Destaques

novidades por e-mail

28 fevereiro 2019

{ #RESENHA } O REI DE PALHA - K. ANCRUM

Titulo: O Rei de Palha | Autora: Kayla Ancrum | Ano: 2018 | Gênero: Drama, Jovem adulto, LGBTQ+ | Páginas: 324 | Editora: Plataforma21 | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon

“Você merece se curar e crescer também. Você merece ter alguém para conversar sobre o seu problema; você merece apoio incondicional; Você merece cuidado e segurança e todas as coisas que você precisa para prosperar. Só porque você pode não tê-los não significa que você não os merece..."

Todo mundo tem aquele livro que te faz ficar semanas pensando sobre ele, em como a autora conseguiu criar uma história tão fascinante, como o desenvolvimento te deixa de queixo caído. E nese mês de fevereiro eu tive um livro assim, "O Rei de Palha", devido à forma como a história se desenrola e o relacionamento entre os dois meninos,  o que me fez ler tudo em menos de dois dias.

Publicado em 2018 pela editora Plataforma21, "O Rei de Palha" da autora K. Ancrum conta a história da improvável amizade entre August e Jack, dois jovens no último ano do colégio. Desde pequenos são melhores amigos, sendo vizinhos os meninos viram um no outro uma forma de sobreviver e crescer, pois ambos não puderam contar com a presença dos pais, relapsos em relação aos filhos. Agora Jack é a jovem estrela do time de rúgbi, enquanto August é um jovem que vende drogas, tem poucos amigos e se mantém afastado das atenções. E eles preferem assim, agir como se não se conhecessem e fossem de mundos totalmente diferentes.


Explicando melhor, August em 17 anos, está no último ano escolar e tem ótimas notas, vende drogas na escola para pagar as despesas da casa e cuidar da mãe que entrou em uma depressão profunda depois que o ex-marido foi embora. De poucos amigos, prefere ficar fora dos holofotes da popularidade. Diferente de Jack, que é popular, jogador do time de rúgbi, dono de uma personalidade gentil e expansiva, com vários amigos pelo colégio, mas o que ninguém sabe é que o jovem não pode contar com os pais que vivem ocupados e o deixam sozinho por dias passando fome.

+ { #RESENHA } ELE: QUANDO JAMIE CONHECEU WES - ELLE KENNEDY E SARINA BOWEN ( HIM #1 )

O que as pessoas nem imaginam é que na verdade eles não são só amigos, eles dependem um do outro para tudo, seja de comida, um lugar seguro para dormir ou conforto nas mais diversas situações, e mesmo com todos os problemas nesses últimos anos estão fazendo o melhor que podem na escola e na vida. Até que chega o último ano escolar, e Jack começa a ter alucinações que com o passar do meses vão ficando mais reais, ao ponto dele não saber o que é verdade ou não, e assim os dois embarcam em situações muito complicadas que colocam a vida de ambos em risco. Até que tudo explode nas mãos deles...

“Ele queria os dedos de Jack como garras em sua nuca. Ele queria que doesse para que ele ainda pudesse sentir isso mais tarde. Ele queria tanto que mal conseguisse respirar."

Entenda, aqui você não vai ler sobre um relacionamento saudável e sim sobre uma amizade que, apesar de ajudar a passar por todos esses anos de abandono parental, também fez os meninos criarem uma co dependência  muito estranha, que só eles conseguem entender. Enquanto August trata Jack como um filho que precisa de cuidados, Jack trata August como sua propriedade, que algumas vezes precisa de sua mão pesada para continuar a respirar. Sim, no primeiro momento é bem estranho, até que vamos lendo e entendendo que aquilo vem funcionando para eles, até que não mais, e pequenas coisas que antes eles faziam se tornam cada vez mais perigosas.

+ { #RESENHA } O MAU EXEMPLO DE CAMERON POST - EMILY M. DANFORTH

No decorrer do livro você vai vendo também como os dois foram afundando até chegar ao ponto de conflito atual, o que eles fizeram para serem presos e o que a doença do Jack tem a ver com isso. Todo o livro é muito carregado de sentimentos e pensamentos, principalmente por ser em primeira pessoa, então a autora conseguiu dar mais intensidade em cada parte. A ideia dos editores de ir mudando a tonalidade das páginas do livro quanto mais sombria a história vai ficando deu um sentimento a mais nessa leitura.


Sendo sincera eu chorei com os meninos. Fiquei triste e decepcionada várias vezes, queria entrar lá e abraçá-los, bater nesses pais ausentes e em todos os adultos ao redor deles que fizeram com que não pudessem confiar em ninguém além dos dois. Mas também é certeza que vivi partes incríveis sobre a amizade, lealdade e amor, que te aceitam como você é e vão estar lá para te ajudar quando precisar. Não sou de dar notas, mas com toda certeza "O Rei de Palha" entrou para minhas leituras favoritas de todos os tempos.

Comentários via Facebook

2 comentários:

  1. Caramba!!Que resenha ímpar!
    Ainda não tinha lido nadinha a respeito deste livro e nem sabia da existência dele, por isso estou aqui sem palavras para descrever tudo que li e vi acima.
    O título, capa e enredo são completamente diferentes de tudo que já vi e li, e traz não só personagens únicos, mas uma gama de sentimentos que vão se entrelaçando no decorrer da história.
    Com certeza, o livro vai para a lista de desejados e quero muito poder saber da vida destes dois jovens!!!
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/1101155786166804480

    ResponderExcluir
  2. Desconhecia esse livro e fiquei um tanto curiosa com sua história. Muitas emoções florescem durante a leitura, os personagens parecem ter sido bem construídos e o jeito que a autora optou por mostrar o funcionamento de uma mente com problemas psicológicos não só para a pessoa em si mas também pelas pessoas que rodeiam é bem interessante de acompanhar. Devidamente anotado na lista infinita, hehe

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/1101302699893641227

    ResponderExcluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in