Destaques

novidades por e-mail

01 junho 2018

{#RESENHA} A HEROÍNA DA ALVORADA - ALWYN HAMILTON ( A REBELDE DO DESERTO #3)

{#RESENHA} A HEROÍNA DA ALVORADA - ALWYN HAMILTON ( A REBELDE DO DESERTO #3)
Subtitulo: A Heroína da Alvorada - Vol. 3 |  Autora: Alwyn Hamilton | Ano: 2018 | Páginas: 384 | Editora: Seguinte | Gênero: Fantasia, Ficção, Jovem Adulto |  Adicione ao Skoob 

Que desfecho! Que história maravilhosa! Se eu precisasse apontar uma série que me impressionou demais nos últimos anos, ela com certeza seria "A Rebelde do Deserto" (confira a resenha do primeiro livro AQUI). Em pensar que eu comprei o primeiro livro porque vi na livraria e achei a capa linda... Mas ao mesmo tempo que foi muito emocionante viver estes momentos finais e eletrizantes da saga da jovem Amani, preciso dizer que foi também muito difícil, por saber que estava chegando ao fim dessa trama tão envolvente. E quantas perdas no caminho...

O livro começa exatamente onde termina o segundo "A Herdeira do Trono" (confira a resenha do segundo livro AQUI) e por isso, se você tiver lido há algum tempo, vai precisar reler algumas partes ou resenhas do livro anterior para se situar novamente. Estamos no momento crítico em que toda a força da rebelião e os inimigos estrangeiros caíram na armadilha do ardiloso Sultão que, utilizando-se de fogo eterno da alma dos djinnis (deuses imortais sagrados primordiais), criou um cerco em volta de toda a cidade e patrulha as ruas com abdals, seres de bronze que criou para aniquilar os rebeldes com o fogo de djinni. Ou seja, quem está dentro da capital Izman está preso e quem está fora não pode entrar. Seriam reduzidos a cinzas.


Para complicar ainda mais, metade da rebelião foi capturada e enviada para uma prisão mítica dos Livros Sagrados que, até então, Amani nunca soube que realmente existia e nem imagina onde fica. Seus desafios são então imensos: ela precisa conseguir sair de Izman, precisa conseguir encontrar e entrar na prisão sagrada em Eremot (onde foi presa a Destruidora de Mundos, o ser primordial que mais fez mal à humanidade), precisa lidar com as mortes que tem acontecido no caminho "para o bem maior" e, claro, lidar com os assuntos pendentes do seu passado, do qual fugiu.

+ { #RESENHA } A TRAIDORA DO TRONO - ALWYN HAMILTON 
+ ( #RESENHA ) A REBELDE DO DESERTO - ALWYN HAMILTON 

O livro é uma bomba de adrenalina. Diferente de muitos em que você precisa ler um grande número de páginas para se animar, neste o tumulto já começou na última e triste linha do livro anterior. A melhor opção, no meu caso, foi reler as últimas 80 páginas do anterior e já engatar neste para assim, em 2 dias, terminar todas as batalhas pelas areias do deserto.


A escrita de Alwyn Hamilton em sua saga de estreia é muito fácil e fluida, você lê diversas páginas sem nem perceber. Me lembrou muito a escrita da Colleen Houck, autora de "A Maldição do Tigre", pois trata de nomes, culturas e vestimentas bem diferentes, porém com uma naturalidade que te insere no contexto. Agora, o que eu não sabia quando comecei essa saga é que ela seria tãoooooo má no final! Eu entendo que uma rebelião toma vidas, que estes se entregam como sacrifício para o bem maior, mas por que tantas? E por que essas? Não sofria tanto desde *SPOILER* Dobby e Edwiges em Harry Potter.

