Destaques

NOVIDADES POR E-MAIL:

12 janeiro 2018

{ #RESENHA } FRAUDE LEGÍTIMA - E. LOCKHART

Fraude Legítima | Autora: E. Lockhart  | Ano: 2017 | Páginas: 280 | Editora: Seguinte | Skoob Gênero: Ficção, Jovem adulto, Suspense e Mistério | Onde comprar : AMAZON 

A minha resenha desta semana é sobre o lançamento da editora Seguinte "Fraude Legítima", da autora E. Lockhart (que ficou muito conhecida por "Mentirosos"). Com uma proposta de thriller psicológico envolvendo duas amigas adolescentes, o livro inova ao não contar a história em ordem cronológica e sim do final para o começo, porém seu enredo não é tão inovador assim e talvez você se lembrará de ter visto EXATAMENTE  essa mesma história antes...

Acompanhamos a vida de Jule, uma jovem órfã de 16 anos, que no início da história encontra-se em um resort no México. Apesar de citar diversas vezes sua melhor amiga Imogen e estar em um quarto onde todas as coisas dela também estão, a garota está sozinha. Viciada em esportes, musculação, histórias de super-heróis e com grande facilidade em se reinventar, certo dia na academia do hotel Jule é abordada por Noa, uma mulher que ela suspeita ser policial, e prontamente planeja uma fuga de urgência e... bom, este é o final da história. Como eu disse, os fatos são contados do final até o começo (mas terá um desfecho).


No capítulo seguinte voltamos então algumas semanas para encontrar em Londres a misteriosa Jule, hospedada sozinha no apartamento de sua amiga Imogen.  Imogen Sokoloff foi adotada ainda bebê por uma família rica, sempre teve tudo o que quis e decidiu largar a faculdade para se "conhecer" com o namorado Forrest. Porém, no seu apartamento em Londres, Jule encontra uma carta de suicídio escrita pela jovem, o que causa indignação e descrença em seus familiares, amigos e namorado. O que será que existe por trás deste mistério? Qual é a relação entre Jule, Imogen e seu repentino suicídio? Por que Jule acabará sendo perseguida pela polícia?


"Jule acreditava que quanto mais se suava no treino, menos se sangrava na batalha. Ela acreditava que a melhor forma de evitar ter o coração partido era fingir não ter coração."

Apresentando uma trama até envolvente, o livro é de leitura fácil e rápida (principalmente por ter menos de 300 páginas). É difícil se identificar com as personagens, o que dificulta que você entre rapidamente no clima do livro, mas quando isso acontece é bem interessante. Apesar de ser diferente contar a história de forma invertida, confesso também ser bem confuso. Fica difícil entender e organizar os fatos quando estes são jogados a você de uma forma complicada e cansativa.


Agora lembram que eu mencionei que talvez você já tenha visto essa história antes? Pois bem, durante a leitura eu comecei a ficar extremamente desconfortável com a semelhança à "O Talentoso Ripley" de Patricia Highsmith (e que tem um filme, lançado em 1999). Mas não é qualquer coincidência de fatos, é uma completa releitura trocando apenas o gênero dos personagens e os países onde tudo acontece. Ao final do livro, nos agradecimentos, a autora menciona Patricia e agradece pela inspiração, mas sendo sincera ela devia agradecer pela obra completa pois até as cenas marcantes acontecem exatamente iguais.


Narrado em primeira pessoa pela personagem Jule, "Fraude Legítima" não supera as expectativas, que aliás estavam lá no alto devido à qualidade de "Mentirosos". Infelizmente ele fica na minha lista de "capas bonitas", mas a história fica a desejar. Agora, se você ainda não conhece a história de "O Talentoso Ripley" e não se importa com muitas pontas soltas, talvez se aventure a arriscar.


"O amor era o que se deixava para trás quando se tornava o que ela era agora. Grandiosa. Perigosa. Havia corrido riscos e se reinventado."

Comentários via Facebook

9 comentários:

  1. Oi, Karina!!
    Que pena que o livro é só uma capa bonita!! Li da autora E. Lockhart, o livro Mentirosos, e gostei bastante e agora fiquei muito surpresa que esse thriller psicológico com uma sinopse bem interessante não é tão original assim!! Sem dúvida fica a indicação principalmente para leitores como eu que não conhecem o livro e também o filme O Talentoso Ripley da Patricia Highsmith.
    Bjoss

    https://twitter.com/Martaizabeln/status/951834977662095360

    ResponderExcluir
  2. Oi xará de dia 27! O dia mais bonito do mês de janeiro... hehehehe
    Poxa, que pena que o livro deixou essas pontas soltas e essa sensação de "quase cópia" do livro da Patricia. É tão desconfortável quando acontece isso. Eu pelo menos sinto um tipo de vergonha alheia. hahahahaa
    Mas, eu logo que fiquei sabendo que sairia livro da Lockhart, fiquei bem interessada. Se li 5 YA na vida, foi muito. Porém Mentirosos foi um livro que adorei ter lido. Peguei ele para MLI de 2015 e fiquei super entretida até acabar. Bom, vida que segue. Quem sabe uma hora ou outra ele encaixe em alguma situação da vida de leitora.
    Beijão e ótimo 2018.


    Compartilhamento: https://twitter.com/Jack_sGirl/status/951900163513208833

    ResponderExcluir
  3. Oi Karina
    Depois de ler "Mentirosos" da autora claro que fiquei mega curiosa por esse, principalmente achando a história dos dois geniais.
    Acho esse estilo de começar a contar a história ao contrário pode até confundir o leitor um pouco, mas deixa tudo interessante porque desperta curiosidade.
    Sei que não curti tanto o livro, mas eu achei o enredo incrível, e acho que o fato do leitor não gostar dos personagens nesse caso foi uma jogada da autora.
    Nunca li o livro que você citou, então nem iria comparar ... Espero ler e ter uma experiência melhor que a sua, rs.
    Bjs

    (https://mobile.twitter.com/Pantielly/status/951924129917231104)

    ResponderExcluir
  4. Além do "Me empresta seu trabalho? Só não faz igual" me veio a mente outra história mas, não consigo recordar o nome do livro de forma alguma, detesto quando isso acontece independente da situação, assim quando lembrar, vou voltar aqui no blog pra citar, u.u Voltando, a capa é bonita mesmo e as fotos deram um charme a mais para ela porém, essa "originalidade" é desconfortável e faz com que a curiosidade que surgiu pela trama, desapareça. Que pena! Vou dar uma olhada no livro da Patricia Highsmith, pelos comentários, esse sim vale a pena.

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/951981159109611520

    ResponderExcluir
  5. Karina!
    Já gostei de ver que o livro não é mais do mesmo e a trama é bem intrigada, nos instigando a leitura.
    Personagens com habilidades e caráter duvidosos é intrigante.
    Muito bom ver mais um livro que cria anti heroínas, deve ser cheio de ação.
    É a primeira vez que vejo um livro começar do final para o começo, e por ser diferente, deve mesmo causar estranhamento, mas no mundo literário, gosto quando há inovação.

    https://plus.google.com/u/0/111194092799975896009/posts/MpsGW1RgtWW

    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  6. Suas fotos ficaram lindas. Pode parecer estranho, mas gosto de fotos com comprimidos. Ah, e também gosto de thriller, então logo me interessei por esse *-*
    A narração parece ser no mesmo estilo de um livro que li há algum tempo: Onde Cantam os Pássaros. Algo não linear. Acredito que isso deixa a leitura mais singular e curiosa!
    Adorei a resenha <3

    ResponderExcluir
  7. Fico um pouco desconfortável quando percebo que o livro se parece demais com algum outro que já li. Não conheço essa obra, nem a outra citada, mas entendo completamente sua opinião. Dá uma certa agonia né? Sensação de história repetida e etc.
    A capa é realmente uma gracinha, mas de uns tempos para cá to me afastando um pouco dessa ficção jovem-adulto exatamente por ter livro muita história igual.


    kamylla.
    vidaemserie.com

    ResponderExcluir
  8. O famoso "não julgue o livro pela capa" se provou dessa vez, né? Que pena, que pena...
    Mas eu confesso que parte de mim ficou meio curiosa de como a história foi construída "ao contrário"... Acho no mínimo ousado da autora fazer isso, já conta uns pontinhos pra ela, né!
    Adorei suas fotos!

    Sweet Luly

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Não saberia se me adaptaria a uma história de trás para frente.Mesmo que o gênero seja algo que me chame atenção,a leitura parece ficar interessante depois.
    A história construida deve ter dado muito trabalho.
    Beijos

    ResponderExcluir

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in