Menu

Mindhunter | Serie original da Netflix 2017

10 novembro 2017

Título original MINDHUNTER  | Criado: Joe Penhall | Ano: 2017 |  Autores: Anna Torv, Jonathan Groff, Holt McCallany mais | País: EUA | Gênero: Drama, Policial, Suspense | Duração 00:50 minutos

A nova série da Netflix lançada em outubro vem sido bem recebida pelo publico e já cria uma certa aura de que ela (no meio de tantos acertos, verdade seja dita) seja possivelmente a melhor produção da rede de stream no ano de 2017. Mindhunter é baseada no Best Seller, Mind Hunter: Inside the FBI's Elite Serial Crime (Mindhunter – O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano) um livro escrito em 1996 pelo ex-agente do FBI John E. Douglas, que conta a sua vida e experiencias, durante as duas décadas que passou percorrendo os presídios dos EUA conversando e entrevistando notórios criminosos.


O que somos é o resultado de que? Da nossa infância? Do nosso DNA? Do ambiente em que vivemos? Do amor dos nosso pais? Da falta de amor? Ou não é o resultado, somos e isso é o suficiente? Com o objetivo de responder essas perguntas, dois agentes do FBI que possuem personalidades muito distintas o que causa ao longo do seriado estranhamento e desavenças entre eles, de um lado o novato, ambicioso, inteligente e perceptivo Holden Ford (na vida real é o autor do livro, John E. Douglas), do outro veterano Bill Tech (na vida real, Olshaker), junto de uma colaboradora dispõem de um projeto novo e aterrorizante, entrevistar assassinos em série.

O intuito é simples responder essas perguntas, sanar a curiosidade que temos a respeito de pessoas que cometem tais crimes, e traçar o perfil, para conseguir aplicar em outros casos. O ano é 1977, por isso encontramos um FBI cético a respeito da importância da psicologia, acontece que naquela época, não era muito falado sobre compreender e lidar com a maldade pura e solta, era comum crimes por ódio, amor, dinheiro, crime que se pode entender, com isso o FBI sabia lidar, conseguia até resolver, mas quando o assunto eram psicopatas, não tinham a menor noção o resultado disso, criminosos a solta e o numero de assassinatos sem resolução cada vez maior e mais

Mindhunter traz como diretor o conhecido David Fincher (quem colocou House of cards no mapa), o mesmo de Seven, Zoadiaco, Clube da Luta, na série o seu trabalho é igualmente excelente, bem construído de tal maneira que até a palheta de cores mantém o foco sombrio e tenebroso, é como se em nenhum momento a aura pudesse ser perdida em cores alegres. Com um roteiro sofisticado, todos os episódios seguem uma linha que poderia ate ser chata, mas é muito inteligente, no começo temos sempre um homem agindo de modo que leva a crer que seja um psicopata, depois somos apresentados a o caso de assassinato da semana, e por último a parte mais esperada, as entrevistas.


O contrario do que podemos ser levados a pensar, Mindhunter assusta apenas pelo o que é dito, não mostrado, ele trabalha mais com a nossa imaginação do que com a nossa visão, a série toda é baseada em diálogos e casos contados durante as entrevistas, o diretor não nos leva visualmente para o momento do crime, mas psicologicamente e isso entra na nossa cabeça de tal maneira que nos faz também querer compreender como é possível existir pessoas tao distantes do que julgamos correto. Então embora existam diversas séries que tratam sobre este assunto, como a famosa Criminal Minds, Hannibal entre outros, Mindhunter aborda de outra maneira, trazendo o novo para o já conhecido.

Podemos ressaltar dois pontos que chamam atenção no seriado, o primeiro é sem duvida as atuações, não dispondo de grandes nomes conhecidos, mas com atuações notáveis, que são exploradas na medida certa. Holden ganha um foco levemente especial, isso é dado pelo fato dele ter um dom tão importante para as entrevistas, conseguir se projetar no lugar da vitima, sentir seu terror, ao mesmo tempo que assume categoricamente e sem medo a postura do criminoso, entrando em sua cabeça, analisando as motivações, conhecendo suas fraquezas e assim, traçando seu perfil exato, de tal maneira que consegue saber o que o atinge e como prever seus próximos passos.

