Destaques

novidades por e-mail

14 fevereiro 2019

{ #RESENHA } ORGULHO E PRECONCEITO - JANE AUSTEN

{ #RESENHA } ORGULHO E PRECONCEITO - JANE AUSTEN
Titulo: Orgulho e Preconceito | Autora: Jane Austen | Ano: 2018 | Páginas: 424 | Editora: Martin Claret | Gênero: Romance, Drama, Literatura Estrangeira | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon 

“É uma verdade universalmente conhecida que um homem solteiro que possua grande fortuna deve estar à procura de uma esposa”.

Olha eu aqui de novo, na maior humildade, fugindo da minha famosa zona de conforto, e falando novamente de um clássico literário mundial da autora Jane Austen. Esse livro, pelo menos no meio literário que faço parte é o queridinho de 7 ou 8 leitores entre cada 10. Ele também é considerado um dos romances mais memoráveis da história do mundo. Óbvio que com essa capa linda e maravilhosa das novas edições da Martin Claret em estilo Bullet Journals, você já sabe que estou falando de Orgulho e Preconceito. Mas, acredito que sem qualquer imagem, você conseguiria chegar a essa dedução.


Comecemos com essa máxima acima! Essa quote nos insere logo na ideia principal desde o início: a primeira frase do primeiro capítulo do livro nos traz esse conceito que era algo enraizado no inconsciente coletivo das famílias retratadas nessa história. Assim, descobrimos que os Bennet conversam sobre um jovem solteiro, de grande fortuna e de sobrenome Bingley e que irá se mudar para Netherfield Park. A senhora Bennet afirma que essa é uma maravilhosa notícia para suas filhas – uma vez que suas cinco meninas são lindas moças, e certamente alguma delas ganhará o coração do rapaz –, e que o senhor Bennet deveria logo ir até o encontro do senhor Bingley para apresentar sua receptividade à região. Nossa história data-se no início dos anos 1800 e se passa na cidade fictícia de Merton.


Assim como retratamos um infortúnio na família das irmãs Dashwood (de Razão e Sensibilidade), aqui acontece também com a família Bennet – eles não possuem um filho homem, e assim sendo, não possuem um herdeiro. Dessa forma a mãe se torna muito obcecada em casar “bem” suas filhas. Elas são: Jane (22 anos), Elizabeth ou Lizzy (20 anos – ressalta-se que ela não é tão linda quanto Jane), Mary (18 anos), Kitty (17 anos), e Lydia (15 anos – a mais maluquinha e tola de todas as irmãs).

#RESENHA: ORGULHO E PRECONCEITO - JANE AUSTEN

“Vaidade e orgulho são coisas diferentes, embora muitas vezes sejam usadas como sinônimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. Orgulho está mais associado à opinião que temos de nós mesmos, vaidade ao que os outros pensam de nós”.

Ao participarem de uma festa, Jane e o senhor Charles Bingley logo se apaixonam. Seria a grande solução que a senhora Bennet tanto anseia. Charles possui um amigo muito mais rico, chamado Fitzwilliam Darcy e está com 28 anos. Também é solteiro. Acontece que contrariando seus próprios princípios, Darcy se vê atraído por Lizzy Bennet, mesmo não suportando a forma como ela se comporta. Nesse ínterim, Lizzy não gostou do senhor Darcy, pois ela o acha um tanto esnobe e bastante arrogante. Ela é uma mulher que possui inteligência de sobra e humor. É uma protagonista feminina que dificilmente desagrada, uma vez que é forte, decidida e tem uma personalidade muito intensa.

A família Bennet pretende casar Lizzy com um parente, herdeiro de seu pai, o senhor Collins (um clérigo pomposo de 25 anos). É válido ressaltar que Elizabeth quer se casar por amor, e por aí vocês já imaginam o que tudo isso poderá render para a história.

#RESENHA: ORGULHO E PRECONCEITO - JANE AUSTEN

Fugindo um pouco da dicotomia Lizzy e Darcy, as irmãs Bennet apresentam situações muito reflexivas para o leitor, assim como algumas hilariantes. São subtramas que auxiliam a construção do caráter de Elizabeth, e que ressaltam sua forma de ser, de agir e de realizar suas escolhas.

“São muito poucas pessoas que eu realmente amo, e ainda menos as que tenho em alta conta. Quanto mais conheço o mundo, mais insatisfeita fico com ele; todo dia confirma minha crença da inconsistência de todo caráter humano, e na pouca confiança que se pode ter na aparência tanto do mérito quanto da razão”.

Através de um enredo divertido e espirituoso, Jane Austen nos escreve uma das mais marcantes histórias de amor. Pois aqui nesse caso, nem tudo começou com flores e sentimentos recíprocos. Houve conversas, mexericos, mentiras e uma forte oposição pelo lado da senhora Bennet. Esse romance envolve toda uma família, pois o interesse do leitor não fica ‘preso’ somente em um ou dois personagens principais durante a narração.

#RESENHA: ORGULHO E PRECONCEITO - JANE AUSTEN

“Como é adorável passar a tarde assim! Garanto que não há nada mais divertido que ler! Tudo cansa, menos um livro! Quando tiver a minha própria casa, não serei feliz até ter uma excelente biblioteca”!

Como sempre, Austen nos remete diretamente em como era ser mulher nas épocas retratadas. Da mesma forma que a autora descreve de forma natural sobre a vida feminina, ela também zomba e ridiculariza a forma de vida da classe alta durante alguns momentos da trama. Muitos leitores se deixam cativar pelos escritos de Austen devido à sensação de realismo que se pode sentir durante a leitura. Seus personagens estão muito perto da forma de ser de pessoas reais que viviam contemporaneamente a ela. Escrevia sobre pessoas, lugares e eventos comuns, o que a diferenciou dos demais romancistas. 


Esse romance foi publicado em 1813, e deixou a importante lição de que a primeira impressão nem sempre é a melhor, ou a correta – pois ela pode ser enganosa. A edição nova da editora Martin Claret é maravilhosa. Possui 424 páginas amareladas, com o corte das folhas colorido em cor de rosa, o que dá todo um charme à edição. Uma leitura agradável em todos os sentidos.

Jane Austen foi uma romancista britânica nascida em Steventon (Hampshire, Inglaterra) em 1775. Aos 17 anos, escreveu seu primeiro romance curto, Lady Susan. Morreu aos 41 anos em Winchester, um ano antes de serem publicadas as obras Persuasão e A Abadia de Northanger.

Comentários via Facebook

42 comentários:

  1. Não li nada da autora ainda, mas tenho vontade, gostei que a autora mesmo naquela época colocou uma mocinha assim tão determinada e forte como a Elizabeth, impressionante como os dois personagens são tão diferentes e mesmo assim se apaixonam, assisti o filme e gostei. Parece ser uma leitura que prende ainda mais que o romance começou de forma diferente, do que estamos acostumados. Edição belíssima a editora esta de parabéns.

    https://twitter.com/maria64896321/status/1096213101496684545

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Maria! A Jane foi super moderna e pensava muito a frente do seu tempo.
      Impossível não se apaixonar pelo amor de Lizzy e Darcy. Mas o ritmo de leitura é um tanto lendo, e por isso algumas pessoas acabam desistindo, ou se chateando. Mas, o conselho é: vá em frente! Você não vai se arrepender.

      Excluir
  2. Eu acredito que qualquer coisa que seja escrita sobre algum trabalho de Jane, seja muito pouco, tamanha a grandeza da autora.
    Sempre à frente do seu tempo, trazendo enredos que podem ser aplicados em qualquer época e mesmo assim, mantendo-se tão atuais.
    Acabei lendo este livro tem muito tempo, em outra versão, mas preciso confessar que não dá para não desejar esta edição maravilhosa da Editora Martin. Está belíssima!
    Com certeza, preciso reler a obra e claro, ter ela na minha estante.!rs
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/1096345617805266949

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Angela. Estou certa de que qualquer coisa que ousemos escrever sobre Jane e seus livros será pouco ou pequeno tamanha a grandiosidade de sua obra!!!
      No mais, essa edição foi a minha escolhida para montar a coleção dos livros de Austen para minha biblioteca pessoal. Um beijo!

      Excluir
  3. Adoro sem medidas suas resenhas. Mais uma vez arrasou amiga. Este livro é um dos meus grandes amores. Deixo aqui uma outra frase que marca em cada releitura " Não posso fixar a hora ou o lugar. Isto já foi há muito tempo. Eu já estava no meio e ainda não sabia que tinha começado". Quando Darcy admite que a amava muito antes de entender, isso arranca do fundo da alma suspiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu iria colocar essa quote aí, amiga! Mas, resolvi deixar pra que quem vá ler o livro, aprenda a se apaixonar pelo Darcy!!!
      Obrigada pelo carinho de sempre!!! <3

      Excluir
  4. Eu morro de vontade de ler esse livro e achei essa sua edição tão linda, a capa e todo o trabalho gráfico estão impecáveis. Adorei ver a sua opinião sobre o livro. Eu espero poder me encantar com a leitura o dia que eu tomar vergonha na cara e comprar para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahhaha dei risada da sua sinceridade!
      Mas, fica a dica: essas edições são ótimas para começar sua coleção. São maravilhosas. E a revisão tá bem boa. Eu amei por dentro e por fora.
      Se joga!

      Excluir
  5. Oi Carol, como vai? Eu faço parte do clube das leitoras, apaixondas por esse clássico! Foi uma das minhas primeiras leituras de 2016 (ano que voltei a ler) depois de quase seis anos lendo apenas artigos cientificos e livros da graduação/pós-graduação, ele me levou a outro nível de leituras, perdi as contas de quantas vezes assisti as adaptações dessa obra.

    Acredito que sua experiencia de leitura tenha sido incrível, porque a obra é emocionante e essa edição da Martin Claret impecavel! Quando li a primeira vez, foi através de um e-book mas, ainda lerei essa história linda em uma bela edição. Eu particularmente, gosto das obras da autora porque são muito realistas e apresenta o modo de vida da época com muito clareza, as vezes eu conseguia imaginar os capitulos na minha mente.

    Em fim, quero dizer que amei a sua resenha e, espero que consiga sair mais um pouco da sua zona de conforto e ler outros clássicos maravilhosos.
    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivi, fiquei muito feliz com seu comentário. Me sinto muito ousada a falar sobre clássicos como esse da Jane que marcaram épocas e o papel da mulher na sociedade!
      Porém, a gente precisa se arriscar, né? Tanto em fazer tais leituras, quanto a falar sobre elas e alcançar outras pessoas.
      Obrigada pelo seu carinho no comentário.
      Um beijo

      Excluir
  6. Oiii Carol

    Jane Austen nunca sai de moda justamente por conta dessa escrita divertida, gostosa dela de acompanhar. Eu demoro pra engrenar na narrativa dela, mas sempre termino satisfeita porque aos poucos envolve. Essa edição está tão linda, um luxo só.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice, também sinto isso com as histórias da Jane. Pode até demorar pra engrenar um pouco, mas nossa... quando nos envolemos de fato, é só aproveitar porque é emoção até o fim. Ela mexe muito com a gente nas questões que apresenta, e até no tipo de humor. Amei ter experimentado as obras dela, e ter avançado, não ficando em só uma leitura.

      Beijos e obrigada

      Excluir
  7. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca li este classico, mas acho que o vou fazer um dia destes! Tenho bastante curiosidade!

    Enfim, que bom que gostaste de fazer a leitura! :) E que o enredo e tao divertido e marcante!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dê uma chance sim! É muito interessante ver pelos olhos de Austen a forma de uma mulher do finalzinho do século XVIII enxergar o mundo. Era muito visionária sim senhor. hehehhe
      Obrigada pela visita.

      Excluir
  8. Orgulho e Preconceito foi o único dos livros da Jane que eu gostei (digo, entre os quatro que eu li), mas li numa edição bem antiga! Eu vi essa edição uns dias atrás e fiquei babando na capa. Até pensei em doar o meu e comprar um novo só pela capa (vejam, senhoras e senhores, como alimentamos o capitalismo ahhaha).
    O livro é maravilhoso, não é mesmo?

    Beijos
    www.degradeinvisivel.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luisa, só não vou falar que fiz o mesmo que você, porque eu li 3 livros e meio da Austen no Kindle. Assim, me dei o direito de quando decidi fazer minha coleção de livros físicos, me jogar nessas edições maravilhosas. hahahahaa
      Eu tenho gostado dos que li, mas empaquei em Emma, confesso. Um dia eu chego lá.
      Beijos e obrigada pela visita

      Excluir
  9. Olá,
    Tentei ler este livro quando era mais nova mas simplesmente não consegui. Talvez eu fosse bem imatura pra entender, ou meu foco estivesse em outra coisa, mas não consegui. Hoje em dia eu acho que conseguiria ao menos terminar ler e depois de toda a sua resenha eu fiquei com vontade de ler de novo.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Debyh... nós somos assim mesmo, né? Feitos de "momentos". Tem hora que simplesmente não é nossa hora. Mas, também acredito que nem todo livro é pra gente. Vale a pena tentar de novo, e ver se mudou algo na sua percepção. Se não... deixa pra lá! hehehe São milhares e milhares de leituras que podemos nos dar o luxo de ler aquilo que gostamos.

      Beijo

      Excluir
  10. Essa edição é linda demais! Eu li esse livro ano passado e é mesmo interessante como esse romance começa e evolui de forma diferente, além da família bem marcante da protagonista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre me divirto muito com os relacionamentos nos livros da Austen. Vai gostar de fazer famílias enroladas... hehehehe Sorte que algumas das suas protagonistas são marcantes e fascinantes. Sigo aprendendo um pouco mais a cada obra.

      Excluir
  11. Oiii, Carol, que edição mais linda, menina! Eu realmente adoraria realizar a leitura dessa obra, eu tenho outro livro da Jane, mas gostaria muito de ler esse. Dica anotada e amei as fotos.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E por isso, senhoras e senhores, que estou fazendo minha coleção todinha nessas edições. São apaixonantes. Dá vontade de ler e reler só pra continuar com ele em mãos. hehehe Grande beijo

      Excluir
  12. Oi Carol, tudo bem?
    Eu acho essa edição da Martin Claret linda. É um clássico que adoro, mas meu favorito continua sendo razão e sensibilidade <3 Amei sua resenha e os quotes que vc selecionou para a resenha
    Beijos

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clayci. Tudo joia!
      Então, eu resenhei R&S também uns dias atrás. Chô te falar: É meu preferido também! hehehee
      Obrigada pela visita e pelo carinho
      Um beijo!

      Excluir
  13. sou apaixonada pela jane austen e ja li os principais livros dela incluindo esse
    é o meu livro preferido da vida
    essa edição é linda né? parece uma bíblia né?
    amei sua resenha, parabens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Milca, a edição é maravilhosa!! Então você entra na minha estatística daqueles leitores que amam e preferem O&P. Que legal.
      O meu preferido é Razão e Sensibilidade. Mas, adoro todo o enredo e a forma como foi nos contada O&P.
      Obrigada pelo carinho.

      Excluir
  14. Oi Carol, sua linda, tudo bem?
    Suspirando aqui com sua resenha. Eu amo essa história, para falar a verdade, eu sou mega fã da autora, gosto de todos os livros dela, mas esse eu guardo com carinho, já perdi as contas de quantas vezes eu o reli. Queria que todos dessem uma oportunidade, pois é muito diferente dos romances de época que são publicados hoje em dia. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey, Cila... que felicidade em ler seu comentário. Obrigada de verdade. Eu me sinto muito intimidada em escrever sobre um clássico tão amado, e com fãs tão fervorosos.
      Fico mais tranquila em saber que não dei bola fora.
      Obrigada mesmo, querida. Beijocas

      Excluir
  15. Oi, tudo bem?

    Li Orgulho e Preconceito recentemente, e li nessa edição linda da Martin também! <3
    Esse livro ficou uma graça, assim como as outras edições no mesmo estilo!
    Foi o primeiro livro que li da Jane, e ja pretendo ler outros, a Elizabeth é uma personagem apaixonante, é impossível não amá-la, e sempre sendo sensata com as palavras. rsrs

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que prazer ler um bom livro em uma edição maravilhosa dessa né? Eu já li alguns da Jane, e estou montando minha coleção toda nesse modelo lindo de Bullet Jornals. Amando.
      Obrigada pela visita e pelo comentário. Beijo

      Excluir
  16. É bem difícil encontrar alguém que não goste de Orgulho e Preconceito. Eu adoro! rs
    Recomendo muito a série da BBC de 1995, com o Colin Firfh, é muito linda e até bastante fiel (uma ou outra parte não rolou no livro)!
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucy, sonho há tempos em parar e assistir essa adaptação pela BBC. Como amo Colin Firfh!!! Obrigada por ressaltar essa dica. Beijos

      Excluir
  17. Ganhei essa edição maravilhosa ano passado no meu aniversário, foi publicado bem perto dele e fiquei mais do que feliz, é uma das mais lindas que tenho na minha estante, quanto a história, Jane é divina não é? Ai eu amo essa mulher é uma das que mais amo, a forma como ela coloca os fatos e constrói seus personagens para a época é fantástico, amo muito, e amei sua resenha parabéns pelo trabalho.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karine, que presentão, mulher!! A edição é primorosa...
      E fico feliz que tenha gostado da resenha. Sempre sinto muito medo e insegurança ao pisar fora da minha zona de conforto.
      Beijão

      Excluir
  18. Li todos os livros da Jane e sou apaixonada, o que mais gosto é Orgulho e preconceito, acho que muita gente que conheço. Essa edição está bonita, mas tenho sérios problemas com as traduções da Martin Claret

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tinha mais problemas antigamente com as traduções. Acho que hoje em dia o trabalho deles está bem melhor. O leitor foi ficando mais crítico, mais exigente, e a editora parece ter se atentado para isso. Por isso que é importante termos nossos locais de fala!!!

      Excluir
  19. Olá!
    Eu adoro este livro e estou doida para ter ele nesta versão maravilhosa da Matin Claret. Eu sou uma daquelas que não curte muito realismo nas histórias, mas com romances eu prefiro que seja assim, talvez seja por isso que eu goste tanto deste livro, diferente de algumas pessoas. Otima resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Jaque. Que bom que gostou, e que é mais uma das fãs assumidas de O&P!
      Ah, vale muito a pena essa edição maravilhosa para ter na coleção.
      Beijão

      Excluir
  20. Jane Austen sempre pensou à frente do seu tempo, é fácil identificar o motivo desta obra e dela mesma serem tão queridas entre os leitores. Seus livros contam histórias que se aplicam a qualquer época e se mantem atuais. Essa nova edição realmente ficou bonita... Já faz um bom tempo que ando com um bloqueio mas quando "desbloquear", espero um dia conseguir sair da minha zona de conforto e ler também. E claro, sua resenha ficou incrível xará!

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/1100826223255662592

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doidinha para você voltar a ler e sair dessa época de bloqueio, pra gente ver o que é que você vai gostar das indicações. Se não vou ter que aprender a jogar vídeo game também pra termos mais assuntos ainda. hehehhee

      Excluir
  21. Orgulho e Preconceito com certeza é um dos meus preferidos da vida. Que bom que você resolveu se arriscar e conheceu essa obra encantadora. Amo a Abadia também e Jane Eyre da Charlotte Brontë, se ainda não leu, indico! 😉
    Bjim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não li nenhum dos dois indicados, mas já foram pra listinha! Eu gosto mesmo de me arriscar fora da tal zona de conforto!!
      Um beijo e obrigada

      Excluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in