Destaques

novidades por e-mail

16 janeiro 2019

CONFIRA OS LANÇAMENTOS LITERÁRIOS DE JANEIRO 2019 - ED. ARQUEIRO E INTRÍNSECA

CONFIRA OS LANÇAMENTOS LITERÁRIOS DE JANEIRO 2019 - ED. ARQUEIRO E INTRÍNSECA

No mês de janeiro tivemos um ritmo menor de lançamentos por parte das nossas editoras queridinhas, mas com isso conseguimos colocar as leituras atrasada em dia, não é verdade?!

Porém, não deixamos de nos atualizar com as coisas boas quem vem por aí e queremos que vocês também saibam o que os aguarda. Por isso, separamos algumas novidades das editoras Arqueiro e Intrínseca que queremos muito que vocês conheçam:

15 janeiro 2019

{#RESENHA } O MENINO QUE DESENHAVA MONSTROS - KEITH DONOHUE

RESENHA: O MENINO QUE DESENHAVA MONSTROS - KEITH DONOHUE
Titulo: O Menino que Desenhava Monstros| Autora: Keith Donohue | Ano: 2016 | Páginas: 256 | Editora: DarkSide Books | Gênero: Suspense e Mistério, Sick Lit | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon  

“Há alguns anos, quando diagnosticaram Jack, Holly mal conseguia pronunciar o nome do distúrbio; ela foi inundada por um oceano de orações, cujo nível só baixou com o tempo, quando o garoto ficou pior, não melhor.”

Você vai conhecer agora a história de Jack Peter, um garoto de 10 anos de idade e que está no espectro autista. A pessoa autista é geralmente caracterizada como um indivíduo que apresenta dificuldades ou impedimentos para as relações sociais, déficit de linguagem, ausência ou escassez de atividade imaginativa e comportamentos estereotipados. Aqui, nosso garoto também desenha monstros, obviamente!

Contudo, o título não é um grande spoiler, mas sim uma constatação de uma daquelas fases que todo autista passa rotineiramente. Mas, essa fase de fazer desenhos por todos os lados no caso de JP está perdurando há anos. Em se tratando de desenvolvimento infantil o ato de desenhar caracteriza uma forma de linguagem e é precursor da escrita. Foi bem interessante quando Jack desenvolveu esse hábito, mas por que de maneira obsessiva?

14 janeiro 2019

{ #RESENHA } UMA DAMA FORA DOS PADRÕES - JULIA QUINN (#1 OS ROKESBYS)

Título: Uma Dama Fora dos Padrões | Julia Quinn | Ano: 2018 | Páginas: 272 | Editora: Arqueiro | Gênero: Romance de Época, Ficção | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon  

“Billie virou o livro para que George pudesse ver as letras douradas do título. - Enciclopédia de Agricultura de Prescott.- Volume quatro - disse ele com ar de aprovação. Ele tinha os três primeiros volumes na biblioteca pessoal.” 

“Antes dos irmãos Bridgertons, havia OS ROKESBYSessa é a primeira frase que encontramos no exemplar da nova série de Julia Quinn. Na história, Billie Bridgerton cresceu junto com os irmãos Rokesbys, já que suas famílias são vizinhas há séculos e, por isso, todos esperam que a garota algum dia se case com algum deles.

Apesar dessa proximidade toda, existe um Rokesby que a menina não suporta: George, o irmão mais velho. Mas o destino tem um senso de humor perverso, e depois dos dois serem obrigados a passar um tempo juntos e sozinhos alguma coisa acontece na relação deles. Essa é a premissa de “Uma Dama Fora dos Padrões” o primeiro livro da série “Os Rokesbys”.

11 janeiro 2019

{ #RESENHA } MAQUINAS MORTAIS - PHILIP REEVE ( CRÔNICAS DAS CIDADES FAMINTAS #1 )

Publicado no Brasil em 2018, Máquinas Mortais do autor Philip Reeve faz parte da Série Cronicas das cidades Famintas que conquistou milhares de fãs pelo mundo e ganhou sua adaptação para os cinemas essa ano de 2019, com uma ideia futurista o enredo conquista o leitor depois de algumas paginas.
Titulo: Máquinas Mortais | Subtitulo: Crônicas das Cidades Famintas # 1 | Autor: Philip Reeve | Ano: 2018 | Páginas: 320 | Editora: HarperCollins Brasil | Gênero: Ficção, Ficção científica, Jovem adulto, Steampunk | Adicione a sua lista do Skoob | Onde comprar: Amazon 

"Máquinas Mortais" me fez sair da minha zona de conforto, confesso que gostei, apesar de que, no início fiquei um pouco sem conseguir imaginar cidades que andavam e devoravam cidades menores, mas consegui entrar no clima.

O enredo do livro conta a história da humanidade pós-guerra que ficou conhecida como Guerra dos Sessenta Minutos, e devido à falta de alimentos e à alta tecnologia (estamos falando de pós século XXX), as cidades são colocadas em cima de esteiras e rodas, são chamadas de Cidades de Tração e  saem à caça de cidades menores, que são engolidas e desmontadas, este fato é citado como Darwinismo Municipal, ou seja, metrópoles consomem as cidades menores, que consomem vilarejos e assim por diante.

10 janeiro 2019

TOP COMENTARISTA: JANEIRO/2019

Top comentarista

Nosso primeiro top comentarista do ano tá pintando por aqui e, eu só tenho a dizer que esse prêmio tá lindo demais!!! Separamos um dos livros mais comentados e lidos, aqui no blog em 2018, além de vários brindes incríveis para completar a premiação. “Deixei Você Ir” é o thriller psicológico de estreia da autora inglesa Clare Mackintosh, lançado em 2017 pela editora Intrínseca, que conta sobre o atropelamento de um jovem. Não vou contar mais, para não dar spoiler mas, caso queira ler a resenha completa é só clicar aqui.

Além do livro, no kit do top comentarista desse mês virá também: uma ecobag linda da editora Arqueiro, mais de 40 marcadores sortidos, 5 bottons, um caderno para você anotar seus livros lindos durante o ano, uma Tag para você marcar sua mala quando for para bienal e uma caixa com um doce bem gostoso. Então, vem conferir as regrinhas para poder participar!

09 janeiro 2019

CRÍTICA DE ESTREIA | ASSUNTO DE FAMÍLIA

Distribuidora: IMOVISION| Estreia: 10/01/2018 | Gênero: Drama | Duração: 2h 01min

Sabe aqueles filmes que se você dormir no meio e (sim dá muita vontade) tu perde todos os detalhes que fecham o final? Pois é, assim é o Manbiki kazoku, que na melhor tradução para o português se tornou "Assunto de Família".

O filme que se ambienta todo num cotidiano tradicional de uma família do subúrbio de Tóquio, traz em um segundo plano um aranhado de fatos que mostram que uma mesma história pode ter vários pontos de vista e que a felicidade nem sempre está relacionada ao que se imagina ser.

A família de Osamu (Lily Franky, do citado Pais e Filhos) e sua esposa Nobuyo (Sakura Andô) é formada pela matriarca Hatsue (Kirin Kiki,) o garoto Shota (Jyo Kairi) e a jovem Aki (Mayu Matsuoka). O grupo que vive de pequenos golpes roubos, mentiras, contravenções, inicia a trama quando eles encontram a pequena e adorável Yuri (Miyu Sasaki), negligenciada pelos pais, e por isso decidem “adotá-la” ou melhor, acolhê-la em sfua caótica casa.

Instagram

© Coisas de Mineira - 💜 🐶 📖 🍀 💜 – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in