O segundo são os criminosos (Por que não?) no livro Douglas fala os criminosos que ele entrevistou e cometeram crimes que tiveram mais visibilidade midiática, na série não poderia ser diferente, por isso os malfeitores relatados ao longo dos episódios são reais, entre eles estão. EDMUND KEMPER, matou os avós, a mãe e brutalizado seu cadáver, foi responsável pela morte de várias adolescentes entre 1972 e 1973. RICHARD SPECK, invadiu o apartamento onde moravam sete jovens e matou seis delas. JERRY BRUDOS, raptou e matou quatro jovens, e ficou conhecido pela mídia devido ao fato de ter fetiche por sapatos e cometer seus crimes vestido de mulher.


Mindhunter pode ser considerado drama, uma vez que relata casos dramáticos e bem pesados em diversos momentos, ao mesmo tempo em que pode se encaixar em série policial, desconsiderando o fato de que quase nenhum tiro é ouvido ao longo dos episódios, por isso não arrisco a classificar. Deixando de lado classificações, Mindhunter é apenas bem feito, bem dirigido, bem pensado e otimamente executado, é do tipo que fica na nossa cabeça, que acende alguns medos e curiosidades, que nos faz devorar os episódios em poucos dias e admitir que certas coisas, seria melhor nem saber que existe.

Se você não tem medo de dar uma olhada na crueldade real que se esconde pelo mundo e que muitas vezes (infelizmente) não esta muito longe, entrem no mundo de Holden e Tech, mas entre com a consciência de que Nietzche tinha absoluta razão, quando você olha muito tempo para um abismo, o abismo olha pra você, por isso quem assiste Minhunter, fica com ela na cabeça por muito tempo.

Com carinho, Taay


comentário(s) pelo facebook:

9 comentários:

  1. Parabéns pelo texto Taay, ficou ótimo! Mindhunter está na minha lista desde sua estreia mas, ainda não parei para assistir pois estou em um relacionamento sério com "colocar as temporadas das séries que já assisto em dia", hehe Fora isso, a série traz uma trama muito boa (E põe boa nisso), que me chama a atenção por diversos aspectos e não tem como negar, sou fã! Assim que possível coloco na grade e de fato, Nietzsche não estava enganado, passou longe de estar.

    https://twitter.com/CaarolForbes/status/929157787048869888

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroline Campos Graciano
      https://www.facebook.com/carol.campos.397
      #precoisasdemineiraLiga

      Excluir
  2. Gente... tem muito tempo que uma série não me chama tanto a atenção.... já vou colocar na minha lista para assistir... Alice Reis Regueira.https://www.facebook.com/alicereisr. #precoisasdemineiraLiga

    ResponderExcluir
  3. Muito legal! Fiquei super curiosa e instigada a assistir a série! ������ Sara Hosana Dutra Pereira https://www.facebook.com/saradutramusica #precoisasdemineiraliga

    ResponderExcluir
  4. Muito legal a crítica, esses seriados e filmes que entram dentro da psicologia costumam ser bem legais. Vamos ver se eu ânimo assistir a série esse fim de ao. Valeu pela dica.

    Tandara Rodrigues da Silva

    https://www.facebook.com/tandara.silva

    #precoisasdemineiraliga

    ResponderExcluir
  5. Essa serie tem dado o que falar e pela resenha realmente acho que merece uma chance, parece ser emocionante, eu vi o livro da Intrísica e também me interessei, vou comecar a ver a serie, e quem sabe ler o livro.

    #PreCoisaDeMineiroLiga
    https://www.facebook.com/AccioMilleFerreira

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tinha ouvido falar dessa série, fiqueibem interessada. Mas não sei quando vou conseguir dar uma olhadinha kkkk

    Alessandra Santos Reis
    www.facebook.com/Alessandr.Santos
    #precoisasdemineiraliga

    ResponderExcluir
  7. Oi Taay, tudo bem? Eu ainda estou vendo a série, aos poucos, porque realmente é um trama que impacta e alguns momentos são mais pesados que outros. Mas estou adorando, realmente as atuações são ótimas!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Oi Taay,
    Com certeza irei colocar essa série na minha lista para assistir quando eu entrar de férias, não conhecia ela mas ao ler sua resenha fiquei bem curiosa e nem sei se vou aguentar esperar para assistir.
    Obrigada pela dica =)

    ResponderExcluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta