“A Missy Errada” é a mais nova comédia original da Netflix, lançada dia 13 de maio desse ano. Com atores já conhecidos no gênero e um enredo bem engraçado, o filme aposta na diversão besteirol, repleta de exageros e situações improváveis. Se você é entusiasta da comédia sem muita pretensão e sem muito compromisso com a realidade, apenas pra sentar e rir, você não pode deixar esse de fora.

Tim (David Spade – “Gente Grande”) é um cara que não se dá muito bem com relacionamentos. Ele acabou de terminar um noivado de forma traumática porque a ex-noiva o trocou por seu colega de trabalho. Ainda assim, atendendo um pedido de sua avó, ele vai a um encontro às cegas com uma moça indicada por ela.

Acontece que a tal garota, Missy (Lauren Lapkus – “The Big Bang Theory”) é completamente insana, grita , causa brigas e ainda anda com uma faca imensa na bolsa (chamada Sheila). Ele termina a noite tentando fugir de Missy pela janela do banheiro, caindo e fraturando o pé.

Tim decide então que não vai mais procurar pelo amor. Espera que um dia, quando for a hora, ele venha até ele. E o destino faz a sua parte! Em uma caminhada apressada ele acaba trombando com uma linda mulher no aeroporto e eles acabam trocando suas pastas. Isso cria a oportunidade perfeita para uma conversa no bar, onde descobrem ser muito parecidos. Ela se chama Melissa, é uma mulher independente, ex-miss e bem resolvida. Eles trocam seus números de telefone e começam a conversar no mesmo dia!

Após anos de trabalho em uma mesma empresa, Tim vê a oportunidade da sua tão sonhada promoção. Mas para isso precisará ganhar a confiança do chefe em uma conferência da empresa durante um final de semana inteiro no Havaí. Ter a companhia de Melissa seria um diferencial, visto que a esposa de seu chefe também é uma ex-miss.

Para a alegria dele, a mulher aceita o convite e também deseja o reencontro. No entanto, dentro do avião tomado de pura ansiedade e até segurando flores, quem chega é a Missy do encontro às cegas… Ele esteve o tempo todo conversando com a Missy errada e agora precisa passar o final de semana com uma garota completamente descontrolada.

Este filme é uma boa oportunidade para se desligar dos problemas do cotidiano, das preocupações da vida, e embarcar em uma completa e divertida loucura. Mas cuidado, não procure lógica nas cenas que vai encontrar. Como eu disse no começo, é uma comédia repleta de exageros, que tenta pegar o espectador pela graça nos absurdos. Tudo é levado ao máximo, até mesmo o comportamento da Missy. Você não tem ideia das coisas que ela faz!

Por falar na personagem principal, ela segura todo o enredo do filme e também toda a atuação. Todos os personagens acabam girando ao seu redor. A atriz Lauren Lapkus deu muita conta do recado e trabalhou tão bem que até eu mesma passei a ter um pouco de medo quando ela aparecia na tela, do que ela iria fazer. As caras e bocas são impagáveis. O Tim passional de David Spade também faz toda a diferença e completa as loucuras de Missy. Que casal…

Surpreendentemente “A Missy Errada” entrou na lista dos 10 filmes mais assistidos da Netflix (Vou deixar o link de todos aqui acima) e em minha opinião ele pode ser considerado uma das maiores “zebras” da lista. E não é por ser ruim, mas por acreditar existir outras comédias originais melhor estruturadas em enredo, principalmente, na plataforma. É engraçado? Sim. É marcante? Não acredito que seja. Aconselho que você assista? Óbvio! Nessa sociedade apocalíptica que estamos vivendo, quem é que anda recusando divertimento?!

Assista ao trailer:

______________________________________________________________________________________________________________________

Data de lançamento: 13 de maio de 2020 (mundial)
Duração: 1h 30m
Gênero: Comédia romântica  
Diretor: Tyler Spindel
Música composta por: Mateo Messina
Produtora: Happy Madison Productions
Produção: Adam Sandler, Judit Maull, Kevin Grady, Allen Covert