Destaques

novidades por e-mail

03 abril 2018

CRÍTICA DE ESTREIA | COM AMOR, SIMON (LOVE, SIMON)

Distribuidora: Fox Film do Brasil | Estreia: 05/04/2018 | Gênero: Drama, Comédia | Duração: 1h50

No dia 13 de março, a equipe do Blog Coisas de Mineira, foi convidada a assistir a uma sessão especial para convidados do filme, “Com Amor, Simon” e levamos conosco, onze leitores do blog para assistir ao filme (por isso é bom sempre ficarem ligados em nossas redes sociais, pois colocamos os convites por ela). Tendo sua estreia no dia 16 de março nos Estados Unidos e no Brasil para o dia 5 de abril, a sessão foi em primeiríssima mão para essas pessoas.

Inspirado no livro best-seller “Simon vs. a Agenda Homo Sapiens” da autora Becky Albertalli, lançado no Brasil pela editora Intrínseca, o longa conta a história de Simon, um adolescente como qualquer outro, com amigos e uma família que ama, mas, que guarda um grande segredo: é gay. Quando um menino de seu colégio assume anonimamente em uma página que também é gay, Simon resolve começar a trocar e-mail com ele, o que acaba aproximando os dois. Mas a adolescência é uma época complicada e é difícil algo permanecer totalmente anônimo, na internet não é?


O filme retrata de uma maneira leve, e algumas vezes cômica - como a parte no trailer que mostra algumas pessoas se assumindo héteros -, como o medo da reação das pessoas e ver sua vida mudar de uma forma incompreensível pode fazer com que uma pessoa acabe escondendo o que é dos outros. Retrata também, medos e receios de alguns adolescentes em uma época em que tudo é motivo de “gozações” e bullying, onde o diferente não é visto com bons olhos - ou ao menos era assim, na minha adolescência. 

Algo que achei interessante no longa também, é como as relações familiares são tratadas dentro da história, a culpa dos pais, por não terem percebido ou dado oportunidade de Simon falar, e principalmente, o amor que a família tem, não discriminando, não marginalizando, apenas amando (o que acredito não acontecer em muitos lares, quando um membro se assume). A mãe de Simon, compreensiva, a irmã, amiga, e o pai, que sempre fazia piadas sobre namoros, mostrando uma emoção e um amor, que me encheu o coração. Fora esses pontos, tiveram várias cenas/diálogos que eu gostei muito e algumas delas estão no trailer, como quando a mãe fala que Simon continuava sendo ele, a mesma pessoa, e quando ele diz que deveria ter sido ele a pessoa a decidir quando e para quem contar sobre sua orientação.

Depois da sessão, aconteceu um bate papo entre os participantes que apontaram os principais pontos do filme, uma das pessoas que falou, foi uma senhora mais velha e professora, que comentou a importância de pais e filhos irem juntos assistir. Não lembro precisamente a fala dela, e nem o nome, mas concordei com o que ela disse. O filme, não é dedicado ao público LGBTQS, e sim a todos adolescentes, jovens e adultos, pais e mães que vivem em uma sociedade que ainda não é inclusiva e é discriminatória. Sim, em pleno século XXI para muitos adolescentes e jovens se assumir ainda é um peso, por conta do bullying e do medo da rejeição da família.


Curiosidades: 
“Com Amor, Simon” foi filmado em Atlanta, na Georgia e dirigido por Greg Berlanti (“Juntos pelo Acaso”). No elenco, estão Nick Robinson (“Tudo e Todas as Coisas”, “A 5º Onda”), Jennifer Garner (“De Repente 30”, “A Grande Escolha”), Josh Duhamel (“Um Porto Seguro”, “Transformers”), Keiynan Lonsdale (“Flash”, “Convergente”), Katherine Langford (“Os 13 Porquês”), entre outros nomes de sucesso.

Comentários via Facebook

7 comentários:

  1. Oi, Ana.

    Até agora não entendi o porque de terem escolhido outro título para o filme, o título da primeira versão do livro (digamos assim), na minha opinião é mais chamativo.

    É um dilema e tanto para o Simon, de repente, possivelmente ter de assumir a sua sexualidade estando não preparado.

    E acredito que o filme pôde desenvolver mais e melhor o relacionamento dos personagens da trama.

    📚 Link compartilhamento:

    https://mobile.twitter.com/DaianeAS1/status/981162188667678727

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana!!
    Gostei bastante do trailer, acho importante temos mais filmes que falem não só do tema LGBTQS mas filmes que retratem o mundo adolescente, pois é uma fase muito complicada e que se passa várias situações na vida dessas pessoas. E que pena que ainda não conseguir ler o livro, mas vou sim assistir esse filme.
    Bjoss

    https://twitter.com/Martaizabeln/status/981191986274361345

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ana!
    Tenho ouvido muito sobre o livro e o filme, confesso que não conhecia, mas sempre é bom conhecer outros gêneros literários.
    Nunca li nada nessa linha, mas tá aí uma oportunidade.


    Link de compartilhamento: https://twitter.com/leticialves/status/981281686725038080

    ResponderExcluir
  4. Concordo, em pleno século XXI, viver com medo de ser julgado e excluído por causa da sua orientação é algo triste. O filme é para todos assistirem, leve, divertido, reflexivo mas, principalmente mostrando como o amor é algo puro e genuíno afinal, 'todos nós merecemos uma grande história de amor'. Adorei o filme, as atuações foram decisivas, queria ser amiga do Simon também, haha

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/981297150431846401?ref_src=twcamp%5Ecopy%7Ctwsrc%5Eandroid%7Ctwgr%5Ecopy%7Ctwcon%5E7090%7Ctwterm%5E3

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana,
    Vou te confessar que, inicialmente, não tinha muito interesse em ler o livro, por achar que seria mais do mesmo: uma comunidade LGBT sendo retratada de um forma pouco realista. Mas quando assisti ao trailer do filme, percebi uma história diferente da que estava esperando. O dilema de Simon é a realidade viva e constante na vida de muitos jovens e, mesmo vivendo em uma sociedade "moderna", não deveria ser tão rotulado, tão marcado, pois isso só reforça os pensamentos preconceituosos da população. Já a leveza trazida para a adaptação, será ótima para atingir um público maior e mais diverso, e, principalmente, fazer com que as pessoas abram suas mentes e não vejam o próximo só pela orientação sexual. É, com certeza, um filme que vou querer conferir.

    https://twitter.com/GisahSLopes/status/981335618818060288

    ResponderExcluir
  6. Por tudo que li até agora, não é apenas o livro que é maravilhoso, mas o filme também tem ganhado uma legião incontável de fãs.
    Não por trazer um tema tão em alta, mas por trazer famílias. Famílias que precisam se conhecer e aprender com isso, enxergar uns aos outros.
    Não é um Simon que precisa ser visto,mas tudo que está em volta dele, amigos, familiares.
    É um misto de sentimentos e é por isso, que pretendo ver o filme e se possível, ler o livro também!!!
    Beijo

    https://twitter.com/AngelaGabriel1/status/981492557933875200

    ResponderExcluir
  7. Quero ler o livro, mas não pude deixar de ficar muito curiosa com o trailer e com a sua resenha, concordo contigo sobre a necessidade de falar sobre um assunto que ainda é uma questão que divide familiares porque falta respeito e falta amor para com o outro. Ótima crítica, Ana!

    Beijo da Yana,
    Marshmallow Com Café

    https://twitter.com/Yana78Sofia/status/983854387868192768

    ResponderExcluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in