Menu

{ #RESENHA } AMOR AMARGO - JENNIFER BROWN

21 fevereiro 2017

Editora gutenberg
Autora: Jennifer Brown | Título Original: Bitter End | Ano: 2015 | Páginas: 256 |
Editora: Gutenberg | Adicionar o Skoob

“Puxa vida”, murmurei. “Cole, não precisava...”
“Precisava sim”, falou. “Porque eu te amo. E porque te machuquei. Machuquei a pessoa que mais amo no mundo, e jamais vou me perdoar por isso.” Peguei o colar e o examinei na palma da mão.
“Também te amo”, falei. “E o colar é lindo. Obrigada.”

Oie gente, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre um livro que mexeu muito comigo e, tenho certeza, vai mexer com vocês também. Nele é tratado a violência contra a mulher.

Alex é uma jovem muito estudiosa e, em seu último ano escolar, não vê a hora da formatura para colocar o pé na estrada com os amigos Bethany e Zack. A viagem tem como objetivo, além do passeio, descobrir algo que há anos vem sendo um fardo em sua vida: o porquê de sua mãe resolver, antes de morrer em um acidente de carro, fugir para o Colorado e abandonar o marido e três filhas. Alex tem certeza que lá no estado irá encontrar todas as respostas para o abandono, pois foi no Colorado onde os pais foram mais felizes, e agora as coisas em sua casa são tão complicadas que ela não se dá bem com o pai e prefere nem ver as irmãs. Entretanto os planos da Alex acabam tendo uma dura mudança quando o encantador, inteligente, atlético e charmoso Cole chega na escola. Como aluno novo, o rapaz precisa de ajuda para se adaptar, e os dois se conhecem quando Alex se torna sua professora de reforço. Ele é o seu sonho de namorado.

Trecho de livro

Amor Amargo da autora Jennifer Brown é aquele tipo de livro que começa raso e despretensioso até que chega a parte na qual você leva um soco no estômago a cada nova página. Faz com que você questione o que se passa na cabeça dos personagens, principalmente da Alex que não consegue ver que aquela situação é muito tóxica para ela. Mas ao mesmo tempo te dá a visão de um assunto bem tabu, que a maioria das pessoas prefere não  conversar.  Isso quando não ocorre o julgamento e a culpabilização da vítima, ou a insistência em dizer que, nesta situação, denunciaria ou reagiria e iria embora. Este acaba sendo o problema, pois é muito fácil falar quando não é com a gente. Narrado em primeira pessoa, Amor Amargo mostra o ponto de vista da vítima e o que a levou a continuar em um relacionamento com o agressor, mesmo passando por episódios de violência verbal e física, e porque ela tenta de todas as maneiras justificar a situação.

É interessante como alguns livros tem a capacidade de nos fazer pensar. Quando comecei a leitura sabia que o livro falaria sobre a violência contra a mulher, mas não sabia que detalharia os pensamentos desta mulher. Apesar de já ter lido e até visto casos na televisão nunca presenciei ou vivi algo parecido, o que fazia minha visão do assunto ser bem superficial. Todos os livros e filmes que vi e li até hoje, tirando "Bom Dia, Verônica" (tem resenha no blog AQUI), sempre retratam a fase onde a vítima já está cansada e resolveu agir para escapar daquela situação. Geralmente mostram a preparação emocional da personagem ou seu desespero para fugir e começar uma nova vida, como no filme "Nunca Mais” (2002 - com a cantora Jennifer Lopes) que mostra a vítima se tornando uma fugitiva e por fim agindo para acabar com o problema. Um ótimo filme por sinal. Porém, não tem um grande foco nos sentimentos da personagem, e sim em seu desespero por causa de sua filha.


Já em Amor Amargo, vemos um lado totalmente novo da vítima e o que a leva a continuar passiva ao que está vivendo, esperando que  em algum momento o lobo mal se torne o príncipe encantado por quem ela se apaixonou quando se conheceram. No coração da moça  ainda há uma maneira de salvar Cole e, se fizer tudo certinho, seu relacionamento vai dar certo. Infelizmente o fato de sua mãe ter ido embora quando era uma criança e a maneira estranha de amar do seu pai, não fortaleceram sua autoestima e isso a deixou desprotegida, insegura e com tanto medo de decepcionar o outro que se deixa ser explorada várias vezes pelo namorado, até mesmo quando ele a afasta dos amigos ou critica suas roupas e atitudes. O livro também mostra muito bem como alguém pode se apresentar encantador, lindo e amoroso como poucos, mas no fundo ser manipulador, egocêntrico, agressivo e cruel, capaz de enganar qualquer um.

{ #RESENHA }  AMOR AMARGO - Jennifer Brown @editoragutenberg/

Entretanto o livro não fala somente sobre o drama vivido pela Alex, ele fala também sobre família, melhores amigos e sonhos, nos faz refletir e tentar nos colocar no lugar do outro. Por isso recomendo essa história a todos, por ser uma reflexão sobre um tema que precisa ser falado e desassociado à culpa da vitima.Por mostrar que antes dos atos físicos existe o ato psicológico que destrói e minimiza a autoestima da pessoa, faz com que sinta que, se não estiver naquela situação, não haverá mais vida. Não posso deixar de falar dos comentários feitos por blogueiros na parte de trás do livro, e sobre a forma como a Editora Gutemberg o editou, letras com bom tamanho e papel amarelo, o que facilita muito a leitura. Esses detalhes contribuem muito para a boa experiência com a história.

Amor Amargo foi destaque no XV encontro do #ClubedolivroBH que acontece na  Centro De Referencia Da Juventude se você ainda não conhece nosso encontro (Cliquei aqui e fique por dentro do que acontece

comentário(s) pelo facebook:

27 comentários:

  1. Ótima resenha e ótimo livro! Quando foi falado no XV Encontro do #ClubedoLivroBH, quis de imediato conhecer a história. Não é a primeira vez que leio ou até mesmo assisto algo relacionado a este tema mas, é a primeira vez que vejo (Ao menos que me recordo) a vítima continuar a se apegar aos últimos resquícios de esperança para fazer com que o relacionamento mude e tenha o "final feliz". A abordagem do livro nos leva a pensar que não sabemos como é realmente viver essa tormenta e se manter calada, como é cair de amores por alguém que por fora é lindo mas, por dentro é totalmente feio e como é se sentir só e não buscar ajuda por medo da reação do outro. É uma história forte com uma reflexão a ser vista e discutida para melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Carol, é sim uma historia muito forte e que quebra muito nosso preconceito sobre esse tema.

      Excluir
  2. Esse livro parece ser bem intenso, daqueles que nos fazem perder várias batidas do coração e nos devasta.
    É a primeira vez que leio algo sobre a obra e confesso que me chamou muito a atenção a premissa do livro.
    Fiquei bem curiosa pra saber o desfecho da história de Alex e sobre o seu envolvimento com o cara. Será que rola um final feliz?
    Já coloquei na minha listinha de leituras.
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caroline, vou ficar te devendo sobre o final feliz, você vai ter que ler para descobri, rsrss
      O livro é muito bom mesmo, acho que você vai gostar bastante.

      Excluir
  3. Amores não deveriam ser amargo, mas infelizmente
    isso acontece na vida real. Interessante essa abordagem
    dos pensamentos e sentimentos da personagem. Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo Nathi, amore não deveriam ser amargos, mas a maioria deles acaba sendo.

      Excluir
  4. Adorei a resenha e quero ler logo o livro. Acho super importante abordarem o tema de abuso psicológico contra a mulher pois a maioria que passa por isso se sente muito só, é interessante perceber que acontece com muita gente (infelizmente).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta, eu também acho o tema super importante, não sei se você viu mas ele é um dos prêmios do top comentarista desse mê.

      Excluir
  5. O tema abordado é bem atual, apesar de desde os primórdios da humanidade a violência contra a mulher ser presente na sociedade. Realmente, ver pela narrativa em primeira pessoa os motivos da protagonista aceitar se submeter a um relacionamento do tipo pode nos ajudar a tentar compreender porque tantas garotas e mulheres continuam em relacionamentos abusivos. É fácil julgar por fora, achar que são tolas e iludidas, mas nada é assim tão simples. Vemos sempre casos assim pela na janela, nunca entrando pela porta de casa ou ao menos, torço para que não.

    ResponderExcluir
  6. Só tomei conhecimento deste livro no dia do encontro do Clube do Livro. Logo com os primeiros comentários já me interessei. Ainda não conheço livros que falem sobre esse assunto, abuso disfarçado de amor. Tô curiosa! Gostei da resenha, já sei que a personagem consegue perceber esses abusos, isso me deixou mais interessada. Agora preciso saber como ela reage a isso, se os amigos percebem, se tem família envolvida...

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenhaa, estou ainda com mais vontade de ler o livro.. beijos

    ResponderExcluir
  8. Esse livro me despertou uma enorme curiosidade quando fui apresentada a história no último evento do Clube do livro. Amei a dica, achei o tema extremamente importante e acho que todos deveriam ler, inclusive homens,para saber o que se passa na cabeça de quem sofre tal violência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas, também acho que todos deveriam ler, e aprender a se colocar no lugar de quem ta ou passou por isso.

      Excluir
  9. Esse livro me despertou uma enorme curiosidade quando fui apresentada a história no último evento do Clube do livro. Amei a dica, achei o tema extremamente importante e acho que todos deveriam ler, inclusive homens,para saber o que se passa na cabeça de quem sofre tal violência.

    ResponderExcluir
  10. Leh!
    Acredito que é bem como falou, não cabe a nós julgarmos as mulheres que se submetem a relacionamentos abusivos, embora fiquemos indignados e sempre 'gritarmos' que se fosse conosco seria diferente, será?
    Fato é que gostei muito de o livro mostrar o lado emocional da protagonista e podermos acompanhar seus medos e receios.
    Gostaria de ler.
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  11. Este livro está na lista de desejados já tem um tempinho. Creio que quanto mais se falar sobre violência contra a mulher, ainda faltará mais o que ser falado!
    Ainda mais quando descrito assim, pelos medos e pensamentos de quem sofre na pele o troço!
    Lerei com certeza!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Já tinha visto um ou outro comentário sobre o livro, mas está é a primeira resenha que leio. Sério, você conseguiu despertar meu interesse pela história. Já entrou pra minha lista de preciso ler.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  13. Leh, eu nunca li um livro que retratasse abusos sofrido por mulheres, porque sempre achei pesado de mais, então deixava de lado, mas esse livro parece abordar o tema com delicadeza mas com bastante impacto. O modo em que um anjo vai se revelando um mostro é bastante intrigante, e a Alex não percebendo, pensando que ele mudaria por ela demonstra a ingenuidade por trás de muitas mulheres.
    Ainda não conhecia a obra mas estou ansiosa para lê-la.

    ResponderExcluir
  14. O único livro que li que aborda esse tema foi No escuro da Elizabeth Haynes, e gostei bastante... No momento não estou com ânimo para ler um livro que aborda o tema violência contra a mulher, mas vou anotar essa dica para ler futuramente...
    Valeu pela dica. Amei as fotos, ficaram muito bacanas!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  15. Estou louca para ler esse livro! Depois da apresentação dele no último clube do livro, está na lista de desejados e de próximas compras, juntamente com os demais livros apresentados que eu ainda não tenho, rsrs. Amei a forma como apresentou o livro, mostrando suas especificidades e não que ele seja mais do mesmo, que tenhamos lido em outro livro que trate da mesma situação. Amo as dicas do blog! Parabéns!

    ResponderExcluir
  16. Oiee!
    Nunca li nada relacionado ao tema, não sei se conseguiria, tem coisas que a gente se revolta tanto que é melhor nem tentar.
    Gostei muito da resenha, e ela me deixou bem curiosa, mas como falei antes, não sei o tipo de sentimento que esse livro vai me causar, então no momento, não pretendo lê-lo. Quem sabe quando minha vida tiver tomando outros rumos e eu não tiver tão sensível eu embarque nessa leitura.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  17. É um assunto complicado e tão atual. Não entendo como alguém pode afirmar que ama outra pessoa e mesmo assim machucar essa pessoa, não só fisicamente. Tbm assisti a "Nunca Mais" e o filme logo me veio à mente.

    ResponderExcluir
  18. Que livro mais interessante!! Não sabia que esse livro tinha como tema central a violência contra a mulher!! Fiquei bem chocada quando descobrir isso na resenha!! E sim fiquei muito curiosa para ler esse livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  19. Olá...
    Ainda não li nenhum livro que retrata tão profundamente o tema em questão... Fiquei bastante curiosa para ler esse livro... E tenho certeza que vai mexer muito comigo...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  20. Oi,
    Eu não conhecia o livro ainda, a historia dele pelo visto é pesada né, pois por mais que seja necessário se falar da violência contra mulher é difícil conversar sobre o assunto. Fiquei interessada em ler o livro, e ver como uma mulher que passa por isso pensa.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta