Menu

ALERTA OSCAR - ESTRELAS ALÉM DO TEMPO (HIDDEN FIGURES)

19 janeiro 2017

Distribuidora: Fox Film | Estréia: 02/02/2017 |Orçamento: US$ 20 milhões | Gênero: Drama | Duração: 2h:00

Nos anos 60, durante a Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética competem pela  soberania espacial na busca por enviar o primeiro homem ao espaço. É neste contexto que vemos desenrolar o filme “Estrelas Além do Tempo” (Hidden Figures) do diretor Theordore Melfi (Um Santo Vizinho), onde é traçado o nítido paradoxo da busca por avanço na corrida espacial, ao mesmo tempo em que é vivenciado o atraso social com a segregação racial por todo o país, tendo foco no centro de pesquisas da NASA localizado no estado da Virgínia.

O filme é uma adaptação literária do livro homônimo, publicado aqui no Brasil pela editora HarperCollins, que conta a história real de três matemáticas negras que trabalhavam no processamento de dados do principal centro de pesquisas da NASA na época. Katherine Goble (Taraji P. Henson), Dorothy Vaughn (Octavia Spencer) e Mary Jackson (Janelle Monáe) são muito amigas e se esforçam diariamente para superar o machismo e, principalmente, o preconceito racial, na busca pelo reconhecimento de seu trabalho. Inseridas no contexto do envio do astronauta John Glenn ao espaço para contornar a órbita da Terra, essas mulheres terão papel importante e essencial para o sucesso do projeto.


A começar pelo elenco, só podem ser feitos elogios às três principais peças do longa. Taraji P. Henson, conhecida por Cookie Lyon na série “Empire” (vencedora do Globo de Ouro de melhor atriz em série dramática em 2016)  e Queenie em “O Curioso Caso de Benjamin Button” (pelo qual foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante em 2008), representa muito bem a força, os momentos de insegurança e a determinação de Katherine Goble; Octavia Spencer, conhecida por Minny Jackson em “Histórias Cruzadas” (vencedora de diversos prêmios pelo papel, entre eles o Globo de Ouro e o Oscar como melhor atriz coadjuvante) cumpre seu papel como a centrada e responsável Dorothy Vaughn, na busca pelos seus direitos e das demais funcionárias negras da Instituição; Janelle Monáe, conhecida cantora e compositora, atua como sua primeira protagonista, esbanjando segurança e comprometimento no papel da geniosa e audaciosa Mary Jackson (Monáe também estará presente no aguardado filme Moonlight). A química entre as três personagens é brilhante.


Outra peça forte do filme é o trabalho bem feito de Kevin Costner, que atua como o supervisor Al Harrison, sendo nele onde todas as histórias se unem e são direcionadas ao objetivo urgente da NASA. Kirsten Dunst é outra que está muito bem na pele de Vivian Michael, e transforma suas poucas aparições em grandes destaques. A parte mais fraca do elenco se mostrou em Jim Parsons (o Sheldon de “The Big Bang Theory”) que não convence como o físico Paul Stafford, e apresenta certa dificuldade em repassar a mensagem e objetivos deste.


O filme no geral é uma sucessão de discursos sobre a igualdade de gênero e preconceito racial, e entrega exatamente aquilo a que se propõe: um roteiro bem elaborado com o objetivo de informar e sensibilizar, sem necessariamente ser pesado e carregado de elementos históricos. As personagens se mostram leves e divertidas e isso não minimiza a importância de seus papéis, além do longa não deixar de abranger a situação de segregação racial nacional. Apesar de várias obras envolvendo esta temática, foi realizado um trabalho maravilhoso ao apresentar discursos datados em 1961, que permanecem tão atuais e essenciais em 2017.


comentário(s) pelo facebook:

20 comentários:

  1. Nem de longe imaginaria que se tratava de uma história tão densa e marcante, onde as lutas se fazem tão profundas. Achei bem interessante o fato delas serem importantes e ao mesmo tempo esquecidas (pelo menos até agora). Não conhecia nenhuma das atrizes negras (estou meio fora das telinhas)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana!
      Esse tipo de história se faz muito necessária no momento em que vivemos, não é mesmo?
      Aproveite a oportunidade para conhecer essas maravilhas que são as 3 atrizes principais!
      Esse não tem erro.

      Excluir
  2. Estou aguardando ansiosamente para assistir a esse filme. O elenco é maravilhoso e sobre a história que irão retratar, o racismo por detrás da corrida espacial, ao meu ver, não poderiam ter escolhido melhor. Ótimo post, espero quando assistir, voltar e dar a opinião final de um filme que vai dar o que falar nas premiações aí (Assim espero, hehe)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol! Espero que já tenha conseguido ver o filme, e se ainda não conseguiu, corre lá!!!
      Depois nos conte mesmo o que achou!
      E como previsto, olha ele lá com 3 indicações ao Oscar, Não eh mesmo!

      Excluir
  3. Eu desconhecia esse filme, não sabia que estava pra estrear.
    É muito interessante fazer filmes que demonstram o quanto a mulher é forte e tem papel importante no mundo. Ela pode trabalhar com o que quer que seja e pode ser o que ela quiser ser!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rossana! Espero que tenha ficado animada pra assistir o filme!
      Ótima história, ótimas atrizes!
      Certeza de valer a pena!

      Excluir
  4. Um filme para todos saberem que as mulheres são poderosas e há muito tempo vem ocupando cargos e papeis importantes diante da sociedade. Nós mulheres, fazemos a diferença.
    Eu não deixarei de assistir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não deixe mesmo, Roberta!
      Um filme que todas as mulheres, principalmente, devem assistir!

      Excluir
  5. Estava namorando o livro há um tempinho e quando vi o lançamento no cinema, trazendo esse time de atrizes, já tinha certeza de que seria coisa boa.
    A luta contra a separação, seja a racial ou apenas a da mulher, ainda é um ponto forte demais nos tempos atuais. A mulher vive lutando dia a dia, para provar não para homens babacas, mas para elas mesmas, de que são capazes de ir onde quiserem.
    E com certeza, verei este filme que vai mexer com as emoções de todos!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vai e está mexendo com emoções!
      Não deixe mesmo de assistir, e quando tiver oportunidade, de ler!
      Essas histórias nunca cansam.
      Bjo!

      Excluir
  6. Esse filme está nos meus desejados, apesar de eu não ter tido tempo ainda de ver. Eu gosto de filmes que tratam de assuntos delicados e que sejam atuais ainda (infelizmente), mesmo se passando no passado. Tipo As Sufragistas. Obrigada pela crítica, fico feliz de saber que ele cumpriu o que propos e que cumpriu bem

    bjbj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Espero que já tenha conseguido ver!
      Se ainda não deu, não deixe de ir! Esse tema nunca é demais, não eh mesmo?
      Bjo!

      Excluir
  7. Karina!
    Tão bom ver um filme baseado em histórias reais, em uma época em que ser mulher e negra era considerado uma 'heresia'. E melhor, ver que essas mulheres eram mais que inteligentes e conseguiram superar todas as dificuldades e levaram os americanos a lua.
    Quero assistir.
    “Eu não procuro saber as respostas, procuro compreender as perguntas.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Espero que já tenha conseguido assistir!
      Se ainda não deu, corre porque eh certeza de valer a pena!
      Bjo

      Excluir
  8. Olá!
    Nossa, que maravilhosa indicação. Estou um pouco desatualizada com os lançamentos de cinema, mesmo porque já faz um bom tempo que não vou há um. Mas vou querer ver depois, quando chegar nas locadoras.
    Um tema que está sempre sendo debatido e tão sensível a todos.
    A crítica está ótima, me motivou muito a assistir.
    Obrigada. beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Márcia!
      Obrigada pelo comentário!
      Que bom que te animou a assistir, pois realmente vale muito a pena.
      Não deixe de ver quando tiver a oportunidade!

      Bjo

      Excluir
  9. eu vi essa trailer e fiquei: preciso assistir!!!
    ai descobri que era adaptação de um livro e agora o desespero para ler!
    eu fico imaginando o que elas passaram se ainda hoje é uma area dominada por homens pensa na situação delas na década de 60 sendo mulher E negra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana!
      Realmente!!!
      Se ainda não viu, corre pra ver!
      E tendo a oportunidade, leia mesmo!
      Bjos

      Excluir
  10. Acho que encontrei o filme que precisava para fechar minha semana da mulher, em março.
    Estava procurando por algo que falasse sobre igualdade de gênero e se fala sobre preconceito racial melhor ainda!
    Uma pena que a atuação do Jim não tenha sido das melhores, pois gosto muito dele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kemmy!
      Que bom que ele se adequou ao que procurava. Acredito estar realmente dentro de tudo que você citou.
      Realmente achei uma pena a atuação do Jim, pois tbm gosto muito dele!
      Bjos

      Excluir

 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta