Menu

CRÍTICA - Capitão América – Guerra Civil

30 abril 2016


As idas ao cinema este ano estão bem frequentes e ainda não chegamos na metade do ano. São muitos os filmes lançados, de vários gêneros para assim agradar o público e com Capitão América: Guerra Civil não é diferente. A grande expectativa gerada em torno do filme para mim foi recompensada por um filme incrível.

Além da história em cima do tratado de Sokóvia, que propõe a regulamentação e a jurisdição dos personagens com habilidades especiais, e o fato dos Vingadores se separarem pois uns apoiam e outros não, o filme é situado após Capitão América: Soldado Invernal e Vingadores: Ultron para que aqueles que assistam ambos os filmes entendam a escolha de cada herói, sem inferir quem esta certo ou errado, afinal toda história tem pelo menos 2 lados.



De um lado temos Tony Stark (Homem de Ferro) que apresenta uma crise de culpa por suas ações passadas, e do outro lado temos Steve Rogers (Capitão América) que quer proteger seus amigos. Um confronto com consequências épicas.

Vemos a introdução do Pantera Negra em poucas cenas feitas de forma a estabelecer a origem deste herói, que logo terá seu filme solo... (de acordo com uma das cenas extras)

A apresentação do novo Homem-Aranha é feita de uma forma bem interessante,  pois assim como o #teamcap “conhece um cara” (o Homem-Formiga), o Homem de Ferro com a mesma desculpa vai até o bairro do Queens em Nova York para convocar o jovem Peter Parker para o seu time. A cena que mostra o jovem Peter chegando em casa e encontrando Tony Stark (um dos seus ídolos) conversando com sua tia May (em uma versão mais jovem) foi bem feita e gerou bastante movimentação nas redes sociais.



Um fato que me chamou a atenção foi a sequência de palavras-chave que ativam um domínio mental em Bucky (Soldado Invernal) dita em russo. Amei !!

Capitão América: Guerra Civil é mais um filme padrão Marvel, deixando o terreno preparado para o filme solo do Pantera Negra e do Homem Aranha,  assim como para o próximo filme dos Vingadores.
Lembrando que muito em breve teremos mais um filme da Marvel. X-Men: Apocalipse estréia dia 18 de maio e a ansiedade é grande.


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

{ RESENHA } O Velho e o Mar - Ernest Hemingway

26 abril 2016

O Velho e o Mar / Ernest Hemingway / ano 2010 / Paginas 128 / Editora Bertrand Brasil

Organizando a estante da biblioteca onde eu trabalho me deparei com o livro O Velho e o Mar, por curiosidade comecei a ler e não parei mais! Escrito por Ernest Hemingway o livro conta a história de Santiago, um pescador já velho que há 84 dias não consegue apanhar nenhum peixe. Antes ele contava com a ajuda de um menino chamado Manolin, mas a falta de peixe fez com que Santiago fosse considerado sem sorte pelos demais e devido a essa maré de azar os pais do menino o obrigam a trocar de barco. Apesar de não trabalharem mais juntos a amizade entre os dois não se abalou e Manolin estava sempre por perto encorajando e auxiliando o velho amigo.

Santiago tinha esperança de que sua sorte mudaria e no octogésimo quinto dia saiu novamente ao mar, lançou suas iscas e em dado momento sentiu que havia fisgado algo. Pescou um enorme peixe que passou a arrastar seu pequeno barco mar adentro e a pesca se estendeu por horas, durando até o dia seguinte... Ao longo dessa jornada em alto-mar vamos conhecendo melhor o protagonista da história que conversa com o peixe, com o mar e consigo mesmo tentando encontrar forças e também manter a lucidez. Sozinho com seu peixe Santiago vivencia diversas emoções, sente cansaço, dores, câimbras, se machuca e se vê frente a frente com as limitações do seu velho corpo. Mas muito mais que limites físicos, aquela pesca o leva a confrontar sua natureza íntima e mexe até mesmo com sua fé. 



Trata-se de uma história curta, com apenas 128 páginas e é possível lê-la em bem pouco tempo. Ao longo do livro encontramos ilustrações em preto e branco e eu gostei muito de ficar imaginando a cena e logo depois me deparar com a imagem na página seguinte. O livro é narrado em terceira pessoa, mas também apresenta falas do personagem e ao longo da história os relatos do narrador e do velho se completam:

_ Peixe - falou ele -, não o largo enquanto viver. “E ele também não me abandonará, suponho”, pensou o velho esperando ansiosamente que o dia nascesse. Pag. 56

À medida que fui acompanhando o desenrolar da história, fui me envolvendo e torcendo para que Santiago conseguisse vencer suas dificuldades. Não vou contar quais dificuldades são, nem como tudo acaba, mas posso dizer que o livro mexeu com minhas expectativas até o fim.


Santiago é um grande homem, reunia em si muita experiência, coragem e força de vontade. Pareceu-me um paradoxo essa grandeza “confinada” a um corpo velho e frágil. Ler sobre ele me fez refletir sobre a velhice. Ter um corpo incompatível com a mente, com o espírito... Fiquei a me perguntar se todos nós passamos por isso ao envelhecer.  Sei que o livro admite diversas interpretações, mas gosto de pensar que o peixe grandioso representa um sonho, uma meta, um objetivo... Para alcançar aquilo que desejamos precisamos enfrentar as adversidades, vencer desafios e superar a nós mesmos. O livro me fez pensar em simplicidade, amizade e em perseverança. Nossa! Tantas lições podem ser extraídas dessas poucas páginas... Recomendo a leitura e suspeito que cada leitor irá tirar dele uma lição diferente. É um livro que quero ter em minha estante para voltar a ler no futuro e novamente me inspirar!


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

Narcos - Onde tudo sempre vira pó!

21 abril 2016


Finalmente consegui tempo para vir aqui e escrever pra vocês, a vida anda tão corrida que quando a gente assusta já chegou o final da semana, do mês e daqui a pouco chega o final do ano. Fiquei em duvidas a respeito de qual serie falar dessa vez, vocês vão entender que o problema é justamente porque assisto muitas e quero falar de todas, mas vamos combinar assim, um post eu falo de alguma série nova, no outro de alguma mais antiga, nessa semana falarei de Narcos.

Narcos é uma serie produzida pela Netflix que conta com a nossa querida (e ja conhecida) dupla Wagner Moura e José Padilha, onde Wagner interpreta a figura principal da trama, Pablo Emilio Escobar Gaviria ou simplesmente, Pablo Escobar, um dos traficantes mais famosos do mundo e Padilha é o responsável pela produção executiva. A série tem um modelo um pouco diferente que ao mesmo tempo é a cara do Padilha, a narração, ela é inteira narrada por um personagem da trama, o policial do DEA (Controle Anti Drogas) Steve Murphy que conta a origem do trafico na Colômbia e a ascensão de Pablo de simples criminoso e homem pobre da Colômbia para um dos homens mais ricos (Chegou a entrar pra lista da Forbes) e criminoso mais procurado do mundo


Se você fizer uma pesquisa rápida na internet a respeito dessa série irá encontrar com toda certeza criticas a respeito do espanhol de Wagner Moura, na minha opinião é muito mais fácil você ficar feliz por ver um ator tao talentoso vencendo no exterior do que se apegar em míseros detalhes para tentar denegrir a imagem dele, mas infelizmente algumas pessoas não pensam assim. É obvio que Wagner não tem o espanhol como sua língua matriz e se você for uma pessoa apegada a detalhes, a 'picuinha' irá reparar que não soa completamente natural, porém em diversas entrevistas Wagner falou a respeito disso e contou sem nenhuma vergonha que nunca falou espanhol em sua vida, e que ficou muito surpreso com o convite, uma vez que alem de não falar o idioma, estava mais de 10kg abaixo do que o papel exigia, e que teve pouco tempo para aprender o idioma e engordar. Entretanto ele tem sido aclamado pela critica e a prova do sucesso da serie foi a sua segunda temporada que ja esta confirmada e a  indicação de Wagner como melhor ator de serie dramática no Globo de Ouro de 2016, porem acabou perdendo a estatueta para John Hamm de Mad Men. Então novamente fique feliz pelo reconhecimento de um ator nosso no exterior e se apegue na maravilhosa produção da Netflix (Ela é menina), que o espanhol do Wagner sera imperceptível.

Escobar é uma figura enigmática e complicada de se entender, que já foi chamado de Robin Hood por não hesitar em alguns momentos em usar a sua fortuna para ajudar os mais pobres e em outros usou da pobreza alheia para explorar e manipular. Pablo chegou a aspirar ser presidente da Colômbia, o que foi um tiro no próprio pé, uma vez que a grande exposição levantou a questão a respeito da origem de sua grande e improvável fortuna, mais tarde em busca de sua própria segurança e com um leve desespero Pablo chegou até mesmo a oferecer pagar do seu próprio bolso a divina externa da Colômbia. Amado e odiado, cruel, sem escrúpulos, psicopata, caridoso, bom pai e acima de tudo homem de negocio e inteligente, Pablo fez de um tudo para alcançar os seus objetivos, chegou até mesmo colocar uma bomba num avião para tentar matar um candidato a presidência que estava a bordo, então vamos ser sinceros, ele é o tipo de pessoa que precisa existir no mundo, que precisa ter, para equilibrar a balança e que mesmo não jogando no time dos mocinhos é alguém que nos deixa fascinado e hipnotizado pela inteligencia e frieza.


Vale ressaltar que um dos objetivos da série é mostrar de forma realista e não glamourosa a origem do narcotráfico na Colômbia e no mundo, como os criminosos que antes roubavam cargas de televisão e carteira na praia foram apresentados ao negocio mais lucrativo do mundo até agora, o trafico de drogas. A série retrata a omissão do governo em relação ao crescimento do trafico, e como se trata de uma série baseada em fatos (ela é só baseada, então existe muita coisa inventada e adaptada), se você for uma pessoa ansiosa como eu basta dar um clique na internet que descobre o que irá acontecer no episodio que esta assistindo e como será o fim da série.

A primeira temporada tem apenas 10 capítulos de aproximadamente 1 hora, eu mesma assisti tudo em menos de uma semana e conheço muita gente que assistiu nessa rapidez também, e acho que não tem como ser de outra maneira, a gente fica viciado e não consegue não assistir tudo de uma vez (Netflix sabe como ninguém roubar a nossa vida). Recomendo fortemente essa série, recomendo porque além dela ser muito boa e bem feita, além de nos prender, ela ensina um pouco de história e além de todos esses motivos ela é estrelada por um ator nacional, então meio que dá na gente uma satisfação em assistir uma mega produção que esta sendo vista e aclamada pelo mundo inteiro que tem como ator principal alguém que veio do nosso País(E olha que nao sou patriota). Enfim, assistam e depois me contem se gostaram, se amam ou odeiam o Pablo e se o espanhol do Moura não é (mesmo) apenas um detalhe pequeno que algumas pessoas se apegaram apenas para colocar defeito.

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

{ RESENHA } Escolha - Nicholas Sparks

18 abril 2016

"Olá! Meu nome é Nathalia Reis e é com muita honra que participarei do blog da Leh contribuindo com algumas resenhas. Será um prazer compartilhar com vocês um pouco do que tenho lido e espero que gostem! Ler é um hábito maravilhoso que vem tomando conta da minha rotina e tem me feito muito bem. É uma paixão que não se esgota, é um prazer inenarrável, é “um trem bão demais da conta” e eu sei que quem também tem amor pelos livros consegue entender bem essas coisas de mineira!" 


Escolha / Nicholas Sparks / ano 2012 / Paginas 303 / Editora Novo Conceito

Em A Escolha o autor Nicholas Sparks nos conta a história de Travis Parker e Gabby Holland. Na cidade de Beaufort, Carolina do Norte Travis e Gabby são visinhos e a vida aparentemente fútil e festeira do provável solteirão incomoda Gabby que o observa com um misto de interesse e curiosidade. Ela  se enfurece ao acreditar que o cachorro de seu imprudente vizinho tenha “engravidado” sua amada cadela e deseja fazer com que Travis também se responsabilize pela gravidez indesejada causada por seu cão. 

Ela vai até a cerca que separa suas casas e  sua abordagem é um tanto quanto agressiva, o que para mim nada mais é do que aquela implicância que algumas pessoas usam para tentar disfarçar uma forte atração! Gabby fica envergonhada ao descobrir que Travis é veterinário e que seu cachorro é castrado, mas dias depois acabada se vendo obrigada a recorer a ele diante das complicações no nascimento dos filhotes e então começamos a acompanhar o surgimento de uma bela história de amor. 


Não quero dar muitos detalhes e acabar contando todo o romance, mas posso adiantar que passados alguns anos um fato inesperado altera drasticamente suas vidas deixando a história do casal com um ar mais dramático. É um livro sobre amor, amizade, família e sobre escolhas. Cabendo a Trevis fazer a principal escolha da trama, uma escolha determinante capaz de mudar completamente seu futuro e o futuro de sua amada.

Até onde devemos ir em nome do amor? Essa pergunta aparece na capa da obra e lendo a história acabei me perguntando o que eu faria se estivesse no lugar de Travis.  Amei o fato de o livro me fezer pensar sobre a seriedade de promessas feitas a pessoa amada e sobre como só damos valor as pequenas coisas quando as perdemos. Uma reflexão e tanto não é?!


Vejo “A Escolha” como mais uma cativante história de amor criada por Nicholas Sparks. A escrita simples - característica do autor - torna a leitura fácil e em muito pouco tempo nos leva a compreender os acontecimentos e torcer pelo casal. É uma história linda e apesar de não ser a minha favorita dentre os livros desse autor,   eu super recomendo! Confesso que me encantei por Travis e por seu enorme coração. Ele foi amoroso do início ao fim e foi isso que me levou a torcer para que tudo acabasse bem. Gabby por sua vez parecia perfeita pra ele, escolheram se amar e estavam entregues ao sentimento, mas é aí que... Deu vontade de entender o título? Quer saber o que de tão grave aconteceu? Então é hora de ler!

Não posso deixar de mencionar que assim como outros Romances do Sparks, A Escolha foi parar nas telonas. A obra deu origem a um ótimo filme, mas é como eu sempre digo: O livro é bem melhor! Gosta de Romances? Então corra pra ler e depois me conte o que achou!  Beijos!


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

(Filme) Escaravelho do Diabo

15 abril 2016



O Escaravelho do Diabo foi um grande sucesso literário da série Vagalume entre os anos 80/90 e recentemente a adaptação  estreou nos cinemas.

Com mudanças bem significativas, como a idade de Alberto, que originalmente era um jovem adulto, na adaptação ele aparece como uma criança de 13 anos. Creio que o motivo seja buscar o mesmo público jovem que tinha nos anos 80. Sem falar que ao situar a história nos dias atuais alguns detalhes se perdem, principalmente nos diálogos e em partes da investigação realizada por Alberto e o delegado Pimentel.

Pra quem não conhece a história dá so uma olhada na sinopse:
     A pequena cidade de Vale das Flores é marcada por um crime surpreendente: o jovem Hugo Maltese  Ã© encontrado morto com uma antiga espada encravada no peito. O detalhe é que, antes de morrer, ele recebeu uma estranha caixa com um escaravelho dentro. Logo outra vítima é morta, após receber uma caixa semelhante. O delegado Pimentel e o garoto Alberto Maltese começam a buscar este assassino em série, que escolhe seu alvo com uma característica em particular: são todas pessoas ruivas legítimas.

O Escaravelho do Diabo ao transportar para as telas uma história consagrada, merece ser assistido não apenas por uma nova geração, mas por todos os brasileiros que já leram a história. Lembrando que a classificação do filme é 12 anos. 


{Livros} Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

12 abril 2016


Tudo e Todas as Coisas | Nicola Yoon | Ano: 2016 | Páginas: 304 | Editora: Novo Conceito

Confesso que o livro “Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon" não chamou minha atenção quando a Editora Novo Conceito me enviou o primeiro capitulo para ler. O deixei bem guardadinho na estante até que fui convidada para uma palestra da própria editora aqui em BH e o apresentador falou com tanta emoção sobre esse livro que a curiosidade bateu e eu comecei a leitura.



A protagonista Madeline Whittier passou os últimos dezessete anos sem sair de casa, tento uma doença extremante grave (que quase a matou quando criança) que a impede de ter contato com outras pessoas, ou com qualquer objeto fora do ambiente esterilizado da sua casa. Ela vê o mundo passar pela janela do quarto ou pela tela de um computador, mas isso não a fez se tornar uma menina triste ou depressiva - com o carinho da mãe, da enfermeira Carla e a companhia de seus livros (e aqui vale mencionar que o senhor Darcy de Orgulho e Preconceito tira suspiros da Made), as coisas tem andando da melhor maneira possível em sua vida - até a chegada dos novos vizinhos e com eles Oliver (Olly), o jovem que a fara questionar tudo o que acreditou nesses últimos anos.


O enredo gira em torno da personagem principal - de sua alergia a tudo e todas as coisas e como ela junto a mãe e a enfermeira criaram uma rotina bem singular. Entretanto diferente do que eu achei que seria o livro (uma historia triste de uma jovem doente e deprimida) a autora me apresentou uma heroína forte e mais determinada do que eu esperava, pois mesmo sabendo que a doença a limitava a jovem não se deixou abater ou se permitiu deixar de descobrir coisas novas e sonhar alto.

A amizade entre Madeline e Olly se dá (em grande parte) por trocas de e-mails e a cada novo contato ela vai conhecendo algo diferente da sua realidade, descobrindo coisas que quer viver até que aquele mundinho esterilizado onde ela vive - já não a cabe mais.


Comecei a leitura sem esperar nada do livro, achei que seria mais uma história sobre uma adolescente doente que se apaixonada e faz tudo para viver esse amor, mas com o decorrer das pagina vi que não seria assim, posso dizer que a historia é sobre a descoberta de si mesmo e o enfrentamento dos seus medos. O livro tem um texto tão leve com passagens divertidas e uma estrutura gráfica diferente. Li as 304 paginas em poucas horas, saboreando bastante o que me foi apresentado e ficando surpresa a cada nova página, onde a história pouco a pouco foi tomando um novo rumo. O que mais gostei em relação a todo o enredo - foi o crescimento e o final tocante que a autora deu à Madeline.

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

Doce de Leite: CINCO RECEITAS DELICIOSAS COM ESSE INGREDIENTE. 01

11 abril 2016


Sabe aquele doce que em qualquer lugar da sua cidade você acha uma receita com ele, tipo brigadeiro, e que raramente conheça alguém que não goste?

Aqui em Belo Horizonte é raro não achar um doceira, restaurante, supermercado ou padaria que não tenha algo feito com doce de leite, um dos quitutes tradicionais da mesa mineira, sempre faz parte do nosso cardápio.

Combina com vários pratos diferentes. O doce de leite faz o maior sucesso, e se misturar coco então, uh la la fica uma delícia. Não precisa se preocupar se ainda não comeu nada com esse deleite, espera que separamos sete receitas deliciosas para fazer em casa. E o melhor ainda é que uma delas é te ensinando a fazer um delicioso doce de leite caseiro.

  • DOCE DE LEITE CASEIRO 

Nessa receita ensina a fazer o doce de leite caseiro, é pode ter certeza que fica bem parecido com o industrializado só que com um gostinho bem mais leve. Confira a resenha aqui

  • PAVÊ DE CHOCOLATE COM MORANGO E DOCE DE LEITE

Vocês não imaginam o quanto a mistura de doce de leite e chocolate fica bom, principalmente se usar chocolate meio amargo para balancear a doçura da receita e decor com morango.  Confira receita aqui

  • PALETA MEXICANA DE DOCE DE LEITE 

Já comeu Paleta Mexicana? Ainda não, então imagina um picolé que na hora que você morde por dentro ele tem uma calda deliciosa.  Confira receita aqui

  • PÃEZINHOS COM DOCE DE LEITE 

Essa receita de pão promete deixar um gostinho de quero mais até em quem não gosta.  Confira receita aqui

  • TRUFA DE DOCE DE LEITE  

Esses são para os fãs de doce de leite que querem que eles sejam um dos itens na sua festa, uma ótima dica é "gourmetizar" um lindo docinho de festa.


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

Top Comentarista de Abril + Resultado Top Comentarista de março.

10 abril 2016


Ola gente, tudo bem com vocês;

Fiz uma pesquisa no Instagram e twitter (@coisasdemineira) perguntando qual o livro vocês gostaria de ver no top comentarista do mês de abril aqui do blog e a maioria escolheu o mais recente lançamento da editora Seguinte A Sereia, e foi uma excelente escolha, porem como o top daqui sempre é recheado fiz questão de deixar ainda mais legal e acrescentei mais alguns itens, então a pessoa que mais comentar no blog além de levar para a casa o livro a A Sereia vai ganhar também, 8 marcadores e vários cartões da turnê Intrínseca + ecobeg da Ed. Arqueiro + duas canetas e uma lapis + quatro botons + um marcador magnético.  


REGRAS:

> Siga o blog pelo Google Plus. Tem uma caixinha do lado e só clicar nela;
> Compartilha publicamente essa postagem em sua linha do tempo do facebook, (cliquei Share e depois na do facebook e pronto compartilhou).
> Deixe um comentário neste post com o seu e-maillink do compartilhamento e nome do seguidor no Google plus, para confirma sua participação.
> Tenha endereço de entrega no Brasil;
> Válido somente UM comentário por postagem;
> Não é válido comentários em concurso cultural, sorteio ou resultado de sorteio;
> Os comentários devem ser feitos dentro do período de 01/abril a 30/abril/2016.


Vamos ao ganhador do mês de fevereiro. Foram ao total de 16 inscritos, ;)  onde 12 comentaram em todos os post e compartilharam em sua linha do tempo o top comentarista. Muito obrigada seus lindos por todos os comentários, eu fiquei muito muito feliz com a participação da ativa de você.
          
O ganhador desse mês foi a Emanoelle, parabéns gatinha,  seja sempre muito bem vinda aqui no blog, sua participação é maravilhosa e obrigada por todos os comentários.

Você tem 48 horas para entrar em contato comigo através do formulário (http://goo.gl/forms/CKFOTT0ssS) informando seus dados e qual o produto e a loja que você escolheu, lembrando que tanto o produto quanto o frete deve dar menos até 50 reais.



9 on 9 Crianças na literatura

09 abril 2016


No mês de abril nossa 9 on 9 é pura fofura, tiramos fotos de livros onde as crianças são os personagens principais. Se você ainda não conheço sobre nosso projeto clique aqui e confira

Tenho que confessar que na hora que escolhemos esse tema eu fique preocupada de não ter tantos livros assim para indicar, porque eu não leio muito infanto-juvenil (preciso mudar isso urgentemente) mas enquanto estava separando os exemplares pro post descobri que tinha títulos incrível aqui em casa e que dava para fazer pelo menos uns três post igual a esses e que muito valiam muita a pena indicar. 

Cada um dos livros que eu fotografei, foi escolhido pela delicadeza que o autor teve no tema e  ao contar sua historia, também tentei variar um pouco nos títulos e ajudar as mamães que ainda não sabe qual indicar para o seu pequeno e os adultos que querem ler mais desse gênero. 


Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier. Nem que seja a última coisa que ele faça.


CAÇAR TESOUROS? ENFRENTAR PIRATAS? MOLEZA! ESSA TURMA É RADICAL!
Os pais de Bick Kidd são caçadores de tesouros mundialmente famosos, que desapareceram misteriosamente. Agora, Bick e os seus irmãos Beck,Tommy e Tempestade precisam cumprir a última grande missão de seu pai e sua mãe. Mas a vida dos garotos corre perigo agora que eles estão sozinhos no meio do oceano. Junte-se a esta aventura, na mais perigosa e divertida caçada da sua vida!


Fazendo meu filme é um livro encantador, daqueles que lemos compulsivamente e, quando terminamos, sentimos saudade. Não há como não se envolver com Fani, suas descobertas e seus anseios, típicos da adolescência. Uma história bem-humorada e divertida que conquista o leitor a cada página. Seja a relação com a família, consigo mesma e com o mundo; seja a convivência com as amigas, na escola e nas festas; seja a relação com seu melhor amigo e confidente. Tudo muda na vida de Estefânia quando surge a oportunidade de fazer um intercâmbio e morar um ano em outro país. As reveladoras conversas por telefone ou MSN e os constantes bilhetinhos durante a aula passam a ter outro assunto: a viagem que se aproxima. 


Uma aventura eletrizante, um enigma perturbador
Antes de ser queimado em praça pública, um padre amaldiçoa Morro do Ferro. Pouco depois, luzes misteriosas começam a perseguir seus moradores. O vilarejo mineiro, cercado por erosões sinistras, é o destino das férias de julho de cinco amigos: Jonas, Alfredo, Carola, Carmem e Vicentinho.No primeiro volume da saga Clube dos Mistérios, a turma é encorajada a acampar no topo do Morro dos Anjos. Uma experiência do outro mundo marcará suas vidas. Para sempre.Prepare-se para desvendar o enigma das estrelas. Mas tome cuidado. Alguém pode estar observando seus passos... 


Há muitos anos, quando objetos mágicos eram tão comuns quanto panelas nos lares de Augusta, a magia era controlada por uma feiticeira muito poderosa: a Encantadora das Terras do Norte. Certo dia, cansada de sofrer ataques de cidadãos que queriam usar os poderes de maneira ilícita, ela resolveu se vingar: recolheu a maioria dos itens mágicos do reino e desapareceu, deixando os cidadãos sem notícias de seu paradeiro nem desse magnífico tesouro.


Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.



Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

O GRANDE IVAN - KATHERINE APPLEGATE

06 abril 2016

O gorila mais legal do mundo | Ano: 2014 | Páginas: 288 | Editora: Novo Conceito | Selo: #irado

O grande Ivan é uma tocante história verídica que misturada a imaginação da autora Katherine Applegate, é apresentada através de um ponto de vista único e maravilhoso. Tem sua narrativa em primeira pessoa pelo gorila Ivan, que mostra todos os seus sentimentos com a situação que se encontra. Um gorila das costa cinzas que a vinte e sete anos foi capturado no seu habitat natural quando filhote, depois criado pelo dono do circo como animal de estimação, porem ele cresceu e foi trancafiado em uma jaula de circo que encontra-se dentro de um shopping e nunca mais viu nenhum outro da sua espécie, acostumado com a mesmice dos dias, onde três vezes por dia faz um espetáculo para os visitantes durante 365 dias, o gorila e cercado por animais de outras espécies que se tornaram seus amigos  e a filha do dono do circo.



Ivan vê se fazendo uma promessa a mais nova integrante do circo a elefantinha com o nome de Ruby, ela terá uma boa vida em um daqueles zoológicos que ele acompanha pela televisão e não presa em uma jaula minúscula, com determinação e persistência ele fará o possível para realizar aquela promessa.

Já tem um tempo que esse livro está parado na minha estante eu não sei porque ele ficou lá, e eu nunca peguei para ler antes, foi uma grande besteira da minha parte a história do “O grande Ivan” é diferente de qualquer livro infato-juvenil que eu já li, fala sobre amizade, abandono dos series humanos aos animais e quanto uma promessa e determinação pode mudar a várias vidas.



Considerado um livro para crianças, ele tem o poder de conquista qualquer pessoa em qualquer idade por sua incrível história, até entendo porque, mas esse livro tinha que ser para todo mundo.

O livro também tem enredo muito bem entrelaçado, Ivan é um cara (ops um gorila) tão legal, com um coração tão grande é uma alma tão bonita que é impossível ler e não se apaixonar por ele, por seus amigos e muito menos seus sonhos.



O Grande Ivan não é uma história simples, mas uma que merece ser muito recomendada e lida por muita gente, pelo fato de ser tão bonita e marcante com parágrafos bem pequeno te conecta com o enredo e te faz ter uma nova visão do mundo e isso que foi a melhor parte de todo o livro. Não sou muito chegada em animal herói como diz minha prima, que tem fala e dialogo, mas nesse livro ficou algo tão singelo coerente que não deu para não apaixonar pela ideia, o livro todo é ilustrado então a leitura fica mais agradável ainda.

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

{Livro} Espada de Vidro - Victoria Aveyard

04 abril 2016

 
A Rainha Vemelha # 2 | Victoria Aveyard | Ano: 2016 | Páginas: 496 | Editora: Seguinte

Em Espada de Vidro o segundo livro da continuação Rainha Vermelha bestiseller nos Estado Unidos e com seus direitos vendidos para o cinema, continuamos a acompanhar Mare Barrow um jovem a completar dezoito anos que não sabe em quem confiar, depois de tantas perdas, mortes e dor tudo parece confuso e inseguro, ao se deparar com uma situação de vida ou morte, vive uma das maiores lutas com os príncipes calores. Mas agora todo mundo sabe que ela é diferente, que tem o sangue vermelho e poder de dominar a eletricidade, e pode ser uma arma na rebelião contra o governo opressor.

Mas pra isso Mare precisa conseguir achar outros como ela e forma seu próprio exército para parar o inimigo que a cada dia se torna mais cruel.  O problema é que ela está cercada de pessoas ao qual não tem certeza se pode confiar e sua força está começando a diminuir, cansada de tudo que ela viu e fez, Mare começa a mostrar seu outro lado, o que mata sem remoço, o lado egoísta que a faz tomar decisões errada colocando a vida de muito em risco.




Confesso que achei que a Victoria Aveyard não conseguiria segurar as pontas em Espada de Vidro ela já tinha bolado uma ideia tão legal em Rainha vermelha, achei que não daria conta de segurar todo o enredo sem o tornar um repetição do primeiro, muito menos acrescentar ainda mais ideias a história, entretanto a autora conseguiu e o enredo ficou tão eletrizante e cheia de momentos de segurar o folego como o primeiro livro e eu amei.

Vemos mais humanidade de cada personagem e seus erros, suas loucuras e seus inseguranças, mas sua luta pelo aquilo que acreditam de um jeito tão fluido e incluído na característica de cada um que só deixou o livro melhor, eu amei o quanto a história é rápida, cheia de coisas acontecendo ao mesmo tempo e muita ação e com cenas bem construídas e explicada principalmente os poderes de cada um, enquanto lia parecia que um filme ia acontecendo na minha cabeça e eu precisando parar para respirar mas com medo de perde qualquer coisa.




Eu consigo entender porque antes mesmo que a serie termine a Victoria Aveyard já teve proposta de comprar pro cinema, a ideia cabe direitinho lá e não deixa nada a desejar nos livros, tudo se encaixa sem ser cansativo e te prender, em  A Rainha Vemelha  já tinha gostado da formar como a autora escreve mas em Espada de Vidro só serviu para reforça que eu gosto muito do jeito de escrita dela e que como um livro de transição ela sabe como manter seu leitor interessado e sua história continua, não vejo a hora de ler o terceiro livro.

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 

{Evento} XI Clube do livro BH - Tema Livros Nacionais

01 abril 2016



Oiee seus lindos - tudo bem?

Dia 26 de março rolou o XI encontro do #ClubedolivroBH com o tema: Livros Nacionais.  E com as “parcerias top” da Livraria Leitura BHTeatro Estação BH, editoras ArqueiroCompanhia das letrasConradFundamentoGeração EditorialGrupo Companhia NacionalGrupo RecordIntrínsecaMartin ClaretObjetivaRoccoSextanteSuma de LetrasValentina e a loja especializada em camisetas personalizadas de sagas e séries ANK Store – realizamos um evento muito... muito legal.

Nossa equipe chegou ao local com duas horas de antecedência para organizar tudo, montar a mesa destacando os livros, kit boas vindas, as desejadas camisetas e os bombons (afinal era véspera de Páscoa). O início do evento foi chegando, a ansiedade batendo e o frio na barriga crescendo porque confesso que não importa qual é o número da reunião, eu sempre fico inquieta.

#ClubedolivroBH começou e aos poucos as pessoas foram chegando, todo mundo animado e cheio de expectativas. E dentre toda a bagunça inicial é sempre muito gratificante ver pessoas que se conheceram nos eventos anteriores se reencontrando, grupinhos se formando e a “empolgação correndo solta”.



Dividimos as apresentações do evento em quatro etapas, na 1ª apresentamos o #ClubedolivroBH, o blog Coisas de Mineira e o tema dessa edição. Como “esquenta” inicial colocamos os participantes para mexer o esqueleto ao som de Sorry - Justin Bieber e concluímos esse quadro com alguns sorteios de boas-vindas!

Iniciamos a 2ª etapa apresentando alguns dos livros homenageados nesse encontro: Dias Perfeitos - Rafhael Montes, As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones, O Passáro - Samanta Holtz. Falamos sobre os livros e exibimos dois vídeos: O book trailer do livro o Dias Perfeitos e um vídeo fofo que a autora Samanta Holtz gravou especialmente para nosso encontro!



Em seguida convidamos duas participantes (que já leram o livro As Batidas Perdidas do Coração - Bianca Briones) para participarem da divertida dinâmica “Júri Simulado”, onde uma defendeu o quanto gostou e a outra explicou o que (em sua opinião) a história deixou a desejar.

Para finalizar esse quadro nos divertimos com uma “caça ao tesouro”, onde os participantes tiveram que encontrar 12 cartões escondidos pelo teatro contendo perguntas sobre o evento, paga-prenda e o sortudo da vez – tendo como prêmios livros e kits.



Na 3ª etapa duas convidadas nos prestigiaram opinando sobre os livros que elas (como nós) são fãs. A blogueira do Senta aí leitor - Simeia Silva falou sobre Quando Saturno Voltar - Laura Conrado e a nossa parceira Giovana Sousa falou sobre A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr.

Com o (temido) Caça Palavras - brincadeira que virou tradição no Clube do Livro BH -  premiamos as três primeiras equipes que entregarem a atividade completa (e correta) com livros e kits prêmio.

Na última etapa comentamos os livros: O Livro do bem - Ariana e Jessica,  Depois do que aconteceu - Juliana Parrini e batemos um papo com o autor do livro Fugitivos - Carlos Barros, que nos falou sobre o livro e como foi a publicação dividindo com os presentes dicas e esclarecimentos do mundo literário.



Ainda nesse quadro (orgulhosamente) convidamos os participantes do clube do Livro BH a participar do projeto #passarinhaviajante , em parceria com a Ed. Valentina. Os interessados tem a oportunidade de ler e comentar o livro Passarinha - Kathryn Erskine e em seguida envia-lo para o próximo participante do projeto.

Encerramos o evento com sorteios e muita animação, dentre os brindes mais desejados estavam dois “kits turbinados” contendo ecobag + dois livros + mimos. A distribuição dos kit boas-vindas foi ao som de Happy – Pharrell Williams.

E no fim ainda rolou o divertido “Amigo Livro” dirigido pelo parceiro Silas Junior – onde alguns participantes trocaram livros!


Com 110 participantes + distribuição de 40 livros + kit boas vindas (contendo encartes e 20 marcadores sortidos), 2 camisetas personalizadas + 150 bombons Serenata de Amor – realizamos uma evento empolgante que só aconteceu graças a participação de leitores apaixonados e parceiros dedicados a literatura.

Agradecemos as autoras de Beco da Ilusão – @MallereyCálgara, A garota de treze – @LilianReis, Vigilante – @ThaisLopes que mesmo não tendo sua obra em destaque compareceram ao evento.


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar com os amigos e assim você ajuda 
o blog crescer!♡! 
 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta