Destaques

novidades por e-mail

31 julho 2018

{ #RESENHA } GRAÇA E FÚRIA - TRACY BANGHART (Graça e Fúria #1)

RESENHA DE LIVRO: GRAÇA E FÚRIA - TRACY BANGHART (Graça e Fúria #1)


Graça e Fúria | Autor: Tracy Banghart | Ano: 2018 | Páginas: 304 | Editora: seguinte Gênero:Fantasia, Jovem adulto  | Adicione a sua lista do Skoob  | Onde Comprar: Amazon  

"Em Viridia, as mulheres eram oprimidas porque os homens as temiam. As mulheres governavam este país. E a história as denegriu. As apagou. Nomi estava certa que não era isso que Renzo aprendera. Ele teria dito a ela. Mas, o Superior sabia. Quem quer que tenha dado a ela este livro sabia. E agora, ela também."

Alô fãs de "A Seleção" e "A Rebelde do Deserto", vocês estão aí? Este chegou arrasando, não é mesmo?! Talvez já tenha surgido pela sua timeline em algum momento alguém falando sobre o primeiro volume da duologia lançada pela Editora Seguinte este mês "Graça e Fúria". Com uma capa atrativa e uma sinopse bombástica, o livro promete não só uma mas duas mocinhas corajosas e revolucionárias. Quer coisa melhor?

+ { #RESENHA } A SELEÇÃO - KIERA CASS ( A SELEÇÃO #1)

RESENHA DE LIVRO: GRAÇA E FÚRIA - TRACY BANGHART (Graça e Fúria #1)
DICA DE LIVRO: GRAÇA E FÚRIA - TRACY BANGHART (Graça e Fúria #1)

A história se passa em Virídia, uma terra governada pelos homens onde, há muito, as mulheres não possuem voz. Criadas para ser operárias ou esposas, sem direito à educação ou qualquer outra forma de independência, enxergam como sucesso de vida ser escolhida como uma das Graças do Superior (Rei). É neste contexto que encontramos Serina Tessaro, irmã mais velha de três filhos de uma família da cidade de Lanos. Com uma beleza superior, sua mãe a prepara e treina desde criança para a honra de ser uma escolhida real e mudar o destino de sua família. Sendo assim, Serina é especialista em bordado, dança, tem a pele macia, cabelo sedosos, vestidos elaborados e... vontade própria alguma!

+ { #RESENHA } A REBELDE DO DESERTO - ALWYN HAMILTON ( A REBELDE DO DESERTO #1)

Nomi Tessaro, irmã mais nova de Serina, acompanha desde cedo com grande revolta o treinamento da irmã. Ela não consegue entender como alguém pode se sujeitar e desejar pertencer a outra pessoa que nem conhece, não ter o direito à escolha. Rebelde, ela aprendeu a ler mesmo sendo proibido e sonha com o dia em que as mulheres terão voz.


Mas Serina foi escolhida para ser apresentada ao Herdeiro do rei em uma celebração onde ele escolherá três "Graças" para si, e Nomi a acompanha como sua aia. Tudo se complica, pois Nomi rouba um livro e Serina recebe a culpa, indo parar na temível prisão no Monte Ruína. E sem explicações, o Herdeiro escolhe a irmã mais nova como sua Graça. Ambas estão presas a destinos que não escolheram e não estão nem um pouco preparadas para enfrentar.

"Não. - Nomi sentiu um aperto no coração. - Não é uma escolha quando você não tem a liberdade de dizer não. Um "sim" não tem nenhum valor quando é a única resposta que se pode dar!"

A proposta do livro é realmente muito interessante. Temos vivido um "boom" de mocinhas corajosas (Graças à Deus) e talvez pareça a vocês mais do mesmo, mas não é! A história vai além, as duas irmãs são paralelamente fortes e opostas em suas convicções. Serina QUER ser uma graça e Nomi QUER ser independente, uma julga o estilo da outra mas no fundo desejam a mesma coisa que é poder escolher o próprio destino. Quando são trocados de posição, elas têm a grande oportunidade de enxergar pelos olhos da outra.



Outro ponto super importante a se destacar é que existe romance, assim como o semelhante "A Seleção", mas este não é, de forma nenhuma, o foco central da história. A força das irmãs é o centro de tudo, a alternância entre graça e fúria que acontece nelas, a quebra de valores, luta pessoal, crescimento... Elas movimentam a história, isso sim é algo louvável e faz com que o livro receba as 5 estrelas da minha avaliação. As mulheres retratadas são fortes, falhas, teimosas, oprimidas, mas resistem, lutam pelo mais importante, pela própria vontade. Precisam aprender em quem confiar.

Então já adianto a vocês que a leitura é viciante; que ao passar da metade você só conseguirá largar o livro quando terminar; que existe uma grande reviravolta (mas que não me enganou); e que é uma duologia, logo o final é bombástico. Parabéns à Editora Seguinte pela linda arte de capa, que ao aprofundar na história você entende como é especial, e fica aqui também o meu apelo: Não demorem a lançar o segundo volume, ok?!

Comentários via Facebook

10 comentários:

  1. Oi Karina,
    Eu infelizmente não conhecia o livro e nem a autora, mas a história parece ser muito boa. Imagino que deve ser um livro que mexe com nosso sentimentos nos fazendo pensar a respeito, eu adoro esse tipo de livro, denso, quero ajudar e transformar o que estão vivendo.
    Gostei dessa indicação!

    https://www.facebook.com/stephanny.manini/posts/1365500216915206

    ResponderExcluir
  2. Oi Karina,
    Achei legal a autora ter mostrado como a aparência não importa, principalmente nesse enredo completamente machista, da até medo imaginar uma sociedade assim né?
    Sabe outro ponto que chama atenção, como as duas irmãs, que mesmo sendo opostas uma da outra, precisaram se unir, uma para salvar a outra, e em como as suas se mantiveram fortes perante a isso.
    Apesar de ser classificado como fantasia, senti um leve toque de distopia também!
    Beijos

    (Compartilhamento: https://twitter.com/Pantielly/status/1024307031363280897)

    ResponderExcluir
  3. Acabei conhecendo este livro em outro blog que acompanho e claro que já o mandei para a lista de desejados.
    Adoro livros assim, que apresentem personagens fortes e destemidas,mostrando a si mesmas e a todos que não é preciso ser submissa o tempo todo.
    Bacana também ver que esta história é uma reunião de muitos outros livros bons, na parte de aventura, principalmente e a autora soube dosar isso muito bem com a bravura das personagens.
    Espero ler o quanto antes!!
    Capa lindíssima.
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/1024325734947581954

    ResponderExcluir
  4. Eu tô apaixonada pela capa desse livro desde que soube dele.
    Graças a deus a gente tá vivendo uma época onde as mocinhas são fortes né? n aguentava mais mocinhas fracas e indefesas o tempo todo.
    espero poder ler esse livro em breve!

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  5. Olá, a autora parece entregar uma história contagiante ao leitor, que, seguindo a tendência literária, enaltece o poder feminino numa trama bem construída e com duas protagonistas caracterizadas de forma bastante aprofundada. Espero que a sequência continue com a mesma qualidade e consiga fechar essa história de forma satisfatória. Beijos.

    https://twitter.com/ultronlizando/status/1024395241271578624

    ResponderExcluir
  6. Karina!
    Gostei muito de todo plot do livro e chocada em ver uma sociedade onde a mulher é uma 'coisa', afinal não pode nada, a não ser satisfazer as vontades e necessidades dos homens.
    Bom saber que há um amadurecimento de ambas protagonistas no decorrer do livro e confesso que fiquei bem curiosa por fazer a leitura.
    Que a semana seja abençoada!
    “O prazer dos grandes homens consiste em poder tornar os outros felizes..” (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy

    https://www.facebook.com/rudynalva.soares/posts/2283019728391508

    ResponderExcluir
  7. Oi Karina,
    A capa deste livro, realmente, chama atenção, mas é a sinopse que desperta aquela curiosidade em realizar a leitura. Tem certos temas que sempre mexem mais com nós mulheres e Graça e Fúria vai fundo em alguns deles. Em uma terra onde a voz feminina não tem vez e a única forma de ser algo melhor na vida vem da submissão a um superior é como levar a sociedade de volta a épocas passadas. Não d para julgar Serina pelo seu desejo de ser do Rei, pois a própria mãe a criou para ter esse propósito, mas incomoda o fato da protagonista não ter uma personalidade mais forte, ou devo dizer, independente. Em contrapartida a autora nos apresenta uma segunda protagonista que é o oposto. O plot nos mostra caminhos bem diferentes a serem seguidos pelas irmãs e as complicações farão com que estes enveredem para lados opostos aos desejados. Fiquei bem interessada neste livro e espero que a editora não demore a lançar a sequência.

    https://twitter.com/GisahSLopes/status/1024430655906750464

    ResponderExcluir
  8. No aniversário do CLube do Livro BH falaram sobre esse livro, me interessei. Em um lugar onde mulher não tem voz e para ser alguém deve se submeter, é bem paralelo com o real... Duas irmãs, uma oposta a outra em suas convicções mas, que juntas irão se fortalecer para se salvarem, quero muito conhecer. A resenha ficou muito boa e gostei de saber que o livro não irá se estender, o que me faria desanimar bastante, que o segundo volume não demore a chegar.

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/1024473682717167616

    ResponderExcluir
  9. Oi Karina!
    Quando comecei a ler sobre o livro já fui pensando: mas um romance, mais do mesmo...
    Mas, de acordo fui lendo a sua resenha ficou claro que o livro inovou. Achei ótimo o fato de ter duas figuras femininas no centro e o romance nao tomar todo o livro.
    Também acho que para a narrativa é legal que a história seja passada por pontos de vista diferentes.

    Ps. Nunca tive vontade de ler A Seleção. Indica?

    Beijos!

    Compartilhamento: https://twitter.com/SamyACS/status/1024475826941767681?s=19

    ResponderExcluir
  10. As capas são realmente lindissimas e seu conteúdo me surpreendeu. Pelo que entendi é um livro mais feminista do que simplesmente uma bela guerreira cheia de vontades, é isso? Ele chega abordar esse tema ou fica mais na aventura mesmo? Como nunca li Seleção, realmente não sei do que se trata ou que tipo de linguagem ou temas aborda, to perdida ahahaha

    ResponderExcluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in