Destaques

NOVIDADES POR E-MAIL:

07 abril 2018

{#RESENHA} A MULHER NA JANELA - A. J. FINN

Resenha de livro: A MULHER NA JANELA - A. J. FINN

A Editora Arqueiro lançou agora no finalzinho do mês de março o thriller psicológico "A Mulher na Janela", com uma trama forte, misteriosa e cheia de pontas soltas que o leitor deve unir. O que fazer quando você acredita ter visto algo, porém tudo ao seu redor mostra que não passa de imaginação? Como reagir ao ser traído pela própria mente? Quando suas lembranças passam a não ter mais credibilidade...


Conhecemos a Dra. Anna Fox, uma psicóloga de transtornos infantis, que há 10 meses foi arrancada de sua própria vida. Após um trauma, ela desenvolveu uma síndrome chamada 'agorafobia', onde o indivíduo passa a ter crises de pânico em lugares abertos e na presença de outras pessoas. Devido ao forte tratamento, afastada de sua própria família (marido e filha), ela passa os dias reclusa em sua casa sem abrir nem mesmo as janelas, e tomando diversos comprimidos fortes. Tem como refúgio os jogos de xadrez online, um grupo virtual de apoio a pacientes agorafóbicos, uma coleção de filmes policiais antigos, o péssimo hábito de vigiar absurdamente as casas vizinhas à sua (chegando ao ponto de saber horários, segredos e atividades), e o mais grave... o vinho Merlot do qual toma várias garrafas diariamente, sem se importar com as consequências deste junto à sua medicação.

"Com uma taça numa das mãos e a Nikon na outra, me sento num canto do escritório de onde posso ver tanto a janela que dá para o sul quanto a que dá para o oeste. Hora de bisbilhotar a vizinhança."


Desta forma, Anna prossegue sua vida há quase um ano, dopada, embriagada, com uma câmera na mão vigiando os vizinhos pela janela, e conversando esporadicamente apenas com o marido, a filha, seu psicólogo Dr. Fielding e a fisioterapeuta (que a visita semanalmente). Ela percebe então a chegada de novos vizinhos, os Russell, para a casa ao lado da sua, e logo vê sua rotina mudar: em um dia o jovem filho do casal, Ethan, está à sua porta; logo mais a mãe dele aparece; e quando menos espera, recebe também a visita do pai, Alistair Russell. Somente por isso a família já causa grande perturbação e interesse na Dra. Fox, até que ela presencia algo pela sua janela... Mas como provar que não se trata de uma paranoia? E será mesmo que não se trata de uma paranoia?

RESENHA DE LIVRO: A MULHER NA JANELA - A. J. FINN

Com uma narrativa bastante instigante, o livro conduz o leitor por um caminho de dúvidas e incertezas onde ele deve questionar cada informação recebida. Escrito em primeira pessoa, sob a visão da afetada Anna Fox, te faz enxergar os acontecimentos através dela e assim sentir suas falhas e inseguranças. Você percebe que é realmente difícil apostar suas fichas em uma pessoa na situação em que ela se encontra, o que faz com que seja difícil pausar a leitura até encontrar algo concreto (ou que aparente ser).

"Aos poucos vou me lembrando da noite de ontem, fiapos de lucidez rodopiando a cabeça feito o carrossel de Pacto Sinistro. Foi isso mesmo que aconteceu?... Três garrafas de vinho. Ou foram quatro? Bem, sou capaz de encarar até mais do que isso. Já encarei. 
- Os comprimidos! - digo, mais ou menos como um detetive que grita 'Eureka!'.
A dosagem. Lembro que ontem tomei meus remédios duas vezes..."

RESENHA DE LIVRO: A MULHER NA JANELA - A. J. FINN

O foco principal da trama é a psicóloga e a personagem é muito bem trabalhada. Assim como no semelhante "A Garota no Trem", fica difícil sensibilizar ou se identificar com a protagonista, uma vez que ela é representada no auge de sua fraqueza e ausência de força de vontade. Você está na cabeça de quem sobrevive apenas, não vive. Isso causa, moralmente, uma indignação em nós ao vermos mais um dia ser jogado fora. E que experiência interessante, não é mesmo?! Esquecemos nossos problemas e desafios pessoais para sentarmos na cadeira de Juiz!

"A Mulher na Janela" é o primeiro romance escrito pelo crítico literário A. J. Finn e apresenta uma edição brasileira muito bem trabalhada: capa aveludada em tons fortes, arte coerente e chamativa, páginas amareladas e de boa gramatura. Os direitos cinematográficos da história já foram vendidos para 20th Century Fox. Vale muito a pena conferir!

E... SURPRESA! Se você está participando, provavelmente já está sabendo que ele é o livro escolhido para a Leitura Coletiva Diferentona de Março, organizada pelo Blog Coisas de Mineira e o Clube do Livro BH. O kit ficou a coisa mais linda e em breve todos estarão com o seu em mãos! Então, para você participante, foi dada a largada e seu primeiro desafio é comentar aqui embaixo o que achou da escolha e qual a sua expectativa. 



E dessa vez teremos uma novidade: a cada desafio cumprido você ganha 10 PONTOS, e o maior pontuador da edição GANHARÁ O KIT DA LEITURA COLETIVA DO MÊS QUE VEM (Tema Romance. Mais informações a partir de 02/04). Fiquem de olho e acompanhem as novidades pelo Facebook (AQUI) ou pelo seu e-mail.

Boa Leitura!

A Mulher na Janela | Autor: A. J. Finn| Ano: 2018 | Páginas: 352 | Editora: Arqueiro | SKOOB | Onde comprar: Amazon

Comentários via Facebook

15 comentários:

  1. Oi, Karina.

    Um livro que mistura delírio (vamos dizer assim) e realidade, costuma prender o leitor até a última página. E esse parece ser o caso desse livro. 😍

    Após ter, supostamente presenciado algo terrível, fica difícil, eu diria até para a Anna, acreditar em suas próprias nuances. E traz questionamentos sobre sua mentalidade, então fica difícil distinguir tudo.

    Tô ansiosa para lê-lo!

    Se for um livro que eu tenho em mãos, tentarei participar da próxima leitura coletiva!

    📚 Link do compartilhamento:

    https://mobile.twitter.com/DaianeAS1/status/980909898866323456

    ResponderExcluir
  2. Gente, estou muito interessada na leitura desse livro! eu já vi muita gente recomendando. Não vou participar da leitura coletiva, mas achei uma ótima escolha. Tendo oportunidade, vou ler com certeza!

    Link do compartilhamento: https://twitter.com/leticialves/status/980918824169025536

    ResponderExcluir
  3. Oi Karina,
    A premissa de A mulher na janela, por mais que eu tenha achado parecida com a de A garota no trem, me apresenta elementos tando diferentes quanto do cotidiano de uma pessoa com problemas na vida pessoal, esses sérios e que, com certeza, são fundamentais para a construção dessa história. A parte psicológica do livro, que envolve uma protagonista um tanto instável, faz com que a narrativa não seja totalmente confiável e essa é uma jogada que poucos autores se arriscam fazer. Se eu já estava curiosa sobre o desenrolar dessa aposta da Arqueiro sua resenha só reforçou isso.

    https://twitter.com/GisahSLopes/status/980936086384992256

    ResponderExcluir
  4. A premissa é bastante parecida com A Garota No Trem mas, a construção da história é diferenciada por apresentar algo mais sério, como a agorafobia. A instabilidade da personagem nos deixa com a pulga atrás da orelha, algo que gosto muito e me faz acrescentar na minha lista de desejados. Adorei a Leitura Coletiva desse mês, um gênero que gosto por demais da conta, pena que mais uma vez não consegui participar =/

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/980961719345442816

    ResponderExcluir
  5. Oi, Karina!!
    Adoro um bom thriller psicológico!! Não sei por que lembrei de um filme que amei que fala de sobre uma especialista em traçar perfil psicológicos de assassinos!! E gente amei a ideia da leitura coletiva!! Estou bem curiosa para ler essa história uma vez que gostei muito da leitura A Garota No Trem!!
    Bjoss

    https://twitter.com/Martaizabeln/status/981022202073149441

    ResponderExcluir
  6. Este é um livro que já vem arrasando desde seu recente lançamento. Por trazer um cenário diferente e por mexer com a "cabeça" dos leitores.
    O psicológico é algo que sempre motiva um leitor. A gente cria essa agonia particular e pelo que li acima, Anna carrega não só o peso da reclusão, mas também uma série de transtornos.
    É inevitável a comparação com A Garota no Trem!
    Espero poder ler em breve e claro que adorei ser o livro escolhido.
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/981492189661401088

    ResponderExcluir
  7. Oi Karina,
    esse livro veio na caixinha da leitura coletiva diferentona do Clube do livro BH
    e estou super ansiosa para ler ele logo, e após ler sua resenha mais vontade me deu mas infelizmente tenho que aguarda o incio da leitura coletiva kkkk o que esta sendo um desafio pra mim kkk

    ResponderExcluir
  8. A resenha da Karina despertou mais ainda o desejo em conhecer essa história e desvendar o desfecho de A Mulher na janela.
    Preciso desse livro p ontem!

    ResponderExcluir
  9. Comecei a ler algumas páginas e estou muito curiosa peko final, penso que alguns luvros deveriam ser como mangá ler de trás pra frente no sentido literário da coisa !!!

    Da mesma maneira que a garota do trem esse livro desperta em mim uma ansiedade enorme !!

    Ótima escolha da leitura coletiva!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Estou doida pra ler esse livro curto muito esse gênero e cada resenha que vejo dele me deixa ainda mais curiosa em conferi essa história que parece bem envolvente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Nossa... Eu adoro livros nesse estilo. Livros que despertam em você sentimentos e sensação inenarráveis. Já tinha visto outras resenhas dele e gostei muito. Agora com essa resenha o meu interesse despertou mais ainda. Adorei!

    ResponderExcluir
  12. Eu sempre quis ler o livro. Fiquei com mais vontade ainda, depois de ler essa resenha. Vai ser um dos próximos livros a fazer parte da minha coleção.
    Participando do sorteio e torcendo para ganhar:
    https://www.facebook.com/RogerioAA71/posts/203972213535440

    ResponderExcluir
  13. Olá! Esse livro está mais que falado no mundo literário nos últimos dias. Eu como fã de thriller e suspense que sou, não vejo a hora de poder ler! Quero muito saber o que acontece nessa história! A história da personagem parece ser intrigante, me deixou curiosa o que aconteceu com ela pra viver assim, em isolamento, e depois chega essa família que parece ser perfeita, mas que com um pouco de observação, começa a transparecer seus defeitos e segredos. Fiquei maluca! Quero ler pra ontem!

    ResponderExcluir
  14. Muito boa leitura.
    E com essa resenha...maior ainda a vontade de concluir a leitura...gostando muito.

    ResponderExcluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in