Menu

{ #RESENHA } MIL PEDAÇOS DE VOCÊ - CLAUDIA GRAY ( FIREBIRD #1)

24 maio 2017

RESENHA DE LIVRO: MIL PEDAÇOS DE VOCÊ - CLAUDIA GRAY
 Subtítulo: Mil pedaços de você | Cláudia Gray | Ano: 2015 | Páginas: 288 | Editora: HarperCollins | Gênero: suspense e mistério, ficção científica, romance | Adicione ao Skoob 

“E então cai a ficha: o Firebird realmente funciona. É possível viajar entre dimensões paralelas. Acabei de provar isso. Do fundo do meu luto e medo, uma pequena brasa de orgulho brilha, e dá a impressão de ser a única esperança no mundo. As teorias da minha mãe se provaram verdadeiras. O trabalho dos meus pais foi finalmente comprovado. Queria apenas que o meu pai estivesse aqui para saber disso.”

Marguerite é filha de dois cientistas muito famosos por trabalharem na teoria da existência de um multiverso – uma infinidade de universos paralelos, mais conhecidos como dimensões. De acordo com eles, a cada vez que as pessoas têm que tomar uma decisão, um novo universo surge para cada opção de escolha. Todos os universos são diferentes, alguns muito mais e outros menos. Firebird é o dispositivo que eles criaram em conjunto com estudantes para viajar entre as dimensões, e é o dispositivo que dá nome à série. Theo e Paul são os estudantes que os acompanham nesse momento, e Paul é o principal suspeito da morte do seu pai. E ele sumiu, com o Firebird. Então Marguerite vai com Theo atrás de Paul nas outras dimensões, deixando sua mãe e sua irmã para trás.

Primeiro numa Londres futurista, depois numa Rússia Czarista, enquanto se encontra com Paul pelas dimensões, ela se questiona se ele seria mesmo capaz de fazer algo ao seu pai. Paul e Theo eram como irmãos um para o outro, e para Marguerite, que confia no que conhece sobre eles e hesita cada vez mais em acreditar nessa história. Enquanto eles correm nessa busca frenética, Marguerite assume o corpo das outras versões de si mesma nas outras dimensões, e vive um grande romance, enquanto sua mente se enche de dúvidas: seria errado viver a vida de outra pessoa, mesmo que sejam apenas outras versões dela mesma? Se o que ela pensa sobre Paul é verdade, então quem foi que matou seu pai?

“– Você não é minha Marguerite. E, ao mesmo tempo... é. O essencial que vocês duas compartilham, a alma, é isso que eu amo. – (...) – Eu amaria você em qualquer corpo, em qualquer mundo, com qualquer passado. Nunca duvide disso.”


RESENHA DE LIVRO: MIL PEDAÇOS DE VOCÊ - CLAUDIA GRAY

Enquanto conhecemos o que aconteceu nas outras dimensões, a autora nos traz vários flashbacks para nos ajudar a trilhar o caminho de volta pela história para entendermos o que realmente aconteceu. Confesso que algumas vezes eu fiquei um pouco confusa porque esses flashbacks começam meio sem “sinalização”, e ás vezes eu tinha que reler o parágrafo anterior para ter certeza de que ela estava falando do passado naquele momento. Marguerite é uma personagem um pouco confusa, parece que ela não sabe bem em que confiar e no primeiro livro ainda não podemos saber muito sobre ela – e sobre os outros personagens – porque a autora nos mostra apenas um cenário geral da história.

“– Você podia ter morrido. Ainda pode. 
– Minha intenção é sobreviver, se possível – responde ele, muito sério.
– Mas você arriscou tudo.
Ele desvia o olhar. Depois, com uma grande força de vontade me encara novamente. 
– Você estava em perigo... Eu tinha que fazer o possível para protegê-la. – Ele procura meu olhas. – Os riscos não importam. Você importa.”

Uma coisa que ficou bem clara foi o amor de Marguerite pela família, e a lealdade de alguns outros personagens (que não posso contar porque, bem, seria spoiler!). Eu gostei bastante desse livro no geral, fiquei tensa durante boa parte dele e é daqueles livros que você sempre se surpreende com um novo fato. Um problema que notei nele é que a sinopse promete uma garota correndo atrás do assassino do pai que começa a acreditar na inocência dele, e o que me incomoda é que eu – particularmente – nunca acreditei que ele era culpado, porque não entendi as evidências nunca apontaram fortemente para isso. Mas o que eu posso assegurar é: muitas descobertas virão com o livro, não se preocupem – afinal, uma invenção dessas deixa muita gente ambiciosa pronta para atacar.

“Um romance com o pano de fundo de ficção científica” é uma boa definição para essa história. O livro é lindo, eu já o tinha no Kindle mas ainda não tinha tido tempo para ler. Essa edição da HarperCollins mostra na capa as duas primeiras dimensões que Marguerite vai (Londres e São Ptesbursgo) numa montagem como se fossem paralelas, que é o que realmente acontece. As cores mais frias de Londres e mais quentes e coloridas para representar a Rússia combinam perfeitamente com a história. Gostei bastante também do fato de essas duas dimensões estarem representadas também no livro, no começo de cada capítulo. Além disso, o fundo aquarelado relembra o fato de que Marguerite é uma artista – em todas as dimensões – deixando ainda mais claro o quanto essas capas combinam com seu interior.

Leiam, e me contem!

Imagem relacionada
Fonte da foto: Revista Polen

P.S: Peço perdão pelas fotos, tivemos alguns problemas técnicos essa semana, acabei decidindo deixar essa foto aqui por último que mostra o detalhe da arte da capa, achei que vocês gostariam!

comentário(s) pelo facebook:

25 comentários:

  1. Eu adorei o jeito dessa história, a coisa meio ficção cientifica, esse negócio das dimensões...tudo me chamou atenção nesses livros e estou louca pra ver como são.
    Confesso que achei legal até as confusões da história. A personagem e esses flashbacks me deixaram interessada, mesmo que possam ser confusos mesmo. Vai entender...pode ser um tantinho difícil de ler por ter que prestar mais atenção mas achei inteligente, uma escrita um tanto diferente, a trama e tudo mais...
    Acho que iria gostar muito.

    ResponderExcluir
  2. Oi Lô,
    O livro tem uma sinopse bem diferente e um pouco confusa, me parece ser aquele tipo de trama que só se consegue compreender sua totalidade após a leitura. Não dá para negar a audácia e empenho da autora em criar uma história única e inovadora. Fiquei curiosa com muitos aspectos da trama, principalmente o mistério por trás do assassinato do pai de Marguerite. Um fato que me chamou atenção é que Marguerite é artista e todas as dimensões, pois na minha cabeça cada dimensão trazia um estilo diferente de vida, como gostos ou profissões. Gostei muito desta sinopse e capas dos livros são lindas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse negocio das profissões é mesmo legal serem parecidas porque da pra você ver como o que a gente faz por amor tem origem na nossa alma, achei bem legal

      Excluir
  3. Nunca leio muito sobre Ficção Cientifica, mas como esse tem um romance acho que lerei.
    Sei que existe algo maior na história do que o romance e isso eu achei bem legal, pq foca em algo maior! Gostei!
    Achei bem diferente o contexto! E adorei a capa e o título!

    ResponderExcluir
  4. Adoro histórias com outras dimensões, mundos paralelos.
    E a busca da principal por alguns questionamentos me deixou bem curiosa.
    Parece ser uma aventura e tanto!
    Romance, ficção científica... Sua resenha me deixou bem curiosa.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Carol, espero que tenha a oportunidade de ler!

      Excluir
  5. Olá!
    A proposta do livro é bem criativa e tem tudo para ser uma ótima história. Gostei da capa! Por tudo que você comentou na sua resenha, fiquei curiosa para sabe mais desse enredo, pois ficção quase sempre me atrai. Espero poder conferir.
    Obrigada pela dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Olá, depois de ler a resenha fiquei muito animado para ler a obra, que mistura gêneros e nos entrega algo diferente e viciante. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, já tinha visto mas é a primeira vez que li uma resenha dele e agora entrou para o topo da minha lita de desejados,esse livro tem tudo o que eu gosto e acho que irei apreciar muito essa leitura.

    ResponderExcluir
  8. Eu comprei esse livro uma vez quando estava super barato, mas depois perdi um pouco a vontade de ler ele. Mas agora voltei a ficar com vontade. A história dele parece ser muito boa, e gostei de saber que vou me surpreender bastante com o livro. E essa capa está realmente linda, eu não tinha nem reparado esse detalhe das duas "dimensões".
    Acho que vou começar esse livro logo =D

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, que bom que ficou animada! É sempre bom quando a gente aninma desempacar uma série da estante!

      Excluir
  9. Lo!
    Particularmente sou bem fã de ficção científica e de livros que trazem mundos paralelos no enredo. Sempre fico curiosa para ver a abordagem dada por cada autor ao livro e se realmente a forma como é conduzido, tem alguma base científica.
    Confesso que fiquei bem interessada na leitura.
    Desejo uma semana tranquila!
    “Uma pergunta prudente é metade da sabedoria.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Traz uma sinopse um pouco confusa o livro que só se entende após iniciar a leitura mas, confesso que gostei. A história me chamou atenção. Gostei muito do fato da personagem independente da dimensão em que vá, ter a mesma profissão, mostra a paixão pela profissão escolhida. Sobre viver a vida de outra pessoa, mesmo que essa pessoa seja você, é algo que se deve pensar... curti esse questionamento. Vou adicionar a minha não tão pequena lista, hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, queor só ver o tamanho da sua lista Carol!

      Excluir
  11. Oi Lô
    Só após sua resenha pude notar melhor a capa do livro.Achei bem diferente a viajem entre dimensões e também acho que ficaria confusa com a falta de sinalização.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um pouco confusa sim, mas não atrapalha tanto

      Excluir
  12. Miga do céu!! Estou doidinha para ler esse livro porque é simplesmente a minha cara, lembro que achava super estranho esses livros sci-fi quando era mais nova, mas preconceito é dose né? Quando comecei a ler livros assim, nunca mais quis parar, e esse com certeza está na lista kkkk Adorei a resenha, Lô! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais um pra nossa lista interminável miga hahaha

      Excluir
  13. Adorei essa capa, esses capistas que pegam a essência do texto e criam lindas artes me amtam u.u adorei a resenha também assim como essa primeira frase retirada de um trecho do livro. Ain que romântico meus deuses, isso mataria qualquer pessoa do coração. Ah como o amor é lindo ♥ mas quanto ao crime que tragédia, perder seu pai é bem triste, imagine então o perder e achar multiversos porque o tal assassino fugiu entre eles? Complicado demais. Adorei u.u

    ResponderExcluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta