Menu

Conhecendo Gisele Souza autora de Pecaminoso

30 abril 2015


Hoje post é um entrevista divertida com a autora Gisele Souza, que teve recentemente seu livro Publicado pela editora Charme com o nome de "Pecaminoso".

Só pelo nome já da para imaginar que o livro promete arrasar corações não é mesmo?

Confira também as entrevistas com as autoras: 
 NANA PAUVOLIH
>  DILL FERREIRA,


Qual foi a sensação de ter seu livro publicado e como foi sua reação? não esconda nada, queremos saber cada momento.
Essa sensação é maravilhosa, algo surreal, você mal acredita que está acontecendo mesmo. Tive muito medo de não ser bem aceita quando publiquei Inspiração na Amazon, mas a receptividade que o livro obteve foi maravilhosa. Acho que esse encanto nunca ficará velho, a cada nova obra sentirei esse friozinho na barriga. É uma carreira linda essa que escolhi.

Seus personagens tem um encanto único, se inspirou em alguém próximo?
Eu amo cada um deles, são diferentes e encantadores em suas personalidades fortes. Acho que não fiz nenhum personagem que não seja lutador (a), eles têm uma experiência de vida distinta, classes sociais diferentes, enfim, problemas pessoais que se aproximam muito da vida real, são particularidades tão normais que os deixam intensos. Acho que isso é o tcham deles, pelo menos em minha opinião (sei que sou suspeita rsrs), mas não me inspirei em ninguém especial. Bem que gostaria de encontrar uma Layla da vida, <3

Nós conte um pouco sobre você.
Sou uma pessoa simples, não gosto muito de sair, sou caseira e meu programa preferido é curtir meu marido e filho. Sou casada há sete anos e tenho um filho que vai fazer seis anos. Sempre apaixonada e romântica conheci o mundo dos livros e viciei ao quatorze anos, lia muito livros de banca. Sou uma bookaholic assumida! Minha carreira de escritora surgiu de repente e não me vejo sem essas histórias surgindo em minha cabeça constantemente. Não trabalho fora, eu preferi deixar tudo de lado pra cuidar do meu filho quando ele nasceu. Agora com essa carreira tenho a possibilidade de fazer os dois, me realizar pessoal e profissionalmente.




Como você sabe se você escreveu uma boa história?
Ahh, difícil... Eu não sei! Eu escrevo o que gosto de ler, e amo cada uma que crio, mas nem sempre um livro supera o outro. Eu tento, mas não é certo que irá agradar. Simplesmente deixo a criatividade fluir.

O que vem primeiro, a história, os personagens, ou a definição?
Depende, às vezes penso num enredo completo, outras vezes tenho a ideia de um personagem, ele me cativa tanto que preciso escrever uma história pra ele. É muito legal, adoro criar uma história nova.

Tem algum escritor que te influencia na hora de escrever seus personagens?
Eu gosto muito dos livros da Maribell Azevedo, sou fã de carteirinha! Admiro muito o trabalho dela e a pessoa em si.

Quando você descobriu que queria ser um escritor?
Após conhecer algumas obras nacionais eu resolvi tentar, depois de anos inventando histórias, diálogos e romances em minha cabeça decidi colocar no papel. Foi a melhor escolha que fiz, amo escrever!

De onde você tira as ideias para suas histórias?
As ideias vem do nada, às vezes uma música me inspira, outras vezes tenho algum sonho. Muitas vezes uma imagem me dá um clique e me vem uma cena completa rsrs... É bem diversificado os nascimentos dos meus livros.

Se você pudesse ser um personagem de qualquer livro, o personagem que seria isso?
Ai, que complicado! Rsrssr Acho que seria um compilado de um monte de livros.


Você desenvolve o enredo ou personagens antes de começar a escrever uma história?
Depende, mas acho que os dois vêm em conjunto. Não sou de escrever roteiros, vou deixando o livro fluir no seu tempo.

Qual é o mais engraçado equívoco que as pessoas fazem sobre você?
Hahahaha a minha altura, muitas, mas muitas pessoas mesmo acreditam eu sou alta. :o Tenho um metro e meio. Sou muito baixinha :p

Como você reage aos comentários negativos a respeito de seus livros?
É bem difícil! Muitas vezes me deixa pra baixo, fico triste mesmo. Porém tento não me deixar abalar e pegar o que é construtivo na crítica.

Por que você escreveu um livro, e quando começou a escrever?
Eu escrevi um livro porque sempre fui apaixonada por esse mundo, resolvi criar um só meu, me apaixonei completamente. Depois do primeiro vieram muitas ideias, muitos livros, tem hora que fico desesperada porque quero escrever tudo de uma vez. Comecei no final de 2013.

Você usa redes sociais para conversa com seus leitores? Quais?
Sim, uso muito! Facebook principalmente, mas também Whatsapp e Instagram, não curto muito o Twitter, confesso que eu não sei usar direito kkkk;

Já viveu algum fato importante por causa dos seus livros?
Já sim! Acho que o que mais me marcou nesse mundo dos livros é o carinho e as amizades que fiz.

Foi muito difícil publicar seus livros? Você tentou mais de uma editora?
Eu trabalhei (e trabalho) muito! Publiquei independente na Amazon e logo assinei com uma editora que não deu certo, e depois decidi tentar outras, mas tinha desistido. Iria ficar indie mesmo, até que a Charme me deu a oportunidade de publicar por eles e meu trabalho ter mais visibilidade. O livro ficou lindo, capa, diagramação, revisão, tudo muito lindo! Estou muito satisfeita! Mas ainda é complicado, o trabalho de um autor é de formiguinha, mas com determinação e fé chegamos lá.

Se você pudesse escolher somente um único momento de contato com seus leitores qual seria?
A Bienal foi maravilhosa, conheci muita gente linda e fiz novas amizades. Amei demais! Mas escolher um é difícil, cada vez que tenho a oportunidade de conhecer meus leitores, poder retribuir nem que seja um pouco o carinho que eles me oferecem diariamente é sagrado. Amoooo!

Qual tema que você nunca escreveria sobre?
Ai que complicado, gosto de escrever de tudo, assim como gosto de ler. Mas acho que não consigo escrever terror, não curto muito e tenho medo. rs

{Livro} O Pequeno Príncipe -- Antoine de Saint-Exupéry

28 abril 2015


Já tem um tempo que estou com a nova edição de o Pequeno Príncipe aqui em casa e fiquei olhando para a tela do computador sem consegui escrever nada, pois qualquer palavra não vai conseguir descrever a beleza e magnitude desta obra; que é a segunda mais traduzida no mundo e se tornou um ícones da literatura infantil.

O Escritor Antoine de Saint-Exupéry não somente escreveu um livro, ele criou uma obra repleta de sensibilidade e visão criativa inexplicavelmente fantástica, com a capacidade de conquistar milhões de fãs ao longo do mundo, e ter mais de 143 milhões de exemplares vendidos nos seus mais de 50 anos de publicação de acordo com o site Wikipédia.



O Livro Pequeno Príncipe conta a história de uma criança que vive em um planeta tão pequeno que com poucos passos consegue caminhar por ele todo, mas que não a impede de ter uma imensa curiosidade e viajar a outros planeta para conhecer coisas novas. Em uma dessa suas novas viagens ele conhece um aviador no deserto do Saara onde o mesmo teve que fazer um pouso de emergência e aguarda por socorro enquanto tenta de alguma forma concertar seu avião.

Com o passar do tempo, os dois vão conversando sobre vários assunto, desde amizade até mesmo a política, mas de uma forma simples que retrata poeticamente a visão de uma criança sobre os temas e mostrando como a amizade dos dois vai se desenvolvendo ao longo da história, mostrando assim através de suas conversas um pouco sobre a vida deles e como o adulto tem que ser explicado a cada novo detalhe.


Quando a editora Geração divulgou que publicaria o livro em uma nova edição, achei extremamente corajoso da parte deles, já que correria o risco de que os fãs não gostassem desta nova edição ou adorassem, era uma mão de duas vias, onde a editora poderia acabar tendo algum fã criando um escarcéu sobre a qualidade do material e ideias utilizadas para diagramação.

Porem o trabalho impecável da editora, mostrou que ela não somente queria relançar essa obra como também dar uma cara mais elegante e charmosa, com cores bem vibrantes e ilustrações que acompanhavam de uma forma bem gostosa a trajetória dos dois personagens, cada página trás uma nova surpresa, um dialogo para refletir.

Entro para lista de livros mais lindos da minha estante, que da gosto de mostra e de indicar como uma leitura única.


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!

{Resultado} Top comentarista Fevereiro

26 abril 2015

Oie Galerinha

Desculpa de novo pela demora com o resultado do top comentarista, já tinha comentada aqui no blog e no facebook que estava sem net e não consegui contabilizar.


Foram 10 participantes, muito obrigada a todo mundo que comentou a finco, alguns por uma postagem que perdeu ou um comentário que não estava totalmente pertinente ou post ficou de fora do sorteio, mas espero de coração que esse mês de maio dobre o numero de participantes.



Parabéns Lary C! 
 Obrigada principalmente por separar um pouco do seu tempo para com o nosso blog! Você tem 48 horas para mandar responder nosso e-mail de contato informando seus dados. 

{#Resenha} Proibido — Tabitha Suzuma

23 abril 2015


Proibido é um livro cheio de temas polêmicos, onde a autora Tabitha Suzuma aborda de forma sensível, as dificuldades de se crescer em um lar conturbado e se apaixonar por aquele que você deveria amar apenas fraternalmente, mas que por motivos não explicáveis você vê como o grande amor da sua vida e seu verdadeiro e único amigo.

Lochan tem 17 anos, é extremante inteligente, mas sua timidez e falta de autoestima tem feito com que ele ande pelos corredores do colégio sem conseguir fazer amigos, e faz com que não participe dos debates dentro de sala de aula. Ele é lindo e as meninas o notam, porém ele não quer que ninguém saiba de sua existência, ele simplesmente quer que o período escolar termine o mais rápido possível. O único momento que se sente seguro o suficiente para conversar é quando está em casa com seus irmãos, principalmente Maya.

{WISHLIST} desejado de Abril.

22 abril 2015

Boa tarde galeriana, como foi o feriados de vocês?

O meu foi bem parado, fiquei em casa todos os dias e aproveitei para ver alguns filmes que estava há tempos querendo e colocar alguns post em atraso em dia, que devem sair ao longo das próximas semanas. aproveitei também para começar a contabilizando o top comentarista de fevereiro, mil perdões pela demora eu fiquei sem net por mais de 44 dias ai tudo embananou por aqui, assim que eu conferir todos os comentários posto aqui no blog e entrou em contato com o ganhador, esse mês de  maio devemos ter novo top comentarista, conto coma  participação de vocês em!!

Mas falando sobre coisa boas, separei minha Wistilist desse mês para dividir com vocês, eu escolhi de tudo desde celular a Livro de Receitas que a tempos estou querendo, acompanho a um tempo já o trabalho da Dani e gosto bastante, outro livro que estou doida para começar é os de Colorir da editora Sextante, parecem ser tão legal e eu vejo cada colorido por ai que ficou babando.

A Sapatilha que escolhe também é linda gente, cheia de carta, super ousada igual a minha unha essa semana,ainda não viu? conferir aqui no Instagram do blog,


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡! 

{Meu Pet} - Quando passei a amar a Mel

17 abril 2015



Oiee como vai? hoje o post é sobre a Mel (cadelinha) e o quanto ela mudou minha vida. 

Estava escrevendo um texto sobre as peripécias da (Melissa Bracho Pimenta) vulgo Mel, mais do que escrever sobres suas peripécias, quero mostrar o quanto ela mudou minha vida. 

Oh eu amo cachorrinhos, sempre gostei, mas depois que Mel chegou em minha casa, me apaixonei perdidamente por seus encantos, seus grandes olhos pidões e suas poses engraçadas. 

A determinação da Mel em me proteger, seu ciúme engraçadíssimo quando outro cachorrinho tenta chegar perto de mim, ela fica tão nervosa mas tão nervosa que começa a latir (igual uma louca) e tremer.
 


Mel tem a capacidade incrível de identificar quando estou tendo pesadelos causados pelo transtorno de ansiedade, que me fazem suar frio ( nunca tive pesadelo antes do TAG), e sou acordada por ela, com uma patada no rosto ou um choramingo bem perto do meu ouvido.

Antes preocupava com os bichinhos na rua, mas não ao ponto de me deixar realmente triste e angustiada,  depois que a Mel veio pra casa, descobri o que é preocupar desesperadamente por um animalzinho, é um sentimento tão complexo que só de imaginar ela pode ficar doente, meu estomago embrulhar.


 
A Mel passou a fazer parte da minha vida, ela mudou tanto a visão "o que é ter um pet" com todos em minha casa, a ponto que quando eu e minha irmã temos que dormir fora, meu pai abri mão de uma bela fatia da cama dele só pra que a cachorra não se sinta sozinha.

Ser dona de um pet é complicado, aqui em casa todo mundo tem um título: meu pai é vó, meu irmão é o tio pra sempre, e minha irmã é a mãe, eu sou a tia gosto muito do meu cargo de Tia, mas ainda questiono o da minha irmã, já que levo ao veterinário, e passo mais tempo com Mel.  Tia também é um pouquinho de mãe, né gente?





Lidar com um pet em casa é um desafio tanto quanto compensador. Todos os dias temos altos e baixos, como qualquer relação com um ser que precisa de você, não sabe como te explicar o que está sentindo mas ao mesmo tempo com um olhar mostra que você é a melhor coisa do dia. Temos também que aprender a relevar certas coisas, como o pet achar que sua cama é dele e por isso todos os brinquedos ficam lá, ver uma blusa novinha sua ir para o lixo afinal tem que se vingar já que não o levou para passear.

A Mel faz todos os tipos de brincadeiras e fora outras coisas que ela aprontou que eu conto pra você em outro post. 



Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!   

12 modelos de mesa de jantar para se inspirar

16 abril 2015


Eu sempre estou procurando novas ideias de decorações para dividir com vocês e um dos temas que tem me chamado muito atenção ultimamente é mesas, elas têm tantas funções, tamanhos, cores e estilos que dá para compor diversos cenários na decoração de um ambiente. 

Porém se ela não for bem escolhida acaba deixando o local pesado e sobrecarregado, tirando todo o charme e organização que fazia parte da ideia inicial. Então se a ideia é colocar a mesa perto de uma cristaleira na sala de jantar o melhor seria analisar se tem uma distância de pelo menos 1,5 m. de espaço entre eles, para que assim na hora que precisar empurrar a cadeira para trás não tem perigo de prender o convidado ou de ficar batendo em um móvel. 

Separei algumas ideias de mesas para nos inspirar na hora de comprar e compor nosso cômodo.











 Imagens { 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 12}

Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!   

{LIVRO} Redenção de um Cafajeste - Nana Pauvolih

08 abril 2015


Liguem os ventiladores por que a resenha de hoje promete ser quente!

Quem me acompanha há um tempo, já deve ter lido minha entrevista com a talentosa escritora Nana Pauvolih! E se ainda não leu clique aqui, na entrevista ela contou um pouco sobre sua trajetória até chegar ter um livro publicado pela editora Rocco, Redenção de cafajeste é o primeiro de uma trilogia.

É sobre esse livro que será nossa resenha de hoje, pois fui convidada pela própria editora Rocco para ser umas das blogueiras, que vai analisar e comentar sobre o que achou do livro.
 