Como já disse, foi maravilhoso poder ler a conclusão desta história, que foi muito bem feita. O último capítulo é digno de lágrimas. A força de valorização feminina que ele tem precisa ser evidenciada, pois são vários os momentos em que você percebe como as mulheres tem ali a força e o controle de tudo, por pura competência e nada por aparência. A protagonista em si, como eu já disse em resenhas anteriores, é um modelo real nosso, que tem medo, que é egoísta, insegura, mas que em todas as oportunidades se esforça para ser alguém melhor (o máximo que conseguir, sem falso moralismo). Outro fato importante é que o universo retratado é completamente machista, e elas vão aos demonstrando seu valor e ganhando seu espaço em meio a todas essas adversidades, e quando você percebe, trechos da história apontam como as mulheres já eram importantes para a civilização há muito mais tempo.


"- O primeiro mortal era uma mulher?-
 É claro. Milhares de meus irmãos imortais perderam a vida quando enfrentamos a Destruidora de Mundos. Sabíamos que não éramos páreo para ela. Então não criamos um soldado à nossa imagem, mas à imagem dela."


A editora Seguinte está de parabéns pela escolha de trazer todo esse crescimento de Amani para o Brasil. Ainda mais de parabéns pelas edições que produziu, com uma capa mais linda que a outra, páginas amareladas e com detalhes nas aberturas de cada capítulo. E principalmente por ainda trazer um gostinho final para nossos corações abandonados que é o livro extra de contos passado de Miraji, chamado "Contos de Areia e Mar". Contos tem um papel muito importante para história visto que a narrativa nos 3 livros intercala em diversos momentos capítulos contados em primeira pessoa por Amani com histórias contadas sobre eles posteriormente, até com título. Já preciso!

Então é isso...

☀️"Uma Nova Alvorada! Um Novo Deserto!"☀️

Comentários via Facebook

6 comentários:

  1. Oi Karina,
    Ainda não comecei a ler essa trilogia, mas não tenho dúvidas de que irei gostar. Alwyn Hamilton conseguiu desenvolver uma história inovadora com uma protagonista forte e em uma ambientação ainda pouco utilizada no gênero (pelo menos eu tive pouca experiência com livros de fantasia que se passem no deserto). Neste ponto da trama Amani carrega um peso muito grande nos ombros que é a libertação da rebelião e é certo que isso será um grande desafio. Fica claro que o livro tem muita ação, uma jogada genial da autora, pois não permite que a narrativa se arraste ou fique entediante. E que bom que esse desfecho foi digno da série o que só me deixa mais curiosa pela leitura dos livros. Sobre as edições dos livros a editora está, realmente, de parabéns, pois as capas são maravilhosas.

    https://twitter.com/GisahSLopes/status/1002719876417454080

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gislaine! Obrigada pelo comentário.
      Sim, foi um desfecho e tanto. A série é excelente!!! Não deixe de conferir.
      Bjos

      Excluir
  2. Lembro das resenhas anteriores e de como me despertaram interesse em conhecer mais sobre essa protagonista decidida/forte, que trilha um caminho árduo e que não abaixa a cabeça em circunstância alguma. Mesmo sem ler a trilogia, (Deixo dito que está na minha lista de desejados, kk) percebe se que a autora não decepcionou, que o fim foi satisfatório/digno afinal, só de ter citado Dobby e Edwiges em Harry Potter, me dá um nó na garganta e um aperto no coração, são fortes emoções. Sobre as edições, elas são maravilhosas!

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/1002736302956085248

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, obrigada pelo comentário. A série é maravilhosa, Amani é uma das mais fortes protagonistas q eu já vi e o final foi lindo. Mas com momentos de apertar o coração...

      Excluir
  3. Não há dúvidas que esta trilogia conquistou inúmeros leitores nos últimos tempos!
    Eu ainda não pude ler nenhum dos livros, mas não vejo a hora de poder começar a saga de Amani e suas não só aventuras,mas também todo seu crescimento diante dos fatos que foram acontecendo nos três livros!
    Por tudo que li foi uma saga que trouxe de tudo: amor, família, superação e claro, algumas perdas,mas isso é inevitável!
    Lerei com certeza!!!
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/1002890229378936832

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário! Assim q tiver oportunidade, leia sim. É uma experiência q contém um misto de sensações!

      Excluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in