saber mais sobre essa história antes de me aventurar tanto no livro quanto no filme. Essa sua análise sobre a série foi muito bem trabalhada. Adorei.

  • Debora Sapphire
    março 08, 2020

    Eu sempre procuro um estilo bem diferente de séries para assistir. E pelo que escreveu aqui a respeito dessa série, fiquei interessada. Curti essa pegada da série de divertir e entreter. Achei isso um ponto forte da série o roteiro também desperta curiosidade. Uma pena, que só dá para Assistir pela Netflix. Porque dificilmente acompanho séries pela Netflix, pois muitas são conceladas o tempo todo, então dá até receio de ver e gostar Hehehe

  • Lilian de Souza Farias
    março 07, 2020

    Fui assistir e quando vi que o áudio era o mandarim, precisei parar porque sei que iria exigir de mim mais atenção, estou lendo muito, então, nos últimos tempos, só procuro coisas para assistir por mero entretenimento. Sobre o figurino e trilha sonora, não tenho como opinar porque só vi vinte minutos do primeiro episódio e mesmo assim sem consegui dar a atenção necessária.

  • Gabrielle Nascimento
    março 05, 2020

    Não sabia que tinha uma série inspirada no livro. Amei saber, com certeza vai entrar na minha lista.

  • Ana Cristina Almeida Rigotti
    fevereiro 27, 2020

    Deu vontade de assistir!!