Redenção de um Cafajeste é um conto de fadas moderno (como informa na contra capa), o personagem principal é Arthur, um homem podre de rico, mimado e que acredita que todas as mulheres estão a sua disposição, mas acaba se vendo fazendo coisas que nunca imaginaria para conquistar a confiança e o amor de Maiana. Maiana é uma batalhadora que tem mãe e uma irmã osso duro de roer, mas que não se deixa levar a primeira vista pelo charme de Arthur que usa de vários artifícios para conquistar-lá.



Porém a comparação com o conto de fadas, para por ai, por que Nana criou seu próprio enredo, em uma Rio de Janeiro de muitos luxos e bairros modestos com direito a passeios em um barracão de escola de samba. Desenvolveu uma história que promete incinerar calcinhas e te obrigar a ligar o ventilador na potência máxima para terminar a leitura.

Imagine o livro mais hot que você já leu, multiplique por três, jogue muito romance, salpique com um personagem masculino carismático e uma mocinha forte e  você  terá o conteúdo adulto de Redenção de cafajeste,  um livro com um grande teor erótico sem se tornar vulgar ou de mau gosto.


Não tinha como esperar mais desse livro pelo contrario eu realmente achei que seria um romance mais adulto, mas não imaginei que Nana tinha tanto talento na hora de desenvolver uma historia ou de criar cenários para seus personagens. A autora, não deixou nada sem explicação e não perdeu o folego em momento nenhum, Redenção dita um ritmo rápido e envolvente.

O único ponto que achei que ficou um pouco apressado, foi o final. Porém, entendemos que a autora precisava de um final para varias situações e não podia estender a história.

E para embalar toda a geniosidade da Nana, a editora Rocco caprichou na diagramação e na capa escolhida (que ajuda na hora de visualizar os personagem).


Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!   

{Evento} VII CLUBE DO LIVRO BH - NEW ADULT.

07 abril 2015


Hoje o post é muito especial, vou contar para você como foi a minha tarde de sábado (04) em mais um evento do Clube do Livro - BH, ele é uma extensão do blog fora da internet e ambos organizados por mim. 

Tem coisa mais gostosa que organizar um evento? é um enorme trabalho, principalmente se for totalmente sem fins lucrativos, porém tudo vale a pena quando as pessoas que compareceram vai embora com cara de quero mais é a melhor sensação do mundo. 

 

O Clube do livro comemorou sua sétima edição com a participação mais que especial da Leitura do Shopping Estação, que gentilmente cedeu um espaço lindo,  e a editora Grupo Record, que cedeu vários livros e brindes para sorteios e claro a participação de duas amigas lindas que me ajudaram na organização, Giovana e Alice.


Organizar um evento é muito difícil, principalmente quando este é realizado através de doações e patrocínios. O Clube do livro - BH não tem fins lucrativos e é mantido através de parcerias e trabalho suado. Tudo começa dois meses antes, por que é muita coisa! E sem contar que a parte decoração e comes e bebes são por nossa conta.


Neste nosso ultimo encontro, tivemos o prazer da participação de mais de 34 leitores com diferentes ideias, participando ativamente do bate papo e das gincanas promovidas.

Todos levaram para casa um kit contendo vários marcadores enviados pela editora Verus, régua doada pela livraria Leitura, um bloquinho de notas do livro Belo Desastre (super fofo) e um chocolate bis, tudo em um saquinho super fofo! Além de um Cupcake caseiro. 

Sorteamos mais de 10 livros e uma linda cesta de chocolate, no evento apresentamos as séries Belo Desastre, Métrica, True, Louco por você, Um caso perdido, As Batidas perdidas do Coração e Easy. 

Mas tudo isso somente foi possível pela participação de todos que tornaram esse encontro um dos melhores Clube do livro - BH realizados, muito, mas muito obrigada! Agradeço a todos pela participação e principalmente a linda Paula que ajudou muito na divulgação.

E não se esqueça! Quem leva mais amigos ao nosso encontro, ganha um livro surpresa!



Gostou do post? clique nas redes sociais abaixo e compartilhar!♡!   
 
© 2015 - Todos os direitos reservados 🐶 🐶 🐶 - Layout por Leh Pimenta