Menu

CRÍTICA DE ESTREIA | A TORRE NEGRA

28 agosto 2017

Distribuidora: Sony Pictures | Estreia: 24/08/2017 | Orçamento: U$ 150 milhões | Gênero: Adaptação Literária, Fantasia, Aventura | Duração: 01:35h

Vamos falar um pouco sobre a mais nova adaptação literária do autor Stephen King para os cinemas? King demorou 30 anos para escrever a Série "A Torre Negra" que se tornou um dos mais queridos livros de fantasia.

O filme apresenta Jake Chambers (Tom Taylor), um garoto que no último ano tem sofrido com sonhos estranhos em que um Homem de Preto usa crianças para atacar uma grande Torre Negra. Todas as noites os sonhos mudam, e assim ele vai vendo aquela situação se desenvolver. Porém,ninguém acredita nele, sua mãe e seu padrasto acham que os sonhos são causados pelo fato de que o garoto perdeu o pai há pouco tempo em um incêndio e que isso é uma maneira dele lidar com a perda.

Entretanto, Jake não tem como evitar os sonhos e os desenha na tentativa de descobrir o que eles significam. Em um desses sonhos ele descobre que o Homem de Preto (Matthew McConaughey), tem a intenção de destruir a torre e eliminar qualquer um que entre em seu caminho. Mas Jake também sonha com um Pistoleiro (Idris Elba), e sabe que ele é sua única chance de descobrir porque tem esses sonhos, e de parar o Homem de Preto.



Quando soube do lançamento de Torre Negra fiquei bastante animada, pois os atores escolhidos são de peso e a história é uma adaptação de um dos maiores escritores de todos os tempos, pena que minha animação já ficou para trás nos primeiro 10 minutos de filme e o desinteresse tomou conta. Mesmo contando uma aventura, misturando ficção científica, cowboys e um mistério, o filme ficou só na esperança de que a próxima cena seria melhor, sem nunca chegar.

Talvez o fato do roteirista e diretor Nikolaj Arcel também ser um grande fã dessa série, constituída por oito livros, e tentar ao máximo respeitar o que estava neles, tenha feito com que ele esquecesse que a emoção é um dos pontos mais importantes de um filme. Sua atenção exagerada com explicações sobre o universo criado e falta de atenção nos personagens, fez com que a criação de empatia para com eles fosse fraca e a trama que tinha tudo para ser uma aventura se tornou chata e enfadonha.

As cenas de ação do filme foram a outra parte que fez muita falta na adaptação. Como disse antes, Nikolaj se preocupou em explicar detalhes e colocou muitos diálogos, principalmente quando Jack e o Roland (Pistoleiro) estão na Terra Média. As cenas que deveriam ser marcantes passaram despercebidas e acabaram ficando cansativas, a forma como a trama se desenvolveu deu a impressão que podou a atuação dos atores, o texto original e a ideia de algo grandioso, diferente de qualquer outro livro do mesmo gênero. Nem os personagens principais conseguiram passar os sentimentos vividos no momento.

Particularmente, nada do filme ficou marcado na minha memória, nem os diálogos, os momentos de emoção e ação não foram feitos de uma maneira que me levasse a dizer que eu realmente gostei dessa parte. Tudo ficou aquém, principalmente para quem nunca leu nenhum dos livros como eu, a forma como a história foi narrada não explicou bem cada um dos locais que a trama passou e isso deixou uma lacuna confusa e sem ligação.

comentário(s) pelo facebook:

22 comentários:

  1. Poxa!Que pena! Estava na expectativa deste filme e como você, também não tive oportunidade de ler os livros. Confesso que desanimei bastante em assistir essa adaptação, bem chato quando isso acontece. Mesmo assim, verei pela escolha do elenco e espero um dia ter a oportunidade de ler os livros e ver grandiosidade da história.

    Caroline Campos Graciano
    carolcampos-mg@hotmail.com
    #precoisasdemineiraatomica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois você me conta se concorda com a minha opinião.

      Excluir
  2. Poxa!Que pena! Estava na expectativa deste filme e como você, também não tive oportunidade de ler os livros. Confesso que desanimei bastante em assistir essa adaptação, bem chato quando isso acontece. Mesmo assim, verei pela escolha do elenco e espero um dia ter a oportunidade de ler os livros e ver grandiosidade da história.

    Caroline Campos Graciano
    carolcampos-mg@hotmail.com
    #precoisasdemineiraatomica

    ResponderExcluir
  3. Ai, é tão ruim quando a gente fica na expectativa da adaptação ser boa e no final fica bem mais ou menos, né? Eu fiquei assim um pouco com a série Shadowhunters. Ela melhorou consideravelmente na segunda temporada (provavelmente pq extenderam os eps e recebeu mais capital pra produção), mas ainda sim perde aquela riqueza da história original que a gente acaba se apegando, né. Mas estas problemáticas vai muito quando a produção é feita para fãs, ou quer retratar demais com um tempo de menos. Veja só Harry Potter. Ok, que há diversos problemas na adaptação em relação a saga, mas eles conseguiram pegar a essência. Dá para simplesmente amar HP sem precisar ler uma página dos livros, e está tudo bem. Essa é a diferença. <3

    Beijocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Aninha fique tão desapontada, Harry foi uma das poucas aditações que conseguiu ficar naquela linha que agradava todo mundo.

      Excluir
  4. Gosto muito dessa série de livros, deste autor (que dispensa comentários) e dos atores escalados para o elenco.
    Porém, acho que terei uma reação muito semelhante à sua com esse filme....
    Infelizmente, adaptações são cruéis, e o universo dessa obra é muito extenso e complexo para ser adaptado em um filme. Creio que uma série faria mais jus.... Mesmo para quem leu os livros, acho que a história é muito densa para ser ´passada dessa forma....
    De qualquer maneira, preciso ver antes de chegar a uma conclusão final. Se nada me bastar, espero pelo menos que Idris Elba faça um bom Pistoleiro.

    Bárbara Fernandes Campos
    barbarafcampos@yahoo.com.br
    #precoisasdemineiraatomica

    ResponderExcluir
  5. Fico triste em ver tanto investimento em produção e afins gasto em filmes que infelizmente não são tão bons.
    Sempre fico pensando que isto poderia estar sendo aplicado na adaptação de outra obra, ou então da mesma, mas de uma forma digna.
    Enfim, já não estava muito empolgada para ir ao cinema ver este filme, agora, após essa crítica, acho que vou esperar a Netflix o liberar em seu catálogo....

    Camila Aparecida da Silva
    camilacads@hotmail.com
    #precoisasdemineiraatomica

    ResponderExcluir
  6. Noossa, ia assistir a esse filme ontem, mas acabei não tendo tempo. Não sabia que era do Stephen King, e me animei quando comecei a ler a resenha.. Mas agora com essas explicações, talvez mesmo para quem já leu os livros, sinta falta de algo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Leh, tudo bem?
    Ai que coisa mais triste menina, p filme tinha tudo para ser um sucesso principalmente por ser uma adaptação de um grande sucesso como este. Talvez outras pessoas que tenham lido o livro possam ficar satisfeitas com o resultado, por ele ser fiel aos livros. De qualquer maneira eu pretendo assistir, daí tiro as minhas conclusões.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Leh,
    Um história com personagens e diálogos bem desenvolvidos são o ponto chave de qualquer enredo e quando isso não ocorre fica difícil para o telespectador se conectar com o que está assistindo. Não sei isso foi só falha na adaptação ou é algo já presente no livro, pois ainda não o li. Gostei do elenco escalado, principalmente Matthew McConaughey (adoro seus trabalhos) e estou bem curiosa para assistir ao filme, mesmo este não tendo sido muito satisfatório.

    ResponderExcluir
  9. Menina você acabou de me jogar um balde de água fria tava doida para ver esse filme mas agora terei auê repensar , porque se é tao ruim assim nem rola perde meu tempo e ainda gastar dinheiro ! Valeu a dica me salvou de um role super chato

    ResponderExcluir
  10. Fiquei sabendo do lançamento deste filme pela TV, enquanto estava passando o trailer, e não me parecia que a forma como a estória foi introduzida fosse de maneira tão mal elaborada, não partindo pelos pontos altos do livro do qual a premissa da estória foi retirada, uma pela que a trama não lhe prendeu a atenção, e você não tenha conseguido tirar proveito de nada. Admito que estava com altas expectativas, e agora fiquei super desanimada.

    Participe do TOP COMENTARISTA de AGOSTO, para participar e concorrer Ao livro "Dois Mundos", o primeiro da série "Tesouros da Tribo de Dana" da escritora Simone O. Marques, publicado numa edição linda pela Butterfly Editora.
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Ai Leh... Sério que que não te animou? Desde que vi o trailer, fiquei com muita expectativa. De todo jeito vou assistir, nem que seja só pra ver Matthew McConaughey. Esse ator é top demais!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Que pena que o filme não seja bom! Sou grande fá do King e amo seus livros, porém confesso que ainda não li Torre Negra, então não sei sobre o que fala direito!
    É bem difícil fazer uma adaptação de tantos livros assim, é claro que não iria superar expectativas.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Pois é, tenho encontrado opiniões variadas, sobre a estréia desse filme. Alguns gostaram muito, mesmo não tendo lido a série e outros, nem tanto, assim como você. Uma pena não ter alcançado as expectativas, pois o elenco parece ser excelente.
    Mas, de qualquer forma, pretendo assistir. E, assim que possível, também quero fazer a leitura da série.
    Ótima crítica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Que pena que o filme deixa a desejar, com essa é a terceira crítica negativa que leio, fiquei desanimada em assistir, pois esperava muita ação e que os personagens conseguissem conquistar o público para torcemos por eles. Não li os livros, quanto ao filme fiquei bem em dúvida se vou ao cinema assistir ou não.

    ResponderExcluir
  15. oiê!

    confesso que não sou o maior fã do Stephen. na vdd, nunca li nada pq o gênero que ele escreve me dá medo (e as minhas amigas colocam mó pressão tbm!). eu assistiria ao filme numa boa por conta do mistério. pela a tua resenha, parece que não tem tanto terror (ou nada), né?! isso já alivia um pouco pra mim. :) que pena que o filme não atendeu às suas expectativas. :(

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
  16. Meu namorado tem o primeiro livro e de pra ele de presente o segundo, quando soube do filme, o chamei pra assistir e ele me disse que a crítica estava negativa, depois da sua resenha, fico feliz por não ter teimado e ido assistir sem ele, haha.
    Você foi sincera, ponto que mais prezo em uma resenha. Você deixou claro que chegou com uma expectativa (principalmente porque o elenco deu um peso, como citou) e quase imediatamente foi decepcionada. Apesar dos pesares, você não deu spoilers, as fotos que escolheu estão ótimas e gostei de você ter colocado o trailer no fim da resenha.
    Ah, tua escrita flui muito bem, adorei viu!
    Beijos ❤️❤️❤️

    ResponderExcluir
  17. Sou muito louca por ler críticas negativas e ficar com vontade de assistir? Kkk
    Não tinha nem ouvido falar ainda pq quando falam de King eu passo longe haha sou medrosa e ele escreve muito terror. Mas esse fiquei com vontade ♡

    ResponderExcluir
  18. Não li o livro porem estou doida pra ver o filme, especialmente por causa do Idris Elba, gosto muito desse ator, a critica negativa não me desanimou, fiquei ainda mais curiosa.

    ResponderExcluir
  19. Poxa, eu estava com expectativas altas sobre esse filme =( vou ter que ler os livros mesmo, pelo jeito! ahahaha
    Obrigada pela visita no meu blog, Leh! Adorei o seu cantinho <3
    Beijos!
    Awn! Cute Things

    ResponderExcluir
  20. Quando alguém diz "fizeram uma adaptação cinematográfica de um livro" eu já penso que vai dar merd@, porque os diretores costumam pecar demais quando fazem uma versão cinema de qualquer coisa. Aqui o cara tentou ser fiel à obra original e foi tanto, mas tanto que seu foco na perfeição matou o filme. Eu tava animadinha com as imagens do filme, dos cartazes e afins, aí do nada fazem isso. Affs dá até gastura viu…

    ResponderExcluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta