Menu

Critica de Estréia | Neve Negra (Nieve Negra)

05 junho 2017

Distribuidora: Paris Filmes | Estréia: 08/06/2017 | Orçamento: 4 milhões de dólares | Gênero: Drama/Mistério | Duração: 1h30.

Quinta feira é dia de estreias no cinema e Neve Negra é um dos filmes que irá entrar cartaz. Dirigido por Martin Hodara, o longa é argentino e o gênero é de drama/mistério: e põe mistério nisso. Na trama, Salvador (Ricardo Darin) vive isolado em uma cabana na Patagônia depois de ser acusado de matar o seu irmão mais novo na adolescência. Marcos (Leonardo Sbaraglia), um dos irmãos de Salvador, recebe uma proposta de vender a propriedade da família, quando o pai de ambos morre. Marcos resolve então ir até a cabana, depois de anos sem ver o irmão, para além de enterrar as cinzas do pai, tentar convencer Salvador a aceitar a proposta de venda. Ele vai acompanhado de sua esposa, Laura (Laia Costa).


Resumidamente, “Neve Negra” é isso e muito, muito suspense. Quando vi o trailer do filme, logo pensei, esse ai vai me dar uns sustinhos e me fazer pensar. Não me deu susto, mas me fez pensar demais. Fiquei na sala do cinema tentando adivinhar o que tinha acontecido e quero dizer, eu errei todas as suposições e teorias que fiz. O longa não é óbvio, como muitos que vemos e nos envolve na história. Para que o espectador entenda o que está acontecendo, os fatos no presente são mesclados com flashbacks do que ocorreu no passado, no dia que o irmão mais novo, Juan (Iván Luengo), morreu.

Nos flashes, conhecemos a história dos irmãos, e vemos como o pai deles (Andrés Herrera) era tirano. Mas é apenas nos últimos minutos da trama que desvendamos o que realmente aconteceu: não, não desvendamos, é revelado. Para não dar spoiler posso dizer que o final me deixou bem intrigada (para não dizer irritada, com alguns personagens), apesar disso, não deixa de ser um filme bom. O tempo inteiro a trilha sonora interage com as cenas, dando um ar ainda mais de mistério e suspense, as imagens são até mais escuras (como o gênero pede). E o cenário? “Neve Negra” se passa na Patagônia argentina, e apesar da cabana, ser um casebre, a floresta é a coisa mais linda, ainda mais coberta de neve como está.


O diretor, Martin Hodara e o ator Ricardo Darin, já haviam trabalhado juntos em outras duas produções: “O sinal” e “Nove rainhas”. Recentemente a Paris Filmes divulgou em seu site, que Hodara virá ao Brasil participar da pré-estreia do longa em São Paulo. Na argentina, “Neve Negra” detém a posição de filme mais visto, em 2017.

comentário(s) pelo facebook:

18 comentários:

  1. Não sabia dessa estreia. Por isso amo o blog e amo Suspense logo verei, com certeza. Beijos e parabéns

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Ketherine,

      E o filme foi muito bom viu, ao menos na minha opinião. Se tiver assistido, me conta aqui o que achou?

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  2. Eu vi esse filme na TV do Move, kk E fiquei bem intrigada e curiosa para assistir. Lendo a critica a curiosidade só aumentou, o trailer é como você disse mistério atras de outro mistério e a pergunta final, te faz pensar até demais. Vou querer com certeza conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Carol,

      Você foi conferir? Na hora que vi o trailer fiquei pensando no que tinha acontecido e no que iria acontecer, apesar de ter ficado bem "bolada" com o final, achei ele muito bom. Um grande filme argentino, realmente.

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  3. Ana Elisa!
    Quando vi esse filme em cartaz, não fiquei muito interessada, embora até já tenha assistido outros filmes do ator e gostei.
    Mas lendo sua resenha e percebendo que o filme é carregado de mistérios, minha curiosidade ficou bem aguçada e agora quero ir assistir.
    Obrigada por sua análise.
    Desejo uma ótima semana e um feliz dia dos namorados!
    “Onde há estudo - há sabedoria.” (Textos Judaicos)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Rudy,

      Conseguiu ver o filme? Realmente, quando vemos apenas o cartaz acabamos não dando muita atenção para muitos filmes que são bons. Esse é um grande exemplo disso.

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  4. Tinha visto falar sobre esse filme, mas nem me interessei muito!
    Li agora e ele parece ser bom, pois nos faz pensar e isso é bom rsrs!
    Ms não gosto muito de suspense, mas você falou que não se assustou, então isso é um ponto positivo para o filme, sou meio medrosa kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Herica,

      Eu também sou bem medrosa viu? Sempre dou uns pulos na cadeira quando tem uma cena tensa e odeio filme de terror por isso, apesar de ser cabeça dura e assistir alguns.
      Pensei que ir dar uns pulos nesse, mas acabou que foi bem leve, apesar do final ter sido forte para mim ;/

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  5. Olá!!
    Gosto muito de filmes de suspense. O melhor nesse gênero são os finais inesperados, quando você faz várias suposições mas não consegue adivinhar o que vai acontecer.(Adoro ser enganada nos filmes).Já tinha ouvido falar desse filme mas não dei muita importância... até agora. Quero muito assistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Jéssica,

      Conseguiu conferir o filme? Não é menina? Eu saio puta do cinema quando não consigo adivinhar o final, mas feliz por ter sido surpreendida, esse foi desse jeito: sabia que algo estava errado, mas me surpreendeu o que era.

      Obrigada pelo seu comentário viu? ;)

      Excluir
  6. Acredita que não ouvi falar desse filme antes mas por conta da resenha já estou interessada!
    Ultimamente estou adorando suspenses nada óbvios!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Lídia,

      Fico feliz que tenha gostado da resenha e tenha se interessado pelo filme. Também gosto de suspenses que não são óbvios.

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  7. Oi Ana,
    Não me lembro se já assisti a algum filme Argentino por isso fiquei interessada em Neve Negra. Como gosto de suspense sempre assistia a bastante filmes do gênero, mas confesso que nos últimos anos as premissas repetitivas e desfechos decepcionantes têm me feito deixar um pouco de lado filmes com esta temática. Mas Martin Hodara conseguiu criar uma proposta que realmente prende o espectador e foge do óbvio. O clima frio e sombrio da ambientação ajuda a aumentar o ar de mistério e isso unido a dramas familiares mal resolvidos são uma combinação de sucesso. Vou adicionar este longa a minha lista e espero gostar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Gislaine,

      Tinha um bom tempo que eu não assistia um filme Argentino viu? E não me decepcionou não. Realmente, ultimamente as premissas vinham sendo sempre as mesmas coisas, tudo óbvio demais, nos frustando no final do filme que acabava nem sendo suspense. Hodara conseguiu sair disso e fazer de Neve Negra um bom filme, o elenco ajudou muito também.

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir
  8. Se tem um ator que admiro demais é Darin! Puxa, não há um filme dele que ele não esteja maravilhoso. Um ator como poucos, que realmente, encarnam os personagens que vivem(sem contar o quanto o danado é bonito..rs)
    É a primeira crítica que leio sobre este lançamento, mas vou procurar saber mais. Esse ar denso e negro ao enredo, deve realmente ter deixado o longa bem mais prazeroso!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei,

      Mas não é? Fiquei olhando para ele nas cenas pensando que ele tem um carisma impressionante e é um baita ator.

      Obrigada pelo seu comentário viu? ;)

      Excluir
  9. Adoro mistério e suspense fiquei bem interessada em assistir, a trama parece ser bem elaborada, pois tentar acertar o que vai acontecer e errar todas, eu também costumo errar dificilmente acerto e gosto pois acaba me surpreendendo, fiquei curiosa com esse final e esses personagens que irritaram, mas pelo menos parece que não estraga o filme. ,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Maria,

      Errar é bom, porque mostra que o filme surpreendeu e não foi pelo caminho óbvio. Não estragou o filme, apenas irritou e me deixou pensativa em relação as pessoas e suas atitudes.

      Obrigada pelo seu comentário ;)

      Excluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta